Menu
NAS NOTÍCIAS

Como a família Uchtdorf celebra o Natal e centra suas tradições em Jesus Cristo


Na Alemanha, as quatro semanas que antecedem o Natal são usadas como preparação para o nascimento de Jesus Cristo e são chamadas de Advento, a palavra em latim para “vinda” ou “chegada”.

“Sempre adoramos a época do Advento, estas quatro semanas antes do Natal”, disse a irmã Harriet R. Uchtdorf, esposa de Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos.

Em um recente episódio do podcast do Church News [em inglês], a irmã Uchtdorf e sua filha, Antje Uchtdorf Evans, refletiram sobre as tradições de natalinas de sua própria família e como elas voltam sua atenção para o Salvador.

“Sabemos que podemos adotar e desfrutar das maravilhosas tradições natalinas da melhor maneira [possível] ao mantê-las centradas no motivo do Natal, que é nosso Salvador Jesus Cristo”, disse a irmã Harriet Uchtdorf.

Uma das tradições favoritas da família Uchtdorf quando eles viviam na Alemanha era visitar seu Christkindlmarkt local.

“Cada cidade tem seus próprios mercados e atmosfera únicos”, recordou a irmã Uchtdorf. “As pessoas são recebidas por doces e maravilhosos cheiros de pão de gengibre, especiarias e todos os tipos de comidas deliciosas.”

A irmã Uchtdorf e a irmã Evans fazem parte do comitê de liderança do This Is the Place Heritage Park [Parque Histórico Este É o Lugar] [em inglês].

A irmã Harriet R. Uchtdorf, membro da comissão executiva da Christkindlmarkt SLC e esposa de Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos, ajuda a colocar itens doados em caixas em Salt Lake City, Utah, na terça-feira, 8 de dezembro de 2020. As caixas foram distribuídas para a Nação Navajo.

A irmã Harriet R. Uchtdorf, membro da comissão executiva da Christkindlmarkt SLC e esposa de Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos, ajuda a colocar itens doados em caixas em Salt Lake City, Utah, na terça-feira, 8 de dezembro de 2020. As caixas foram distribuídas para a Nação Navajo.

Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

O cerne da tradição do Christkindlmarkt é um projeto de serviço. “Todos os anos, escolhemos um projeto de serviço especial como um presente para a comunidade”, disse a irmã Evans. “Este ano, nosso projeto de serviço se concentrará no apoio a refugiados e famílias acolhedoras, e todos novamente estão convidados a participar e ajudar.”

A irmã Evans tem boas lembranças de como sua mãe tornava a época do Advento “extra especial”.

“Ela era uma decoradora incrível e uma cozinheira maravilhosa. Na Alemanha, temos receitas especiais de biscoitos que são feitos apenas para o Natal”, disse a irmã Evans. “Há até mesmo um nome diferente para a palavra biscoito, usado apenas para os biscoitos de Natal. E estas receitas com as quais crescemos ainda são as que usamos hoje.”

Ouçam o episódio do Podcast do Church News com a irmã Uchtdorf e sua filha compartilhando tradições natalina alemãs [em inglês]

Outra tradição é a guirlanda do Advento, uma guirlanda de ramos de pinheiro com quatro velas. A cada domingo, uma nova vela é acesa: “Quando as quatro velas estão brilhando, sabemos que o Natal está aqui”, disse a irmã Evans. 

O calendário do Advento é outra tradição natalina importante para a família Uchtdorf.

“É claro que, quando éramos crianças, adorávamos os calendários do Advento com chocolate, mas gostávamos mais ainda dos que tinham uma história para cada dia. Minha mãe as lia para nós, e estas histórias eram geralmente focadas nos eventos em torno do nascimento de Cristo, ou mesmo, às vezes, sobre sermos bondosos e fazermos coisas uns para os outros, disse a irmã Evans.

A irmã Antje Uchtdorf Evans, à esquerda, e a irmã Harriet R. Uchtdorf, à direita, membros da comissão executiva da Christkindlmarkt SLC, respondem a perguntas sobre o St. Martin’s Project em Salt Lake City, Utah, na terça-feira, dia 8 de dezembro de 2020.

A irmã Antje Uchtdorf Evans, à esquerda, e a irmã Harriet R. Uchtdorf, à direita, membros da comissão executiva da Christkindlmarkt SLC, respondem a perguntas sobre o St. Martin’s Project em Salt Lake City, Utah, na terça-feira, dia 8 de dezembro de 2020.

Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Uma parte essencial de qualquer celebração natalina são as tradicionais canções de Natal. Para a família Uchtdorf, “O Tannenbaum” [Pinheirinho de Natal] é um dessas canções.

“’O Tannenbaum’, na verdade, em sua forma tradicional, fala do pinheiro, a árvore perene, não da árvore de Natal decorada”, disse a irmã Evans. “Portanto, quando cantamos ‘O Tannenbaum’, celebramos sua fidelidade, sua constância. … E o Natal não é Natal sem ‘Stille Nacht, Heilige Nacht’, ‘Silent Night’ [Noite Feliz].”

Na véspera de Natal, a família Uchtdorf canta canções de Natal, lê o relato do nascimento de Cristo em Lucas 2, abre presentes e come salada de batata com uma linguiça especial. Então, no dia de Natal, os membros da família passam tempo juntos e compartilham uma refeição de Natal que muitas vezes inclui peru, “nossa referência aos Estados Unidos e nossa influência americana”, explicou a irmã Evans, e bolinhos e repolho roxo.

Uma das formas mais importantes de celebrar é nos certificarmos de que as tradições não “ofusquem o verdadeiro significado do Natal.”

“Isto o tornará belo e inesquecível a cada ano”, disse a irmã Uchtdorf.

Para ela, a melhor maneira de celebrarmos o Natal é seguirmos o exemplo do Salvador e vivermos Seu evangelho, sendo generosos e servindo aos outros. “Eu me pergunto: ‘Como podemos ser Suas mãos? Como podemos elevar outras pessoas?’ Tenho certeza de que Ele guardaria os mandamentos de Deus. Ele serviria a Deus e amaria e serviria as pessoas ao Seu redor, sejam elas quem forem.”

Encontrar a árvore certa tem sido uma tradição para Élder Dieter F. Uchtdorf e sua esposa, Harriet. Esta é uma árvore dos primeiros anos de seu casamento.

Encontrar a árvore certa tem sido uma tradição para Élder Dieter F. Uchtdorf e sua esposa, Harriet. Esta é uma árvore dos primeiros anos de seu casamento.

Crédito: Cortesia de Harriet Uchtdorf.

Quando a irmã Evans percebeu que as lembranças natalinas favoritas de seus filhos são sempre as simples, ela fez uma pausa e refletiu sobre como realmente queria celebrar o Natal.  

“É o tempo que passamos juntos. É fazermos algo especial para os outros. É seguirmos o padrão que Cristo estabeleceu em Sua vida. São esses momentos de tranquilidade. E isto é o que traz alegria e felicidade, bem como sorrisos, esperança e paz no Natal e ao longo do ano”, disse ela.

A mensagem do nascimento e da vida de Cristo têm o poder de curar e trazer paz durante todo o ano e, especialmente durante a época do Natal, elas têm a força para superar as diferenças, mesmo em tempos difíceis, disse a irmã Uchtdorf. 

“Cristo é a luz e a esperança para todo o mundo, e isto é verdade neste Natal e sempre.”