Menu
NAS NOTÍCIAS

Como a educação, família e testemunho estão entrelaçados na vida de Élder Clark G. Gilbert


Como a educação, família e testemunho estão entrelaçados na vida de Élder Clark G. Gilbert

Élder Clak G. Gilbert é tanto um aprendiz quanto um professor. A liderança educacional do novo Setenta Autoridade Geral inclui cargos acadêmicos na BYU-Pathway Worldwide, na Universidade Brigham Young-Idaho, na Faculdade de Administração de Empresas de Harvard e em sua nova designação como comissário do Sistema Educacional da Igreja.

Apoiado na conferência geral de abril de 2021 e nomeado novo comissário quando as Autoridades Gerais receberam novas áreas e designações na sede da Igreja logo após a conferência, Élder Gilbert se pergunta, no entanto, como seu serviço de tempo integral na Igreja impactará uma amada instituição educacional familiar: a Academia Gilbert.

A “Academia” é a viagem anual de verão da família e o desenvolvimento educacional que a antecede. Élder Gilbert e sua esposa, a irmã Christine Gilbert, combinam viagens e aprendizagem como experiências centrais para seus oito filhos. Com uma filha no ensino fundamental 1, três filhos no fundamental 2, dois no ensino médio e dois na faculdade, manter um currículo engajador continua sendo um esforço constante.

Com um novo destino selecionado a cada Natal, a família passa de seis a sete meses preparando relatórios e discussões sobre uma variedade de temas e tópicos concernentes à área — tudo, desde a cultura à culinária local. A Academia Gilbert também enfatiza a aprendizagem sobre a história e a presença da Igreja na área e a participação nos serviços de adoração locais.

Élder Clark G. Gilbert.

Élder Clark G. Gilbert.

Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Embora a pandemia de COVID-19 tenha cancelado os planos de viagem para 2020, destaques anteriores da Academia Gilbert incluem viagens para o Japão, onde Élder Gilbert serviu como um jovem missionário; para Massachusetts, com um retorno aos primórdios da família; e para a Europa, com paradas na Capela de Hyde Park em Londres e no Templo de Haia Holanda. Jerusalém continua sendo um futuro destino esperado.

“Queríamos que nossos filhos soubessem que poderiam se envolver e fazer parte do mundo e continuar firmes no evangelho”, disse ele. “Não há nenhum lugar onde possamos ir que não seja possível permanecermos fortes em nossa fé, e nenhum lugar onde a Igreja não tenha presença”, disse Élder Gilbert. “Isso foi uma importante parte de nossas viagens e queríamos que sentissem que poderiam aprender e descobrir, e que o evangelho estaria lá, não importa aonde fôssemos.”

Ele acrescentou: “Para nós, a Academia Gilbert é apenas uma extensão de um compromisso de longa data com uma educação centrada no evangelho desde a infância.”

Clark Gordon Gilbert nasceu em Oakland, Califórnia, em 1970, filho de Paul e Susan Gilbert, enquanto seu pai frequentava a faculdade de direito da Universidade da Califórnia Berkeley. O casal Gilbert criou sua família em Phoenix, Arizona, com o pequeno Clark nutrido no evangelho por pais que valorizavam o aprendizado.

“Eles nunca me fizeram pensar que a educação e o evangelho estavam de alguma forma separados — quanto mais fé temos, mais queremos aprender e crescer, e quanto mais aprendemos e crescemos, mais profunda a nossa fé pode se tornar.

“É isso que fez a BYU tão especial para mim — pela primeira vez, senti a força ampliada da Igreja, e ela estava diretamente ligada ao meu crescimento acadêmico.”

Foi enquanto frequentava a Universidade Brigham Young que ele conheceu Christine Calder. “Eu sabia tudo sobre ele mesmo antes de conhecê-lo”, recorda a irmã Gilbert, que era companheira de quarto de sua irmã em Provo, Utah, após as duas terem se tornado boas amigas durante um programa de Estudos no Exterior da BYU em Londres.

A primeira interação entre Clark e Christine aconteceu no grêmio estudantil, e eles logo começaram a namorar. Um ano mais tarde, após um breve noivado, eles foram selados no dia 5 de fevereiro de 1994, no Templo de Salt Lake.

A formatura da BYU foi seguida por um diploma de mestrado pela Universidade Stanford e um doutorado pela Faculdade Administração de Empresas de Harvard. Mesmo quando Élder Gilbert ingressou no corpo docente da Faculdade de Administração de Empresas de Harvard, a família Gilbert começou a considerar quando deveriam buscar o “emprego de seus sonhos” – ensinar na BYU. Eles não faziam ideia de que “outras” BYUs esperavam por eles.

Em retrospectiva, Élder Gilbert diz que ter definido o serviço da Igreja há duas décadas – ajudando os jovens da periferia de Boston, Massachusetts – o preparou para levar oportunidades educacionais para maiores audiências. Isso surgiu quando ele estava ocupado cursando mestrado e cuidando de sua jovem família.

“Aqueles rapazes nem sempre tinham muito apoio — eles se tornaram parte de nossas vidas, e passamos a amá-los”, disse ele. “Aprendi a ouvir o Senhor e sabia que Ele estava em suas vidas. Eu podia ouvi-Lo me dizendo o precisava fazer por eles.”

O Senhor o ensinou sobre as necessidades das outras pessoas, acrescentou ele. “Não que Ele estivesse apenas me preparando para uma educação, mas Ele estava me mostrando o que poderia fazer na vida das pessoas a um nível pessoal profundo.”

Élder Kim B. Clark, um colega e mentor de Harvard que havia se tornado presidente da BYU–Idaho antes de ser chamado como uma Autoridade Geral, convidou a família Gilbert a orar sobre uma outra opção além de ensinar em Provo — a BYU–Idaho em Rexburg, Idaho.

Élder Gilbert recorda ter pensado muito limitadamente sobre o potencial da escola, respondendo: “Acho que a BYU–Idaho pode ajudar e abençoar a periferia.”

Isso é verdade, mas o problema é muito maior, respondeu o então Presidente Clark: “Meu convite a você é ir para Rexburg e nos ajudar a repensar a educação da Igreja em uma escala global.”

“A BYU-Pathway ainda não havia sido criada — nem tínhamos organizado o aprendizado online. De certo modo, aqueles rapazes de Boston haviam me preparado a aceitar uma designação para ajudar a trazer essas bênçãos a uma audiência muito maior.”

Ao aceitar a “outra opção”, Élder Gilbert se viu em um caminho de criar oportunidades históricas de educação online e outras inovações digitais, tanto na BYU-Idaho quanto na BYU-Pathway Worldwide, servindo primeiro como vice-presidente acadêmico associado da BYU-Idaho e depois como presidente da BYU-Idaho e da BYU-Pathway.

Presidente Russell M. Nelson coloca um medalhão no Presidente Clark G. Gilbert após lhe conferir o encargo durante a inauguração da BYU-Pathway Worldwide no dia 16 de novembro de 2017. Presidente Gilbert e sua esposa, Christine.

Presidente Russell M. Nelson coloca um medalhão no Presidente Clark G. Gilbert após lhe conferir o encargo durante a inauguração da BYU-Pathway Worldwide no dia 16 de novembro de 2017. Presidente Gilbert e sua esposa, Christine.

Crédito: BYU-Pathway Worldwide

Em todas as responsabilidades de sua carreira, a família tem sido o foco do casal Gilbert — ao jantarem juntos e colocarem os filhos para dormir todas as noites, ao saírem para uma noite romântica semanalmente e ao reservarem os domingos como um dia livre do trabalho. “Grande parte disso é a minha esposa, e o lar que ela cria”, disse Élder Gilbert.

Ele se lembra de ter sido amorosamente repreendido pelo falecido Presidente Boyd K. Packer, do Quórum dos Doze Apóstolos, que ficara sabendo do “segundo turno” de trabalho de Élder Gilbert em casa que o mantinha acordado até uma ou duas horas da manhã na maioria dos dias.

Presidente Packer fez com que ele se comprometesse a se recolher à meia-noite e a dar mais atenção para sua esposa e filhos.

“Tínhamos bons modelos protegendo nossa família, mas isso foi um verdadeiro pivô em nossa vida”, disse Élder Gilbert. “Isso fez com que me tornasse muito mais consciente, não somente a respeito de encontrar tempo, mas de me concentrar na Christine e em nossos filhos. É incrível estar em uma Igreja que queira isto — eles proporcionam responsabilidades significativas para os membros de toda a Igreja, mas querem que nossas famílias continuem sendo nossa primeira responsabilidade.

Élder Gilbert testifica do evangelho em ação — um testemunho que tem se aprofundado nos últimos 20 anos, à medida que ele e a irmã Gilbert têm recebido revelações — sobre sua família, seu trabalho para a Igreja, onde deveriam morar e outras decisões da vida.

“Sinto que o Senhor tem sido ativo em minha vida, na vida de minha família e na vida daqueles a quem sirvo”, disse ele. “Para mim, não é uma questão de ‘acreditarmos.’ Trata-se de ‘como colocamos em prática o que o Senhor está tentando fazer na nossa vida e na dos outros?’

“O testemunho fundamental — as principais verdades do evangelho — se tornaram uma âncora, mas desde então tem sido um testemunho do evangelho em ação.”

Informações biográficas

Família: Nasceu em Oakland, Califórnia, no dia 18 de junho de 1970. Filho de Paul Ensign Gilbert e Susan Carlson Gilbert. Casou-se com Christine Calder no dia 5 de fevereiro de 1994, no Templo de Salt Lake; o casal tem oito filhos.

Educação: Recebeu diploma de Bacharelado em Artes em Relações Internacionais em 1984 pela Universidade Brigham Young, Mestrado em Artes em Estudos Asiáticos em 1995 pela Universidade de Stanford, e Doutorado em Administração de Empresas em 2001 pela Universidade de Harvard.

Trabalho: Presidente da BYU-Pathway Worldwide, Presidente da Universidade Brigham Young-Idaho, presidente/diretor executivo do Deseret News e do Deseret Digital Media, vice-presidente acadêmico associado na BYU–Idaho e professor na Faculdade de Administração de Empresas da Universidade de Harvard.

Serviço na Igreja: Setenta de Área, conselheiro de presidência de estaca, bispo, conselheiro na presidência dos Rapazes de estaca, professor da escola dominical, presidente do quórum de élderes e missionário de tempo integral na Missão Japão Kobe.

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.