Élder D. Todd Christofferson: ‘O amor de Deus’

Resumo do discurso

Nosso Pai Celestial e Jesus Cristo amam perfeita e profundamente cada pessoa. Porque o amor de Deus é abrangente, alguns podem pensar que talvez isto signifique que as bênçãos e a salvação de Deus sejam incondicionais. “Não, não são. Alguns costumam dizer, ‘o Salvador me ama como eu sou’, e isso é realmente verdade. Mas Ele não pode levar nenhum de nós a Seu reino apenas como somos, ‘porque nenhuma coisa impura pode ali habitar’” (Moisés 6:57).

O amor dos profetas de Deus é refletido em suas advertências contra o pecado. “Eles não são motivados por um desejo de condenar. Seu desejo verdadeiro reflete o amor de Deus; na verdade, é o amor de Deus.”

O amor do Pai e do Filho inclui expectativas. “Porque Eles o amam, Eles não querem deixá-lo apenas ‘como é’. … Porque Eles o amam, Eles querem que você se arrependa porque este é o caminho para a felicidade. Mas a escolha é sua — Eles honram seu arbítrio. Você deve optar por amá-Los, servi-Los, guardar Seus mandamentos. E então, Eles poderão abençoá-lo, assim como amá-lo, com maior abundância.”

Ao reconhecermos que o amor de Deus é perfeito, cada um de nós poderá perguntar: “O quanto eu amo Deus?”

Sobre Élder Christofferson

  • Élder D. Todd Christofferson foi apoiado como membro do Quórum dos Doze Apóstolos no dia 5 de abril de 2008.
  • Em 1968, ele se casou com Kathy Jacob. Os dois se conheceram em um jogo de futebol americano — na época ele estava trabalhando como controlador dos fãs e ela era uma Cougarette [líder de torcida da BYU]. Eles têm cinco filhos.
  • De 1975 a 1980, Élder Christofferson exerceu a advocacia em Washington D.C., depois de ter servido como assistente do Juiz Distrital dos E.U.A. John J. Sirica, durante os julgamentos e outros procedimentos conhecidos como Watergate (1972-74).