Presidente Dallin H. Oaks: ‘A necessidade de uma Igreja’

Resumo do discurso:

Muitas pessoas boas e religiosas pararam de frequentar suas igrejas. “Se pararmos de dar valor a nossas igrejas, por qualquer que seja o motivo, ameaçamos nossa vida espiritual pessoal, e um número significativo [de pessoas] se separando de Deus reduz Suas bênçãos a nossas nações.”

A frequência à Igreja pode abrir corações e santificar almas.

Com a direção e autoridade do Senhor, a Igreja de Jesus Cristo restaurada foi estabelecida com o propósito de ensinar a plenitude de Sua doutrina e agir com a autoridade de Seu sacerdócio, a fim de realizar as ordenanças necessárias para se entrar no Reino de Deus.

Os santos dos últimos dias que renunciaram às reuniões presenciais da Igreja e confiam apenas na espiritualidade individual, se separaram dos fundamentos do evangelho — do poder e bênçãos do sacerdócio, da plenitude da doutrina restaurada, das motivações e oportunidades de aplicar essa doutrina, e da oportunidade de se qualificar para a perpetuação eterna de sua família.

“Apesar do bom trabalho que pode ser realizado sem a igreja, a plenitude da doutrina e suas ordenanças de salvação e exaltação estão disponíveis apenas na Igreja Restaurada. Além disso, a frequência à Igreja nos dá a força e o aumento da fé que vem, ao nos associarmos com outros crentes e adorando juntos com aqueles que também estão se esforçando para permanecerem no caminho do convênio e serem melhores discípulos de Cristo.”

Sobre Presidente Oaks:

  • Presidente Dallin H. Oaks foi chamado para o Quórum dos Doze Apóstolos em 1984.
  • Presidente Oaks foi assistente jurídico do Presidente do Supremo Tribunal dos E.U.A., Earl Warren, e mais tarde serviu como juiz na Suprema Corte de Utah, até seu chamado ao apostolado em 1984.
  • Presidente Oaks e sua falecida esposa, June Dixon Oaks, têm seis filhos. Ela faleceu em 21 de julho de 1998. No dia 25 de agosto de 2000, ele se casou com Kristen M. McMain no Templo de Salt Lake.