Como viver intencionalmente pode te ajudar com Palavra de Sabedoria, perguntas sobre a Igreja e teu progresso eterno

O que significa viver uma vida intencional? E quais são os perigos de viver uma vida não-intencional?

Inspirado nas palavras do élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos durante conferência geral na semana passada, élder Paul B. Pieper, setenta autoridade geral, falou durante um devocional na Faculdade LDS Business College no dia 15 de outubro sobre como o evangelho pode ajudar cada pessoa a viver uma vida intencional.

Deus estabeleceu um padrão para o crescimento e aprendizado contínuo de Seus filhos, élder Pieper disse. As fundações do padrão envolvem arbítrio, conhecimento e escolha.

Os Cantores da Faculdade LDS Business College se apresentam durante devocional realizado no Salão de Assembléia na Praça do Templo no dia 14 de outubro, 2019.
Os Cantores da Faculdade LDS Business College se apresentam durante devocional realizado no Salão de Assembléia na Praça do Templo no dia 14 de outubro, 2019. Credit: Valerie Johnson

Aprendizagem é essencial para o crescimento e o progresso na terra. “Estamos na terra hoje por causa do crescimento e progresso que recebemos em nossa vida pré-mortal”, élder Pieper disse. “Nosso progresso lá veio por causa das coisas que aprendemos com os nossos Pais Celestiais.”

O desafio e a aventura na mortalidade é de continuar o processo de aprendizagem, crescimento e desenvolvimento, ele ensinou. “De fato, a riqueza e plenitude das nossas experiências mortais serão determinadas por quão bem usamos cada uma dessas circunstâncias que são colocadas aqui para aumentar nosso conhecimento da verdade e agir para aplicá-las em nossas vidas.”

Élder Pieper compartilhou uma citação do discurso do élder Uchtdorf da conferência geral de outubro de 2019: “Lembrem-se de que o discipulado não significa fazer as coisas com perfeição; o discipulado é fazer as coisas com intenção. São suas escolhas que mostram quem vocês realmente são, muito mais do que suas habilidades.”

Élder Pieper focou na palavra “intencionalmente”, explicando que ela significa não deixar coisas para o acaso, mas ser consciente e deliberado. “Nós vivemos intencionalmente quando pensamos profundamente sobre como fazemos e agimos de acordo com esforços conscientes e deliberados para incorporar nossas crenças e valores em cada aspecto de nossas vidas diárias.”

Inversamente, vivendo não-intencionalmente significa seguir o fluxo, respondendo a influências externas, passivamente se envolvendo em ideias e valores de outros.

Por exemplo, a tecnologia hoje em dia criou ferramentas maravilhosas, como smartphones, que podem ajudar cada pessoa a viver uma vida intencional. Contudo, ele explicou, “elas também são essas ferramentas que podem tomar conta de nossas vidas se deixarmos.”

Élder Pieper compartilhou a história de uma pessoa que descobriu o que sua vida não-intencional os custou. Essa pessoa havia criado uma conta na Amazon Prime e logo começou a fazer pequenas compras todos os dias. Depois de vários anos dessas compras convenientes e habituais, ele não conseguia entender por que ele nunca conseguia viajar com a família e amigos como gostaria. Então, ele decidiu olhar para os últimos quatro anos de suas compras. Ele ficou chocado ao descobrir que essas pequenas e impensáveis compras o custaram milhares de dólares.

“Nessa história verdadeira, um indivíduo inteligente e capaz cedeu sua vida intencional para uma vida não-intencional”, élder Pieper disse. “É difícil não fazer isso no mundo de hoje.”

Élder Paul B. Pieper, setenta autoridade Geral, fala durante devocional da Faculdade LDS Business College em Salão de Assembléia na Praça do Templo no dia 14 de outubro, 2019.
Élder Paul B. Pieper, setenta autoridade Geral, fala durante devocional da Faculdade LDS Business College em Salão de Assembléia na Praça do Templo no dia 14 de outubro, 2019. Credit: Valerie Johnson

Será que cada pessoa precisa se livrar das redes sociais, vídeo games e outras coisas que podem causar distrações?

“Estou dizendo que você precisa decidir como usar essas ferramentas intencionalmente.”

Aqueles que escolhem uma vida não-intencional, ou não escolhem uma vida intencional, “você para de aprender, você para de alongar, você para de crescer, você para de decidir e você para de ser um agente”, ele disse. Ao invés, a pessoa se torna um objeto que recebe a ação.

Ele compartilhou um exemplo de um amigo da sua juventude que decidiu ser não-intencional com o evangelho, seguir o fluxo, apenas se divertir e ficar ativo novamente depois. Quarenta anos depois, ele nunca havia buscado uma educação, nem havia frequentado o templo, nem teve sua família selada a ele.

Quando alguém vive não-intencionalmente, o progresso para, ele disse. “Ele para temporalmente e ele para espiritualmente. Se queremos progredir, temos que viver intencionalmente todos os dias.”

“Se queremos progredir, temos que viver intencionalmente todos os dias.”

Então, como alguém vive mais intencionalmente?

Todo mundo terá que tomar a decisão por si mesmo, ele disse. Contudo, “O evangelho dá estrutura e valores perfeitos necessários para viver intencionalmente.”

Cada pessoa que foi batizada e confirmada aceitou esses valores e verdades e testificou que estava disposto a se tornar discípulos de Jesus Cristo. Comprometimento para discipulado diário torna-se um esforço para viver intencionalmente.

Falando na prática, uma forma de viver mais intencionalmente é de “descobrir a coisa que precisamos fazer para tomar nosso próximo passo para o progresso”, élder Pieper disse.

Viver intencionalmente significa fazer mudanças, o que significa arrependimento.

Pense num problema de padrão ou de caráter do evangelho que poderia viver melhor, ele disse. Então estude esse tópico durante um dia de estudo das escrituras e pondere os princípios. “Então, depois que tiver estudado e ponderado sobre ele, escreva no seu diário e então, ajoelhe-se em oração e … explique a Ele o que aprendeu”, ele disse.

Então, ele disse, “Diga a Ele como se sente e o que quer fazer. … Então apenas espere e veja o que Ele falará para você fazer naquele dia, para dar um passo que ajude a melhorar o que você estava discutindo com Ele.”

Estudantes da Faculdade LDS Business College entram no Salão de Assembléia na Praça do Templo para um devocional no dia 14 de outubro, 2019.
Estudantes da Faculdade LDS Business College entram no Salão de Assembléia na Praça do Templo para um devocional no dia 14 de outubro, 2019. Credit: Valerie Johnson

Dando exemplos de como esse processo pode funcionar para princípios específicos do evangelho, élder Pieper compartilhou algumas das muitas questões que ele ouviu dos membros da Igreja que estavam preocupados sobre como viver a Palavra de Sabedoria. “Pode usar cigarro eletrônico? Pode usar maconha medicinal? Pode tomar energéticos?”

“Nós nunca seremos capazes de colocar uma lista de todas as comidas religiosas para Santos dos Últimos Dias”, élder Pieper disse. Mas cada pessoa pode estudar a Palavra de Sabedoria, parar e pensar sobre sua vida e escrever as coisas que o Espírito lhe falar.

“Algumas dessas coisas podem ser: comer três refeições balanceadas, parar de comer comida sem qualidade, se exercitar mais, estudar mudanças de dieta que podem abordar um risco específico de saúde ou problema que você já teve, ou descobrir uma forma de alimentar sua mente com materiais mais edificantes.”

Élder Pieper também incentivou àqueles que encontram perguntas online que são feitas para destruir a fé em Jesus Cristo e Sua Igreja restaurada que precisam ter cautela.

“Não dependa dessas perguntas. Você pode decidir que perguntas são importantes para você.”

Quando alguém faz uma pergunta cegamente na internet e nas redes sociais, “nós cedemos nosso arbítrio. Nós pensamos como alguém quer que pensemos. Isso não é viver intencionalmente.”

Por outro lado, estudar as escrituras e orar diariamente gerará perguntas inspiradas que o conduzirão ao progresso e crescimento diário. “Eu testifico que somos capazes de viver intencionalmente por causa dos planos de Deus e das leis de Deus”, élder Pieper disse finalizando.

“Eu testifico que Jesus Cristo e o Espírito Santo tornam possível sermos guiados no nosso aprendizado e em nossas ações para nos ajudar a progredir e encontrar alegria nessa vida mortal.”