Casal Santo dos Últimos Dias apaixonam-se novamente após perda de memória da esposa

O primeiro encontro que Laura Faganello, 23 anos, lembra de ter tido com seu marido, Brayden Faganello, 25 anos, foi numa rodada de mini golfe. Eles começaram o encontro com uma nervosa conversa fiada, e ela se certificou de falar algumas piadas “para fazer com que ele pensasse que (ela) era engraçada”. No terceiro buraco, contudo, eles estavam flertando, rindo e se divertindo bastante.

“Naquele momento, nós estávamos casados por dois anos”, ela disse.

Laura e Brayden Faganello, que são membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias na estaca Victoria Colúmbia Britânica, casaram-se no dia 14 de julho, 2016, no Templo de Vancouver Colúmbia Britânica. Nove meses depois, a vida do casal tomou uma virada inesperada quando Laura sofreu um ferimento traumático na cabeça, perdendo muitas das suas memórias de longo-prazo. Entre as memórias que ela perdeu estavam as memórias de conhecer, casar e se apaixonar por Brayden.

No dia 27 de abril, 2017, Laura Faganello havia sido contratada para organizar um evento de negócios. Ela se lembra que tudo estava meio caótico enquanto todo mundo estava montando e decorando as mesas. Três mulheres colocaram postes da grande tenda. Laura Faganello percebeu que os postes não estavam colocados em terreno plano, mas ela não pensou que algo aconteceria. Pediram que ela decorasse uma mesa na frente de um dos postes e ao trabalhar, o vento veio e empurrou o poste sob sua cabeça.

Brayden Faganello recentemente pediu Laura Faganello em casamento novamente após ela ter sofrido um ferimento na cabeça e ter perdido a memória, incluindo de conhecê-lo e de casar-se com ele.
Brayden Faganello recentemente pediu Laura Faganello em casamento novamente após ela ter sofrido um ferimento na cabeça e ter perdido a memória, incluindo de conhecê-lo e de casar-se com ele. Credit: Cortesia Brayden e Laura Faganello

“Eu ainda me lembro do barulho que fez quando atingiu minha cabeça”, Laura Faganello disse. “Eu ainda lembro como aquilo se sentiu Eu ainda tenho pesadelos com isso. Depois disso, todos estavam abanando meus olhos e me mandando não chorar. Foi aí que névoa começou a chegar”.

Ela se lembra de estar vagando pelo local do evento e querer que seus pais viessem buscá-la, sem perceber que seus pais tinham se mudado para Bruxelas, Bélgica, três anos antes. Suas memórias estavam começando a desaparecer.

Quando ela recebeu uma mensagem de texto de Brayden Faganello perguntando como ela estava, ela ficou confusa. Ela não tinha ideia de que tinha um marido, mas em seu estado de choque, ela simplesmente respondeu: “Eu fui atingida na cabeça”.

“Eu estava trabalhando no exterior de uma casa, cerca de 10 minutos de distância”, Brayden Faganello disse. “Assim que eu li isso, eu simplesmente larguei meu cinto de ferramentas, corri para o meu carro e saí para encontrá-la. Quando eu a encontrei, ela estava com cara de pedra. Inexpressiva. Seus olhos estavam lacrimejando, sua respiração estava acelerada e algo parecia estar bem errado”.

Brayden levou Laura para casa e ela foi dormir. De acordo com o casal, ela não fez muito além de dormir nas semanas após o acidente. De fato, ela não se lembra de nada daquele período.

A próxima coisa que ela se lembrou após o acidente foi duas semanas depois, acordando com Brayden Faganello ao seu lado, casualmente a desejando um “bom dia”, e ela não tinha ideia de quem ele era. Ela disse que sua cabeça estava rodando e ela “estava com tanta dor que precisava vomitar”.

“No caminho até o banheiro, eu lembro de ter visto nosso álbum de casamento na mesa e nossas roupas para lavar todas misturadas e eu estava tão confusa”, Laura Faganello disse. “No meu cérebro, eu tinha 17 anos de idade e estava no ensino médio. Eu tinha testes pelos que precisava estudar. Eu não conseguia compreender o fato de que eu estava casada e morando no Canadá”.

Brayden e Laura Faganello no dia do seu casamento no Templo de Vancouver British Columbia no dia 14 de julho, 2016.
Brayden e Laura Faganello no dia do seu casamento no Templo de Vancouver British Columbia no dia 14 de julho, 2016. Credit: Cortesia Brayden e Laura Faganello

De acordo com Brayden Faganello, Laura Faganello teve muita dificuldade em se expressar naquela época. Tudo o que ela falava para ele era que sua cabeça doía. Algumas vezes ela acordava no meio da noite gritando com medo porque ela não sabia quem Brayden era e por que ele estava no seu quarto.

Depois de algumas experiências assim, o casal Faganello dirigiu para o hospital e ouviu o diagnóstico de uma séria concussão com o conselho de “ir para casa e descansar”.

“Foi difícil descansar”, Brayden Faganello disse. “Você só consegue descansar um tempo antes de enlouquecer”.

Depois de muitas visitas para hospitais e consultórios médicos, Laura e Brayden Faganello começaram o lento processo de cura. Como parte do processo de Laura Faganello se curar, ela trabalhou com a Dra. Kate Brookfield, que começou a ajudar com o processo de recuperação 15 meses após o acidente. Numa entrevista por e-mail com o Deseret News, ela disse que o caso de Laura é “único”.

“Concussões podem ocorrer em uma variedade de formas e normalmente são causadas por um trauma na cabeça, como uma lesão esportiva, um acidente de automóvel ou uma pancada na cabeça, como no caso de Laura”, Brookfield disse. “As respostas subjetivas e objetivas de cada pacientes podem ser diferentes, o que pode tornar concussões difíceis de tratar. Cada concussão é diferente e afeta cada paciente de maneira diferente”.

Brayden Faganello recentemente pediu Laura Faganello em casamento novamente após ela ter sofrido um ferimento na cabeça e ter perdido a memória, incluindo de conhecê-lo e de casar-se com ele.
Brayden Faganello recentemente pediu Laura Faganello em casamento novamente após ela ter sofrido um ferimento na cabeça e ter perdido a memória, incluindo de conhecê-lo e de casar-se com ele. Credit: Cortesia Brayden e Laura Faganello

Como quiroprática de Laura, Brookfield ajudou a diminuir seus sintomas com exercícios e estratégias para ajudá-la a realizar tarefas simples e quotidianas através de seu sistema neurofisiológico.

“Laura era bem positiva e determinada a melhorar e sua determinação provou ser um sucesso”, Brookfield disse.

Por mais que ela tentasse permanecer “positiva e determinada” após meses de progresso lento, Lara Faganello “chegou no fundo do poço”. Ela se sentiu depressiva e presa e viveu uma falta de arbítrio porque ela sentiu que estava sofrendo as consequências — boas e ruins — de escolhas que ela não lembrava de ter tomado, incluindo estar casada com alguém que não conhecia.

“Eu falei ao Brayden que eu não podia permanecer num casamento ao que não lembrava de ter me comprometido”, Laura Faganello disse. “Nós ou precisávamos nos comprometer a permanecer juntos, ou precisávamos seguir caminhos diferentes. Em janeiro, nós decidimos começar a namorar novamente. Nos tornamos melhores amigos primeiro, então fizemos todas as coisas doces que as pessoas fazem quando estão interessadas em alguém”.

Quando Laura Faganello começou a sentir-se bem o suficiente para socializar, sua amiga Rachel Watters disse que Laura Faganello não se lembrava da sua casa ou de qualquer lembrança que haviam criado juntas nos últimos dois anos. As duas amigas tiveram que tornar-se próximas novamente.

“Foi chocante”, Watters disse. “Foi bem diferente reconstruir essa conexão com ela, porque eu já me sentia próxima, mas ela não. Brayden mencionava algo de antes que ela não se lembrava e ele nos contava com detalhes sobre o evento e ela confiava e ouvia como se estivesse ouvindo uma história sobre outra pessoa. Brayden, em particular, foi tão paciente, amoroso e gentil”.

Enquanto viviam o estágio de namoro pela segunda vez, Laura Faganello continuou a progredir. No dia 19 de agosto, Brayden Faganello “re-pediu” Laura em casamento e ela disse ‘sim’. Ela estava pronta para dizer sim para ele novamente porque ele tinha se tornado alguém que ela “não se imaginava deixar ir”.

Brayden Faganello recentemente pediu Laura Faganello em casamento novamente após ela ter sofrido um ferimento na cabeça e ter perdido a memória, incluindo de conhecê-lo e de casar-se com ele.
Brayden Faganello recentemente pediu Laura Faganello em casamento novamente após ela ter sofrido um ferimento na cabeça e ter perdido a memória, incluindo de conhecê-lo e de casar-se com ele. Credit: Cortesia Brayden e Laura Faganello

“Tem sido muito progresso lento e paciente nesses últimos anos”, Brayden Faganello disse. “Tem havido numerosos milagres nesses últimos anos. Muito jejum, muitas bênçãos e muitas visitas ao templo que nos permitiram vê-la chegar onde ela se encontra hoje. Tudo se deriva desses esforços pequenos e pacientes”.

A irmã de Laura Faganello, Olivia Hart, percebeu um crescimento na confiança e assertividade de Laura durante o processo de recuperação.

“Tem sido maravilhoso que ela tem sido capaz de participar mais de eventos de família”, Hart disse. “Ela é tão engraçada e traz uma forte luz para cada reunião. Eu acho que as mudanças que eu tenho visto em Laura não são necessariamente novas características de personalidade que apareceram de repente, mas um retorno para a pessoa que ela era antes — inteligente, gentil e graciosa — com algum refinamento”.

Hart tem testemunhado de perto algumas das dores que Laura Faganello tem passado. Laura Faganello não teve que lidar somente com a perda de memória e perda de funções básicas, ela também teve que pospor seus estudos e lidar com o desafio de tarefas quotidianas.

“Era uma vitória para ela conseguir ir para a Igreja somente pelo período de tomar o sacramento”, Hart disse. “Ela tinha que, então, voltar para casa para se recuperar por causa do barulho da capela, a agitação das pessoas se movimentando e a estática do microfone era simplesmente muito estímulo para o seu cérebro”.

Embora Laura Faganello tivesse dificuldade de ficar nas reuniões da Igreja, a maior coisa que Watters testemunhou em Laura foi sua dedicação ao evangelho de Jesus Cristo.

“Quando sua memória lhe falhava e ela se sentia perdida e com medo, ela buscava o Pai Celestial e o evangelho”, Watters disse. “Em oração, em escritura, no sacramento. Essas eram suas constantes. Ela consistentemente encontrava paz no que sabia ser verdadeiro e a fé de que as pessoas ao seu redor a conheciam, a amavam e estavam tentando ajudar. O evangelho tem ajudado a lhe dar um solo e tem-na dado um firme alicerce, até mesmo um alicerce compartilhado, em que pode reconstruir relacionamentos e memórias”.

Brayden e Laura Faganello no dia do seu casamento no Templo de Vancouver British Columbia no dia 14 de julho, 2016.
Brayden e Laura Faganello no dia do seu casamento no Templo de Vancouver British Columbia no dia 14 de julho, 2016. Credit: Cortesia Brayden e Laura Faganello

“Eu sei que nossos votos foram mais do que apenas votos terrenos”, Brayden Faganello disse. “Eu sabia da importância eterna da promessa que fizemos um ao outro. Durante os momentos difíceis, eu me segurei muito a isso”.

Embora Laura Faganello não se lembrasse dos detalhes de seu casamento, ela sabia que queria um casamento no templo por toda a sua vida. De acordo com Brayden Faganello, foi importante o suficiente para Laura que ela estava disposta a fazer o que fosse necessário para fazer dar certo.

“A razão de ainda estarmos juntos é por causa de nossos esforços para sermos mais como Cristo”, Laura Faganello disse. “Nós dois éramos um pouco ásperos um com o outro antes do acidente acontecer. Nós tínhamos as típicas brigas de um casal recém-casado e não éramos pacientes um com o outro. Ao estudarmos nossas escrituras juntos após o acidente, temos implementado cada lição em nossas vidas”.

Laura e Brayden Faganello concordaram que sua fé havia sido o fator principal em sua recuperação física e emocional.

“Um dia alguém me perguntou, ‘Você não orou para ser curada? Talvez você não tenha fé suficiente para ser curada já que você ainda não foi’”, Laura Faganello relembrou. “Aquilo me atingiu profundamente. Porque de todas as coisas que mais valorizo, meu testemunho é a mais importante. Para considerar o fato de que eu tinha perdido tudo: minha habilidade de falar, ler, andar longe, minhas memórias — tudo. Eu perdi tudo, mas eu nunca perdi meu testemunho”.

De fato, Laura Faganello disse que ganhou um testemunho mais forte de que “as vezes precisamos de fé para não sermos curados”. A maior lição que ela aprendeu com essa experiência é de ter fé no tempo do Senhor.

“Mesmo que algo não esteja acontecendo no momento em que você quer, não quer dizer que ele não esteja ciente de você”, Laura Faganello disse. “Eu sei que Deus está ciente de mim. Eu sei que ele viu cada lágrima. Ele estava ouvindo a cada oração”.