Kaylene Harding: As ‘profundas implicações’ da restauração do sacerdócio

Nota do editor: Esta história é parte da série do Church News intitulada “Mulheres do Convênio”, em que mulheres da Igreja discutem suas experiências pessoais com o poder do sacerdócio e compartilham o que aprenderam por seguirem o conselho do Presidente Russell M. Nelson de “trabalhar com o Espírito para compreender o poder de Deus — o poder do sacerdócio” (“Tesouros Espirituais”, Conferência Geral, outubro de 2019).

Quando eu tinha nove anos, meus pais conectaram um trailer de mudanças da empresa U-Haul ao nosso station wagon Ford Galaxy 500 e embarcamos em uma viagem de mais de 3.200 quilômetros. No ano seguinte, moramos na Fazenda Martin Harris em Palmyra, Nova York. Mal sabia eu que aquele era o início da jornada de uma vida toda para descobrir o que o Presidente Russell M. Nelson chama de nossos “mais altos tesouros espirituais”.

Lembro-me de um dia visitar a antiga cidade de Harmony [Harmonia] (hoje Oakland), na Pensilvânia. Papai estacionou o carro perto de um velho cemitério e nós descemos do carro para explorar. Uma pequena lápide chamou minha atenção: “Em Memória de um dos Filhos de Joseph e Emma Smith, 15 de junho de 1828.” Alvin era o primeiro filho deles e vivera apenas algumas horas. Imaginei a tristeza de Emma e do Profeta Joseph, conforme papai nos contava mais sobre a história deles. 

Kaylene Porter Harding, membro da junta geral da Primária.
Kaylene Porter Harding, membro da junta geral da Primária. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

Embora tivesse sido amargamente perseguido, Joseph trabalhou diligentemente para traduzir O Livro de Mórmon, e Emma foi sua primeira escriba. Martin Harris também foi escriba por algum tempo, até a devastadora perda das 116 páginas do manuscrito. Mais tarde, Oliver Cowdery chegou. Conforme ele e Joseph buscavam orientação divina, João Batista apareceu a eles perto do Rio Susquehanna e restaurou a autoridade do Sacerdócio Aarônico, bem como a ordenança do batismo. Logo depois, Pedro, Tiago e João restauraram o Sacerdócio de Melquisedeque. Nas palavras de Oliver, “esses foram dias inolvidáveis.”

Ansiosa para investigar mais, fui até um monumento próximo representando a restauração do Sacerdócio Aarônico. Quando olhei para João Batista, com as mãos sobre a cabeça de Joseph e Oliver, um suave ardor encheu meu peito. Sabia que o que estava forjado em bronze diante de mim representava algo que realmente havia acontecido, e meu coração mudou.

Presidente Nelson declarou: “Tudo o que aconteceu nessa região tem consequências profundas em sua vida” (“Tesouros Espirituais” Conferência Geral de Outubro de 2019). Então, recentemente me perguntei: como o que aconteceu lá me impactou?

Ao ponderar sobre esta questão, me senti atraída pelas primeiras palavras proferidas a Emma em Doutrina e Convênios 25: “Escuta a voz do Senhor.” Em outras palavras, “Ouça-O”. Fique em silêncio e ouça. Quando fiz isso, o Espírito me fez lembrar de coisas específicas.

O Monumento à Restauração do Sacerdócio Aarônico erigido em 1960, comemora a ocasião em que João Batista conferiu o Sacerdócio Aarônico a Joseph Smith e Oliver Cowdery no dia 15 de maio de 1829, ao longo das margens do Rio Susquehanna, perto de Harmony [Harmonia] (agora Oakland), Pensilvânia.
O Monumento à Restauração do Sacerdócio Aarônico erigido em 1960, comemora a ocasião em que João Batista conferiu o Sacerdócio Aarônico a Joseph Smith e Oliver Cowdery no dia 15 de maio de 1829, ao longo das margens do Rio Susquehanna, perto de Harmony [Harmonia] (agora Oakland), Pensilvânia. Credit: Cortesia de Kaylene Porter Harding

Lembrei-me de que minha vida tinha sido preservada pelo poder do sacerdócio, quando tive pneumonia ainda bebê. Pensei no meu batismo e nas grandes mãos de meu pai sobre minha cabeça, me conferindo o dom do Espírito Santo. Lembrei-me vividamente do dia em que fui selada ao meu marido na Casa do Senhor, e como o Senhor me amparou durante o nascimento de nossos quatro filhos e dezesseis netos. 

O Senhor me ensinou por meio da revelação de profetas vivos, do Livro de Mórmon e da revelação pessoal. Ele me fortaleceu durante anos solitários quando meu marido fazia longas viagens a trabalho. Deus me enviou ajuda por meio de mãos que me edificaram quando estava tão doente que eu me rastejava desamparadamente pela casa tentando cuidar dos meus filhos em idade pré-escolar. Ele me lembrou das oportunidades que me deu para amar, servir e perdoar. Ele me consolou na perda de entes queridos com a garantia de que as famílias poderão ser eternas, e me levou a participar do glorioso ministério da história da família e do trabalho do templo. 

Lembrei-me em lágrimas, de que o Senhor e Seus anjos estavam “ao meu redor” quando meu marido e eu servimos uma difícil missão de três anos na Europa Oriental, e que por Seu poder do sacerdócio, nosso precioso neto de 3 anos que se afogou foi milagrosamente restaurado à vida. Em momentos de tristeza e felicidade, Ele ofereceu amor, conhecimento, consolo e paz. Literalmente, “Abençoado é nosso lar; Tem do sacerdócio o poder”. Por quê? Porque Ele me ama, assim como ama todos os Seus filhos.

David e Kaylene Harding no Templo de Salt Lake, onde foram selados há 40 anos.
David e Kaylene Harding no Templo de Salt Lake, onde foram selados há 40 anos. Credit: Cortesia de Kaylene Porter Harding

Reconhecer e lembrar desses incomparáveis “tesouros espirituais” levou-me com gratidão a cair de joelhos em admiração e amor. Tudo o que o Senhor restaurou na época de Emma e Joseph teve contínuas e “profundas implicações” na jornada da minha vida, como aconteceu na deles e acontece na sua. Peça ao Senhor para lhe mostrar como. 

Quando escolhemos “ouvir” e exercer fé no Senhor, Seu poder é libertado em nossa vida. Em meio a todas as nossas provações e alegrias, sei, por causa do que aconteceu na velha cidade de Harmony [Harmonia], que um dia haverá perfeita harmonia.

Em Harmony 

Que lições Harmony tem para mim?

O que preciso saber sobre a verdade que vem de Ti?

Conforme trilho o caminho com olhos para ver,

Por favor, ensina-me em Harmony.

Teu poder do sacerdócio restaurado à Terra

Permite o renascimento da minha humilde alma,

Se ouço à Tua vontade, não à minha,

Posso cumprir Teu divino propósito.

Conforme trilho Teu caminho – Ah, agora vejo,

Devo me sintonizar e selar meu coração a Ti.

Quando me encontro em harmonia,

É mais do que um lugar, é uma maneira de ser.

Kaylene Harding