John Bytheway: O poder do tema do Sacerdócio Aarônico pode mudar o mundo

E se cada rapaz no mundo pudesse começar cada dia afirmando: “Este sou eu, é nisto que acredito, é isto que farei e é nisto que me tornarei”? 

Com tal conhecimento e comprometimento, o mundo mudaria da noite para o dia.  

É um privilégio singular ser um rapaz de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. O novo tema do Sacerdócio Aarônico é composto por cinco parágrafos poderosos — e cada rapaz pode refletir sobre estes princípios ao aprender, ponderar e internalizar suas palavras:

Sou um filho amado de Deus, e Ele tem uma obra para mim.

Irmão John G. Bytheway, membro da junta geral dos Rapazes.
Irmão John G. Bytheway, membro da junta geral dos Rapazes. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

Identidade: Meu Pai Celestial me ama e Ele tem uma obra para mim. Não fui enviado à Terra para simplesmente passar tempo — o Senhor não está apenas esperando para ver se contribuirei em algum momento. Não estou aqui para ser um espectador. Ele me enviou por uma razão.

O anjo Morôni falou a Joseph Smith que “Deus tinha uma obra a ser executada por [ele]” (Joseph Smith—História 1:33) e assim como Joseph Smith, tenho uma missão, um propósito e um destino, e Deus me ajudará a descobrir e cumprir esta missão.

De todo coração, poder, mente e força, vou amar a Deus, guardar meus convênios e exercer Seu sacerdócio para servir ao próximo, começando pelo meu próprio lar.

Comprometimento: Quando se trata do evangelho, estou “completamente dentro.”  

O Senhor me deu tudo e Ele me quer por completo em troca. Sou um filho amado Dele e O amo.  Meus convênios me motivam a ser uma luz para o mundo e meu serviço no sacerdócio — começando em meu próprio lar — pode se expandir para o meu círculo de influência na Igreja, na escola e em minha comunidade.

Ao me esforçar para servir, exercer fé, arrepender-me e melhorar a cada dia, vou me qualificar para receber as bênçãos do templo e a alegria eterna do evangelho. 

Foco e frutos: Ao praticar os primeiros princípios do evangelho, posso encarar o futuro com confiança, sempre grato pela chance de me arrepender e melhorar. Os frutos do evangelho me guiam para o lugar mais celestial da Terra, a casa do Senhor. O caminho do convênio é um caminho de alegria — a alegria duradoura que apenas o evangelho pode trazer.

Vou me preparar para ser um missionário diligente, um marido fiel e um pai amoroso sendo um verdadeiro discípulo de Jesus Cristo.

Minha obra: Papéis e metas importantes são marcos ao longo do caminho do convênio, e embora não possa saber exatamente como minha vida se desenvolverá, posso me preparar para me tornar tudo aquilo que o Senhor quer que me torne.  

Eu me prepararei, não apenas para servir uma missão, mas para me tornar um missionário diligente; não apenas me casar, mas me tornar um marido leal; não apenas ter uma família, mas me tornar um pai amoroso; não apenas aprender sobre Jesus Cristo, mas me tornar um verdadeiro discípulo de Cristo ao longo de minha vida.

Vou ajudar a preparar o mundo para a volta do Salvador convidando todas as pessoas a achegarem-se a Cristo e a receberem as bênçãos de Sua Expiação.

Sua obra: Como portador do Sacerdócio Aarônico e membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, tenho um papel a cumprir no trabalho global de salvação. Ajudarei a coligar Israel dos dois lados do véu para que outras pessoas possam encontrar alegria e escolher receber as bênçãos de Sua Expiação.

Este tema foi introduzido pouco antes da pandemia mundial afetar nossa habilidade de nos reunirmos. Contudo, restrições da pandemia não precisam impedir os rapazes de perceberem que bênção é saber quem somos, porque estamos aqui e o que Deus espera que nos tornemos. 

O presidente geral dos Rapazes, Steven J. Lund, disse: “Convidamos rapazes e seus líderes a memorizarem o novo tema. Também convidamos meninos da Primária, missionários e jovens adultos a memorizarem também.

“Além disto, convidamos mães, pais, avós e todos a falarem sobre ele e torná-lo um foco em reuniões familiares. Sabemos que, como resultado, nossos rapazes serão abençoados.”