Assista: Nos bastidores do filme ‘O Menino Jesus’

Como parte da campanha Seja A Luz do Mundo de 2019, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em parceria com a agência Boncom, lançou um vídeo chamado “O Menino Jesus”, contando a história bem conhecida do nascimento de Cristo, de uma maneira nova e significativa.

No dia 30 de novembro, um especial de 17 minutos “nos bastidores” da filmagem foi lançado e explora a história, arte e perspectivas das escrituras que foram utilizadas para a produção do curta metragem.

A meta, durante o processo de criação de “O Menino Jesus”, foi de apresentar a história do nascimento da forma mais precisa possível, disse Jeff Taylor, vice-presidente e diretor executivo de criação da Boncom, e co-diretor de criação do filme, ao Church News no ano passado, quando o vídeo foi lançado. O filme captura e inclui pequenos detalhes que ajudam a colocar a cultura da história de forma precisa, enquanto não se desvia muito do que está registrado nas escrituras.

“Consultamos historiadores, estudiosos bíblicos e tentamos criar o ambiente, idioma, vestuário e todos os outros detalhes, de acordo com nosso conhecimento”, Taylor disse.

Um momento significativo que o vídeo dos bastidores de “O Menino Jesus” mostra, é Maria cantando uma canção de ninar ao Jesus recém-nascido. A cena não estava originalmente no roteiro, mas durante a filmagem, os cineastas tiveram a ideia de que Maria cantasse para seu bebê. Eles então determinaram junto com os historiadores, que Maria provavelmente teria cantado um salmo e escolheram utilizar Salmos 27:1: “O Senhor é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei?”

“Fazia parte do tema que estávamos tentando focar, a história que estávamos contando desta luz vindo para o mundo”, disse John Foss, escritor e diretor de “O Menino Jesus”.

Depois que o salmo foi traduzido para o hebraico, Brooklyn McDaries, atriz interpretando Maria, utilizou as formas tradicionais das músicas hebraicas para improvisar uma melodia para a câmera.

Diferente de outras representações da história do evento, “O Menino Jesus” retrata os relatos do nascimento do Salvador como encontrados em Mateus e em Lucas separadamente, ao invés de mostrar os reis magos e pastores chegando para cumprimentar o Salvador na mesma cena. 

“Em vez de combiná-los artificialmente em harmonia, onde temos os pastores de Lucas e os reis magos de Mateus todos juntos em uma cena ao mesmo tempo”, disse o Dr. Matthew Grey, historiador e estudioso bíblico, “separamos um pouco estes dois relatos para que possamos conhecer a história da maneira que Lucas a contou primeiro, e depois fazer uma transição para a história como Mateus a conta.”

Leia mais: Veja 5 coisas que diferenciam ‘O Menino Jesus’ das outras versões da história da Natividade

Outro aspecto singular de “O Menino Jesus” é a representação dos reis magos. A maior parte dos estudiosos do Novo Testamento concordam que Jesus provavelmente era uma criança pequena naquele momento, disse Tom Pratt, supervisor de esforços de mídia de massas para o Departamento Missionário da Igreja, ao Church News ano passado.

Os cineastas sabiam que queriam mostrar como os reis magos devem ter se sentido após anos de espera pelo sinal, vendo-o e viajando para o outro lado do mundo para encontrar o Salvador face a face.

Uma cena do vídeo “O Menino Jesus” produzido por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias mostra os reis magos entrando na presença do menino Jesus.
Uma cena do vídeo “O Menino Jesus” produzido por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias mostra os reis magos entrando na presença do menino Jesus. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

“Quando assistimos a um filme, tentamos encontrar os personagens com os quais nos identificamos e conectamos para que possamos vivenciar a história”, Foss disse. “E o rei mago faz isso neste momento. Todos nós fazemos a mesma pergunta — o que faríamos se estivéssemos na mesma situação? Seríamos capazes de falar, o que diríamos, como agiríamos?” 

Os produtores do filme criaram esta nova versão do nascimento porque viram a oportunidade de explorar a história e o contexto daquele momento, de formas que não tinham sido vistas antes.

“Realmente, queríamos dar um presente ao mundo, que testificasse que isto aconteceu com pessoas reais, e o Salvador realmente nasceu no mundo em cumprimento de uma profecia antiga de vir e trazer luz e, por fim, trazer salvação ao mundo”, Pratt disse.