Élder Nattress a estudantes da BYU-Havaí: Como resistir a tsunamis espirituais da vida

Há pouco mais de 12 anos, élder Lelea, de Tonga, e élder Miller, dos Estados Unidos, estavam terminando seu estudo matinal das escrituras em sua pequena cabana samoana, quando ouviram pessoas gritando “peau!” — a palavra samoana para onda.

Ao correrem para fora, encontraram moradores fugindo de uma enorme onda marrom, que se aproximava rapidamente do vilarejo. Os dois começaram a correr o mais rápido que podiam para um lugar mais elevado. Ao se aproximarem de algumas árvores, alguns moradores os chamaram para que começassem a subir em uma árvore antes que a água os levasse embora. 

De repente, eles se depararam com três crianças pequenas que haviam se separado de sua mãe. Élder Miller subiu em uma árvore, e Élder Lelea jogou as crianças para ele. Eles colocaram cada criança em um galho antes que Élder Lelea também encontrasse um galho para se proteger da correnteza.

Ao narrar esta experiência durante um devocional da BYU-Havaí na terça-feira, dia 5 de outubro, Élder K. Brett Nattress assegurou aos ouvintes que os missionários, as crianças e todo o vilarejo foram salvos naquele dia. Entretanto, muitos outros não foram tão afortunados.  

Cerca de 200 pessoas morreram na ilha de Upolu no tsunami de 2009, que “continua a ser um lembrete real a nossos santos samoanos de quão precioso é o dom da vida, e de como somos vulneráveis durante esta existência terrena”, disse Élder Nattress, Setenta Autoridade Geral e membro da presidência da Área Pacífico.

Élder K. Brett Nattress, Setenta Autoridade Geral, compartilha fotos dos danos causados pelo tsunami de 2009 em Samoa durante um devocional da BYU-Havaí no dia 5 de outubro de 2021.
Élder K. Brett Nattress, Setenta Autoridade Geral, compartilha fotos dos danos causados pelo tsunami de 2009 em Samoa durante um devocional da BYU-Havaí no dia 5 de outubro de 2021. Credit: Captura de tela

Embora as pessoas talvez não tenham que enfrentar um desastre natural como élder Lelea e élder Miller, muitas podem ser confrontadas com tsunamis espirituais, ou circunstâncias difíceis, em que ser fiel ao Senhor e a Seu profeta será a única maneira de encontrar paz e segurança. “Durante estes tempos de grande apreensão e provação, devemos edificar nosso alicerce seguro no Senhor Jesus Cristo”, declarou Élder K. Brett Nattress.

Direção profética e promessas

O complexo mundo de hoje está repleto de distrações e mentiras que fazem com que seja fácil olharmos para baixo e para dentro. “Nestes momentos, mais do que nunca, precisamos olhar para cima. Precisamos olhar para o horizonte para encontrarmos alertas e proteção, e também para enxergarmos as grandes bênçãos que Deus preparou para nós.”

Os profetas olham para o horizonte e permanecem como atalaias na torre para oferecerem proteção e alertas contra tsunamis espirituais, ensinou Éder Nattress.

Helamã 5:12 descreve a chave para fazermos com que as tempestades destrutivas não tenham poder sobre nossa vida, disse ele. “E agora, meus filhos, lembrai-vos, lembrai-vos de que é sobre a rocha de nosso Redentor, que é Cristo, o Filho de Deus, que deveis construir os vossos alicerces; para que, quando o diabo lançar a fúria de seus ventos, sim, seus dardos no torvelinho, sim, quando todo o seu granizo e violenta tempestade vos açoitarem, isso não tenha poder para vos arrastar ao abismo da miséria e angústia sem fim, por causa da rocha sobre a qual estais edificados, que é um alicerce seguro; e se os homens edificarem sobre esse alicerce, não cairão.”

Presidente Russell M. Nelson tem fornecido promessas proféticas e orientações durante esta tumultuosa época, disse Élder Nattress, que compartilhou a promessa do Profeta sobre o uso do nome divinamente designado da Igreja: “Prometo-lhes que, se dermos o melhor de nós para restaurarmos o nome correto da Igreja do Senhor, Ele, a quem esta Igreja pertence, derramará Seu poder e Suas bênçãos sobre os santos dos últimos dias de maneiras como jamais vimos.”

Élder Nattress compartilhou então a experiência do Presidente Sitiveni Fe’Aomoehala Fehoko, da Missão Papua Nova Guiné Lae, que se sentiu inspirado a construir uma capela no vilarejo rural de Warakalab. Seus assistentes lhe disseram: “Presidente, você não pode fazer isso. Visitamos esse vilarejo recentemente, e seus moradores nos expulsaram com uma faca.”

Élder K. Brett Nattress, da presidência da Área Pacífico, e sua esposa, a irmã Shawna A. Nattress, cumprimentam estudantes da BYU-Havaí antes de Élder Nattress discursar durante o devocional do campus em Laie, Havaí, na terça-feira, dia 5 de outubro de 2021.
Élder K. Brett Nattress, da presidência da Área Pacífico, e sua esposa, a irmã Shawna A. Nattress, cumprimentam estudantes da BYU-Havaí antes de Élder Nattress discursar durante o devocional do campus em Laie, Havaí, na terça-feira, dia 5 de outubro de 2021. Credit: Monique Saenz, BYU–Havaí

Destemido, Presidente Fehoko foi ao vilarejo e conversou com seu líder. Depois que o líder terminou de expressar seu desdém pela religião santo dos últimos dias, Presidente Fehoko disse: “Sou um representante do Salvador Jesus Cristo e Sua Igreja é A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Testifico que Ele vive.”

Esta simples, porém poderosa, declaração de seu testemunho mudou o coração do líder do vilarejo, e a Igreja pode construir uma capela lá, disse Élder Nattress. 

“Presidente Fehoko foi perfeitamente obediente ao Profeta. Ele foi abençoado com um milagre e a proteção foi proporcionada. … Os membros locais não apenas construíram sua capela, mas muitas pessoas receberam as palestras missionárias e foram batizadas e confirmadas membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.”

Uma das pessoas batizada foi Dominic, o líder do vilarejo. “Sou grato por um Profeta vivo que nos mostra o caminho para a paz e a felicidade”, disse Élder Nattress.

Embora a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos tenham proferido vários “sermões magníficos”, seus maiores discursos são encontrados em suas vidas exemplares, disse Élder Nattress. “Aprendi que a chave para a felicidade, paz e segurança neste mundo conturbado é darmos ouvidos às palavras dos servos escolhidos de Deus, Seus profetas e apóstolos.”

Alguns de seus recentes convites proféticos incluem:

  1. Lermos as escrituras.
  2. Orarmos todos os dias.
  3. Sermos bondosos uns com os outros.
  4. Fazermos com que tomar o sacramento seja uma prioridade todas as semanas.
Élder K. Brett Nattress, Setenta Autoridade Geral, e sua esposa, a irmã Shawna A. Nattress, cumprimentam estudantes da BYU-Havaí antes de Élder Nattress discursar durante o devocional do campus em Laie, Havaí, na terça-feira, dia 5 de outubro de 2021.
Élder K. Brett Nattress, Setenta Autoridade Geral, e sua esposa, a irmã Shawna A. Nattress, cumprimentam estudantes da BYU-Havaí antes de Élder Nattress discursar durante o devocional do campus em Laie, Havaí, na terça-feira, dia 5 de outubro de 2021. Credit: Monique Saenz, BYU–Havaí

Há esperança?

Alguns podem ter se desviado do caminho do convênio, e se perguntam se há esperança. “A resposta é um resoluto sim”, declarou Élder Nattress.

Há muitos anos, quando Élder Nattress servia como bispo, um de seus “incríveis” jovens, Danny, se envolveu com drogas após se formar no ensino médio. Apesar das tentativas do então bispo Nattress de estender sua mão para Danny, ele não estava interessado.

Quando o irmão mais novo de Danny foi convidado a compartilhar seu testemunho antes de sair em uma missão, Danny entrou discretamente pela porta dos fundos, e se sentou no canto mais afastado da capela. Durante a reunião, ele foi tocado pelo Espírito e se lembrou que tinha um Pai Celestial amoroso e um Salvador. “Ele finalmente teve esperança”, disse Élder Nattress, ressaltando que Danny expressou um desejo de mudar. 

Pouco tempo depois, enquanto Élder Nattress cortava sua grama, Danny parou em frente à sua casa, e os dois se sentaram na varanda para conversar. Danny queria voltar, mas se afastar de seus vícios era extremamente difícil, e ele se perguntava se poderia realmente ser perdoado. 

Élder Nattress compartilhou o relato de Alma, o filho, que descreveu ser “torturado com eterno tormento” e atormentado com as “penas do inferno” ao lembrar de seus pecados. Entretanto, após Alma ter se lembrado das palavras de seu pai a respeito de Jesus Cristo, ele proferiu as seguintes palavras: “sim, minha alma encheu-se de tanta alegria quanta havia sido minha dor” (ver Alma 36).

Élder Nattress disse a Danny que ele precisava confiar no Senhor e perdoar a si mesmo, e eles estabeleceram a primeira meta para que o jovem se tornasse digno de entrar no templo.

Élder K. Brett Nattress, Setenta Autoridade Geral e primeiro conselheiro na presidência da Área Pacífico, discursa para estudantes da BYU-Havaí durante um devocional no campus em Laie, Havaí, na terça-feira, dia 5 de outubro de 2021.
Élder K. Brett Nattress, Setenta Autoridade Geral e primeiro conselheiro na presidência da Área Pacífico, discursa para estudantes da BYU-Havaí durante um devocional no campus em Laie, Havaí, na terça-feira, dia 5 de outubro de 2021. Credit: Monique Saenz, BYU–Havaí

A “grande mudança no coração de Danny foi nada menos que um milagre”, disse Élder Nattress. Durante este época, Élder Nattress foi chamado para servir como presidente de estaca, e ele convidou Danny a enviar uma solicitação para servir uma missão de tempo integral. Embora nenhum deles tivesse certeza de que a solicitação de Danny seria aceita com base em seu passado, “pelo menos você saberá que tinha a intenção certa em seu coração e que expressou um desejo sincero de servir ao Senhor”, disse Élder Nattress a Danny.

Os dois escreveram cartas para o departamento missionário e, em um “milagre dos tempos modernos”, a solicitação de Danny foi aprovada, e ele foi chamado para servir no México. Alguns meses depois de chegar ao campo missionário, o presidente da missão de Danny telefonou para Élder Nattress e disse: “O que se passa com este jovem? Ele é o missionário mais incrível que já vi!” Desde então, Danny se casou e se selou no templo, se formou com um diploma de Mestrado em Contabilidade e se tornou um marido e pai fiel.

“Danny não estava perdido, e nem estamos nós para o Senhor”, testificou Élder Nattress. “Ele está à porta para nos elevar, nos fortalecer e nos sustentar. Seu caminho leva à paz, felicidade e vida eterna.”