Dois líderes do Departamento Missionário explicam como o serviço missionário sênior contribui para a coligação de Israel

Élder Weatherford T. Clayton, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo assistente do Departamento Missionário da Igreja, vê uma “enorme necessidade de missionários seniores saírem e abençoarem o mundo”.

Ele participou do podcast do Church News [em inglês] para discutir o impacto mundial dos missionários seniores, junto com Arthur Johnson, um funcionário da Igreja que trabalha no Departamento Missionário como gerente dos serviços missionários seniores. “Realmente são infinitas todas as maneiras diferentes pelas quais um casal idoso, ou uma irmã mais velha, podem influenciar positivamente a experiência de serviço missionário para todos os envolvidos”, disse Johnson.

Existem dois tipos diferentes de missionários seniores: os que optam por servir longe de casa e os que servem perto de casa como missionários de serviço. Ambos têm um grande número de oportunidades de servir e trabalhar para coligar Israel.

O serviço missionário sênior fornece uma ponte entre a necessidade de fazer o bem no mundo e o bem que os santos dos últimos dias são capazes de fazer, disse Johnson. “Os membros seniores vão ao redor do mundo e ajudam a erguer, abençoar e fortalecer as pessoas de maneiras que são absolutamente extraordinárias.”

Ouça o Episódio 54 do podcast: Élder Weatherford T. Clayton fala as bênçãos do serviço missionário sênior que abençoam várias gerações [em inglês]

Joseph e Signe Ikhaml, Mauveri e Vaiba Rome em 1984. Os Romes foram os primeiros conversos de Papua Nova Guiné a receber as ordenanças do templo. Os Ikhamls eram um casal de missionários que levaram os Romes até o Templo de Hamilton.
Joseph e Signe Ikhaml, Mauveri e Vaiba Rome em 1984. Os Romes foram os primeiros conversos de Papua Nova Guiné a receber as ordenanças do templo. Os Ikhamls eram um casal de missionários que levaram os Romes até o Templo de Hamilton. Crédito: Cortesia de Dennis Flake

Existem também várias diferenças entre a experiência de jovens missionários e missionários seniores. A rotina de serviço do missionário sênior é de cerca de 45 ou 50 horas por semana, há mais oportunidades de se comunicar com os membros da família em casa e os missionários seniores têm uma variedade de designações diferentes que os habilitam a desempenhar várias funções diferentes.

“Se você tiver experiência, podemos usá-la”, disse Élder Clayton. “Treinamento médico, experiência jurídica, (há) uma variedade de coisas que as pessoas podem fazer se expandirem seus pensamentos.”

Uma das melhores coisas sobre os casais missionários seniores, de acordo com Johnson, é que por terem a oportunidade de permanecerem em uma área por muito mais tempo do que um jovem missionário, eles servem como uma ponte para que os membros recém-batizados “permaneçam enraizados no ramo ou na ala, por causa de sua longevidade e por causa dos relacionamentos que eles constroem com esses membros.”

Élder Clayton, que serviu como presidente da Missão Canadá Toronto antes de seu chamado como autoridade geral, acredita que uma das maiores bênçãos do serviço missionário sênior é a maneira como os membros da família em casa são abençoados.

“Ao entregarmos tudo ao Senhor (…) Ele pode abrir as janelas do céu para trazer as bênçãos de que nossa família precisa, nossos filhos, nossos netos, outros parentes e até mesmo nossos amigos próximos”, disse Élder Clayton. “Quando confiamos Nele, criamos esta oportunidade magnífica para que nossa família seja abençoada — mas não é nosso objetivo principal servir uma missão para ter nossa família abençoada — é apenas o que acontece quando estamos fazendo o trabalho do céu e ajudando outros a encontrá-Lo.”

Alguns membros podem acreditar que o serviço missionário não é possível por causa de restrições financeiras ou familiares, mas conforme “surgem oportunidades missionárias de serviço local, eles percebem que podem participar de oito, 10, 12 horas por semana de servir de várias maneiras diferentes e criar experiências missionárias para si próprios e suas famílias, que eles nunca haviam pensado serem possíveis”, disse Johnson.

Os membros seniores da Igreja interessados em servir uma missão sênior podem visitar SeniorMissionary.ChurchofJesusChrist.org e identificar preferências específicas que os atraia. Ao compartilhar essas informações no site, eles receberão posteriormente uma lista personalizada de oportunidades que estará disponível nos próximos nove, 12 e 15 meses. A partir daí, o membro sênior pode escolher anexar essas preferências à sua recomendação e elas se tornam as preferências que os irmãos responsáveis examinam.

“Esperamos que o membro sênior se sinta confortável em acessar o site, avaliar oportunidades, falar com outras pessoas que serviram recentemente como missionários e iniciar este processo ou experiência por conta própria”, disse Johnson.

Um missionário sênior ajuda um casal na pesquisa de história da família na Biblioteca da História da Família em Salt Lake City, Utah. (Foto tirada antes da pandemia de COVID-19.)
Um missionário sênior ajuda um casal na pesquisa de história da família na Biblioteca da História da Família em Salt Lake City, Utah. (Foto tirada antes da pandemia de COVID-19.) Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Os santos dos últimos dias mais velhos têm décadas de liderança na Igreja e experiência de ensino que os tornam mais qualificados para servir do que qualquer pessoa em seu grupo de amigos, disse Johnson.

Mesmo assim, enquanto os membros seniores se preparam para servir em uma missão, é imperativo confiar no Senhor para obter força e orientação.

“Se você for para sua missão presumindo que seu treinamento será suficiente, não será capaz de realizar o que precisa”, disse Élder Clayton. “O Senhor irá guiá-lo, Ele irá direcioná-lo, Ele abrirá portas que você não vê, Ele trará coisas à sua memória que você aprendeu há 40 anos e que você precisa neste momento.”

“Nosso privilégio é trabalhar para ajudar a preparar o caminho para Seu retorno, e o serviço missionário sênior faz parte disso.”