Um ano depois de #SerGrato, membros da Igreja expressam gratidão novamente por convite profético

Goldie Burt é uma bisavó que nunca havia realmente usado as mídias sociais — até ouvir o convite do Profeta um ano atrás para postar sobre #SerGrato.

Burt, de 88 anos, pediu à neta que a ajudasse a postar no Instagram “para que outras pessoas percebessem como eu me sentia, e especialmente minha família, por termos tantas coisas pelas quais agradecer”, disse ela em sua casa em Salt Lake City. 

As postagens de Burt sobre sua família e fé juntaram-se a inúmeras outras pessoas ao redor do mundo, as quais seguiam o chamado de Presidente Russell M. Nelson para “inundar as mídias sociais com uma onda de gratidão que atingirá os quatro cantos da Terra”.

Em 20 de novembro de 2020, Presidente Nelson lançou um vídeo sobre o poder de cura da gratidão. 

“A gratidão nos dá uma perspectiva maior sobre o propósito e a alegria da vida”, disse ele.

Presidente Nelson falou sobre ter visto quase tudo em seus 96 anos de vida — uma Grande Depressão, uma guerra mundial e uma pandemia global, para citar alguns. E ele propôs a gratidão como um remédio para ajudar a encontrar alegria em tempos difíceis.

“Praticar a gratidão pode não nos impedir de sentir tristeza, raiva ou dor, mas pode nos ajudar a olhar para o futuro com esperança”, disse Presidente Nelson no vídeo.

É exatamente o que aconteceu com Laura Hudson em Calgary, Alberta. A gratidão ajudou sua família a encontrar alegria durante um período difícil. O marido dela perdeu o emprego no início da pandemia de COVID-19, esteve fora durante todo o verão e os bicos que fazia estavam começando a ficar mais raros com o tempo frio. Ela estava grávida e eles se sentiam desanimados com o Natal dos filhos. 

“Eu tinha todos os motivos para chorar e reclamar”, disse Hudson. “O convite para agradecer e ter a responsabilidade de fazê-lo online foi muito útil. Mesmo com todas as coisas difíceis, ter o profeta me pedindo para focar nas coisas boas realmente levantou meu ânimo”.

Hudson disse que sua mãe a lembrou recentemente de como aquela época foi assustadora. “Eu me esqueci completamente. Realmente acho que o ato de gratidão é o que me ajudou a superar isso”. 

Leia mais: Líderes da Igreja respondem ao convite do Presidente Nelson de #SerGrato

Nancy Meidell, em Salt Lake City, também disse que #SerGrato fez toda a diferença para ela. O marido de Meidell, Phillip, morreu em 2020 após uma longa batalha contra o câncer. 

“Foi um ano difícil e cheio de tristeza, com todos os tipos de novidades que eu não queria ou desejava receber”, disse ela. “Então fui desafiada a ser grata por algo — qualquer coisa — e minha atitude de uma forma suave e gentil, mudou meu pensamento todas as manhãs, dando-me um pouco de esperança a cada dia de que eu poderia sobreviver e, na verdade, talvez prosperar novamente em minha nova vida e situação indesejáveis”.

O vídeo foi assistido mundialmente com mais de 65 milhões de pessoas que ouviram a mensagem de #SerGrato, apontou a Sala de Imprensa da Igreja no Canadá [em inglês]. Stevi Ginolfi, diretora de promoção de conteúdo da Deseret News e Church News, disse que as postagens começaram imediatamente a ser populares no Facebook, Twitter, Instagram e outras plataformas de mídia social. 

“Foi muito poderoso e interessante ver todas essas coisas acontecerem, e realmente foi [Presidente Nelson] dando às pessoas o poder de compartilhar seu verdadeiro ‘eu’ ao invés de dizer: ‘Deixe-me mostrar minha influência nas redes sociais, não quero mostrar minhas falhas, tenho que parecer perfeito ‘”, disse Ginolfi em um podcast do Church News que será lançado em breve [em inglês].

Irmã Lisa L. Harkness, primeira conselheira na presidência geral da Primária, lê para crianças. Ela compartilhou esta foto em uma postagem para a campanha #SerGratos na mídia social, no dia 22 de novembro de 2020. Crédito: Lisa L. Harkness Facebook.
Irmã Lisa L. Harkness, primeira conselheira na presidência geral da Primária, lê para crianças. Ela compartilhou esta foto em uma postagem para a campanha #SerGratos na mídia social, no dia 22 de novembro de 2020. Crédito: Lisa L. Harkness Facebook. Crédito: Lisa L. Harkness Facebook

Pessoas que raramente postam, ou mesmo que nunca postam, se sentiram inspiradas a compartilhar mais, disse Ginolfi, em parte devido à sinceridade da mensagem de Presidente Nelson. Ele foi genuíno e aberto ao falar sobre a perda de sua primeira esposa e duas de suas filhas. “E isso abriu a porta para que fôssemos abertos sobre aquelas coisas que não dizemos às pessoas o tempo todo”, disse ela.    

Embora Burt tenha aprendido a postar nas redes sociais aos 88 anos e a compartilhar publicamente sua gratidão por seu Pai Celestial e seu Salvador, ela também escreveu em seu diário todos os dias daquela semana.

“Lembro-me de todas as bênçãos que eu tenho hoje e que já recebi em minha vida, e isto é simplesmente incrível, porque houve tantas. É difícil categorizá-las. E você não precisa categorizá-las. Elas simplesmente acontecem”, disse ela.

Presidente Nelson disse que a mensagem de vídeo que ele compartilhou naquele dia, há um ano, não veio por acaso, mas sim do céu. Ele disse que acordou no meio da noite algumas semanas antes com o pensamento de que deveria oferecer uma oração de gratidão a Deus por todos os Seus filhos ao redor do mundo.

“Pensamentos sobre todas as coisas pelas quais deveríamos ser gratos e sobre como expressar essa gratidão poderiam se tornar um espírito de cura em nossa vida e inundaram minha mente. À medida que a inspiração vinha, detalhes específicos, incluindo quando e como eu deveria compartilhar essa mensagem, vinham à minha mente e ao meu coração”, escreveu ele sobre a experiência

Ao contar as bênçãos, disse, todos podem apreciar e desfrutar mais plenamente sua vida enquanto trabalham em direção a uma maior unidade, bondade, honestidade e tolerância.

Leia mais: Presidente Nelson manifesta apreço por todos os que atenderam ao seu pedido para expressar gratidão

Para muitas pessoas, como Rikki Meece, que mora no Vale do Lago Salgado, o convite foi profético e mudou sua vida.

“No ano passado, em meio a toda a negatividade que literalmente aparecia constantemente em meus feeds, aqui e ali uma faísca começou a brilhar através do ódio, das coisas tristes, das postagens totalmente inadequadas”, disse ela. “Leva apenas um pontinho de luz para brilhar na escuridão completa, e meus olhos foram atraídos para essas postagens. Eu precisava muito delas!” 

A primeira postagem de Meece para a iniciativa #SerGrato foi sobre Jesus Cristo. Presidente Nelson sugeriu que, à medida que as pessoas escrevessem sobre a gratidão e fizessem orações de gratidão, elas poderiam construir seu relacionamento com o Salvador.  

O irmão Bradley R. Wilcox, segundo conselheiro na presidência geral dos Rapazes, postou sobre o Salvador no ano passado, bem como sua gratidão pela Restauração, pais, professores, enfermeiros e outras pessoas. “Minhas redes sociais foram inundadas com mensagens positivas de amigos e familiares. Gostei tanto que decidi fazer uma mini-versão disso este ano”, escreveu ele no Instagram [em inglês].

Burt disse que ela e sua família continuarão a usar esse padrão de escrever as coisas pelas quais são gratos, especialmente durante o dia de Ação de Graças. 

“Acho que vai ajudar a todos de agora em diante na Igreja. Eles vão querer falar sobre a gratidão e o convite de Presidente Nelson”. 

Os membros da Igreja foram convidados a “Ser a Luz do Mundo” no Natal de 2021 na iniciativa anual de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. O novo calendário diário #SejaALuzDoMundo e o novo calendário de serviços para crianças podem ser encontrados aqui