John Bytheway: Mensagem para rapazes sobre uma ‘reunião’ de sexta-feira à noite e as bênçãos do templo

É sexta-feira depois da escola, o tempo está bom e você tem a noite inteira para si mesmo. Você e seus amigos estão tentando pensar em algo para fazer — então o que vem à mente?

Recentemente, um jovem rapaz chegou em casa, vestiu rapidamente um terno e gravata e saiu correndo pela porta da frente.

“Aonde você vai?”, seus pais perguntaram confusos.

Ele poderia ter respondido, “Estou indo ajudar a coligar Israel” enquanto se aproximava da porta — mas, em vez disso, disse algo como: “A irmã Oldroyd está vindo me buscar.”

Cerca de 30 minutos depois, a primeira foto acima foi tirada em frente ao Templo de Jordan River.

Irmão John G. Bytheway, membro do conselho consultivo dos Rapazes.
Irmão John G. Bytheway, membro do conselho consultivo dos Rapazes. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Um ou dois anos atrás, o adolescente comum podia não saber exatamente o que significava “reunir Israel”, ou exatamente como eles poderiam fazê-lo, mas Presidente Russell M. Nelson, em um de seus primeiros discursos aos jovens da Igreja após ter sido designado líder da Igreja, tornou o significado claro, simples e motivador:

“Sempre que vocês fazem alguma coisa para ajudar alguém— nos dois dos lados do véu — a fazer os convênios fundamentais com Deus e receber as ordenanças essenciais de batismo e do templo, você está ajudando na coligação de Israel. É simples assim” (“Juventude da promessa”, Devocional Mundial para Jovens, 3 de junho de 2018, churchofjesuschrist.org/broadcasts)

Quando o grupo estava saindo do templo no final da noite, a irmã Erin Oldroyd enviou uma mensagem de texto aos pais desses rapazes com algumas fotos e estas palavras de testemunho: “Foi tão bom vê-los batizar uns aos outros. Tocou muito meu coração. Sou muito grata por amigos tão maravilhosos!”

Élder Robert D. Hales, do Quórum dos Doze Apóstolos, disse certa vez: “Amigos são pessoas que tornam o evangelho de Jesus Cristo mais fácil de viver” (Discursos da BYU, 10 de janeiro de 1982).

Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, discursa durante o Devocional Mundial para Jovens, transmitido do Centro de Conferências de Salt Lake City no domingo, 3 de junho de 2018.
Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, discursa durante o Devocional Mundial para Jovens, transmitido do Centro de Conferências de Salt Lake City no domingo, 3 de junho de 2018. Crédito: James Wooldridge, Deseret News

Sim! Imagine, não apenas coligar Israel, mas reunir-se com seus amigos para ajudar a coligar Israel. Que lembrança maravilhosa, e que grande amostra do futuro serviço missionário e um gostinho da alegria que a coligação de Israel pode trazer para estes rapazes.

Mais do que apenas fortalecer suas próprias amizades entre si nesta noite de sexta-feira, estes jovens provavelmente fizeram muitos outros amigos “do outro lado do véu” e que eles podem esperar encontrar um dia.

Nos primeiros dias da restauração, o irmão Horace Cummings registrou algo em seu diário: “A respeito da obra pelos mortos, [Joseph Smith] disse que, na ressurreição, aqueles por quem se havia trabalhado cairiam aos pés dos que haviam realizado o trabalho por eles, beijariam seus pés, abraçariam seus joelhos e manifestariam a mais profunda gratidão.”

O Profeta acrescentou: “Não compreendemos a grandiosa bênção que são essas ordenanças para eles” (ver Joseph Smith o Profeta, por Truman G. Madsen, p. 99).

Onde mais no mundo você pode fazer algo em uma noite de sexta-feira que tenha consequências tão eternas — onde os rapazes que moram no mesmo bairro podem se reunir e impactar outras pessoas além do véu?

Templo de Jordan River Utah.
Templo de Jordan River Utah. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Rapazes, da próxima vez que vocês e seus amigos estiverem procurando algo para fazer, adicionem este tipo de atividade de “reunião” à sua lista de opções.

Presidente Russell M. Nelson assegurou: “Essa coligação é a coisa mais importante que está acontecendo na Terra hoje em dia. Nada se compara em grandeza, em importância e em majestade. E se vocês escolherem, se desejarem, podem ser parte essencial dela. Vocês podem fazer parte de algo grande, importante e majestoso! E se vocês escolherem, se quiserem, podem ser uma grande parte disso” (Juventude da promessa, junho de 2018).

Felizmente, há muitas irmãs Oldroyd por aí, e muitos rapazes por aí, que vivenciaram a alegria de coligar Israel, e há muitas outras noites de sexta-feira no futuro. O que você vai fazer?