Menu
NAS NOTÍCIAS

Compartilhando o Livro de Mórmon e aplicativo de ‘maneiras normais e naturais’ no metrô, no hotel e em um cruzeiro marítimo

Compartilhar o evangelho ficou mais fácil com os novos recursos das seções “descobrir”, “assistir” e “compartilhar” do aplicativo do Livro de Mórmon

Book_of_Mormon.jpeg

Capturas de tela do aplicativo do Livro de Mórmon [em inglês], recentemente aprimorado, mostram o conteúdo dos recursos das seções “descobrir”, “assistir” e “compartilhar”.

Scott Taylor


Como Justin Lether aprendeu, compartilhar o evangelho e o Livro de Mórmon de “maneiras normais e naturais” pode acontecer a qualquer hora ou em qualquer lugar: no metrô, em uma atração turística, durante o café da manhã em um hotel ou até mesmo relaxando em uma banheira de hidromassagem de um cruzeiro marítimo.

“Compartilhar o evangelho”, principalmente por meio dos princípios de “amar”, “compartilhar” e “convidar”, foi o foco das discussões do quinto domingo, em 31 de julho, conduzidas por alas e ramos em todo o mundo, aceitando o convite do Departamento Missionário para debater tal assunto.

O esboço da discussão foi extraído das mensagens da conferência geral de abril de 2022 de Presidente Russell M. Nelson; Presidente M. Russell Ballard, Presidente em Exercício do Quórum dos Doze Apóstolos; e Élder Quentin L. Cook e Élder Gary E. Stevenson, ambos do Quórum dos Doze Apóstolos. Também foram importantes os recursos do evento Compartilhar o Evangelho de 2022: Uma Transmissão para Líderes, com instruções de Élder Dieter F. Uchtdorf, Élder David A. Bednar e Élder Cook, todos do Quórum dos Doze Apóstolos.

Lether, que é gerente de produto do Departamento de Sacerdócio e Família, com os Vídeos do Livro de Mórmon, experimentou em primeira mão a facilidade de compartilhar o Livro de Mórmon em suas conversas.

Durante um cruzeiro marítimo há vários anos, Lether estava conversando com outro passageiro enquanto ambos relaxavam na banheira de hidromassagem. Quando chegou a vez de Lether explicar seu trabalho, o homem perguntou: “Conte-me mais sobre o Livro de Mórmon. Como posso obter uma cópia do Livro de Mórmon?”

Na época, o aplicativo do Livro de Mórmon oferecia apenas acesso aos textos das escrituras e recursos simples de pesquisa e marcação. Mas Lether encontrou o aplicativo em uma loja de aplicativos online e compartilhou o link. “Consegui para esse homem um link para o Livro de Mórmon no meio do oceano Pacífico”, disse ele, “em uma banheira de hidromassagem na parte de trás de um cruzeiro marítimo.”

Ele voltou a Salt Lake City com uma história e uma oportunidade percebida. Bryce Anderson, gerente de produto do aplicativo do Livro de Mórmon, “fez coisas incríveis com ele e o tornou muito mais compartilhável”, disse Lether.

A recente integração de elementos de áudio e visuais no aplicativo recém-aprimorado, ajuda os ouvintes e espectadores a aumentarem a compreensão e entenderem melhor o contexto das escrituras.

“Sou um grande defensor do aplicativo”, disse Lether, mencionando três experiências recentes durante uma viagem de junho, quando gravou uma transmissão De Amigo para Amigo no Centro de Visitantes do Templo de Tóquio no Japão, durante a casa aberta, antes da rededicação do templo em 3 de julho.

Primeiro, em uma plataforma de metrô, durante uma conversa limitada em inglês e japonês e respondendo por que ele estava em Tóquio e o que estava fazendo, Lether, que tinha o novo aplicativo do Livro de Mórmon em seu smartphone, ofereceu o código QR do aplicativo para a pessoa para escanear.

“O melhor disso é que, quando alguém baixa [o aplicativo] no telefone, ele aparece em seu idioma nativo, seja qual for o idioma do telefone”, disse ele sobre a breve interação.

Durante uma visita a passeio à Torre de Tóquio, Lether se viu sendo seguido por uma mulher e um menino, com a mulher curiosa e querendo praticar seu inglês. À medida que a conversa se estendeu e ela aprendeu mais sobre as filmagens no terreno do templo e seu trabalho com os projetos do Livro de Mórmon, a mulher perguntou como ela e seu filho poderiam ver o conteúdo.

De pé na base da Torre de Tóquio e mudando seu aplicativo do Livro de Mórmon para japonês, Lether lhe mostrou como encontrar vídeos do Livro de Mórmon nos versículos das escrituras, onde ela poderia encontrar a capela da Igreja mais próxima de onde ela mora e como tocar em um botão na tela para conversar com missionários sobre o que ela estava vendo e perguntar sobre possíveis aulas de inglês.

Lether1.jpeg

Tomomi Akatsuka e Justin Lether tiram uma selfie no terreno do Templo de Tóquio Japão no início de junho de 2022. Lether, que é gerente de produto dos Vídeos do Livro de Mórmon, conheceu Akatsuka compartilhando com ela o aplicativo do Livro de Mórmon e convidando-a para visitar o templo antes de sua rededicação em 3 de julho de 2022.

Fornecida por Justin Lether

“Foi um momento muito doce, porque eu não tinha desenvolvido um relacionamento próximo o suficiente para que pudesse perguntar: ‘Ei, posso anotar seu número de telefone e enviar um link para você?’”, disse Lether. “Mas eu podia deslizar para cima no aplicativo, mostrar o código QR para ela escanear e ela se sentiu totalmente confortável. Aquilo estava atendendo sua necessidade: ela estava querendo aprender mais e assistir aos vídeos.”

Durante sua estadia prolongada em um hotel em Tóquio, ele conversou diariamente com a jovem que preparava o café da manhã. À medida que Tomomi Akatsuka aprendia mais sobre o trabalho de Lether e seu projeto, as conversas e perguntas o levaram primeiro a compartilhar o aplicativo do Livro de Mórmon e depois, a mostrar os recursos.

“Baixei o aplicativo e foi muito fácil de usar”, disse Akatsuka ao Church News. “O japonês foi bem traduzido. O vídeo ficou lindo, e isso facilitou a minha compreensão.”

Lether_2.jpeg

Justin Lether e Tomomi Akatsuka, segundo e terceira a partir da esquerda, com Élder Takashi Wada, Setenta Autoridade Geral e presidente da Área Ásia Norte, e sua esposa, a irmã Naomi Ueno Wada, durante uma visita ao Templo de Tóquio Japão, seu centro de visitantes e sua área externa no início de junho de 2022.

Fornecida por Justin Lether

Aquela interação evoluiu até que ele a convidou a “vir e ver”, visitando a casa aberta do templo, com Lether conseguindo um lugar para ela em uma visita VIP do templo e a apresentando a Élder Takashi Wada, Setenta Autoridade Geral e presidente da Área Ásia Norte, e sua esposa, a irmã Naomi Ueno Wada.

“Eu tive esta oportunidade de dois minutos para compartilhar, mesmo sem saber o idioma, e funcionou”, disse Lether sobre o momento na plataforma de metrô, a primeira de suas três experiências para compartilhar em Tóquio. “Depois eu tive esta próxima oportunidade de compartilhar por cerca de 20 minutos e usar as seções ‘descobrir’, ‘assistir’ e ‘compartilhar.’ E finalmente, tive esta interação mais longa, que se repetiu algumas vezes, formando um relacionamento mais estabelecido que ainda estou acompanhando com mensagens de texto e e-mails.

“Então, desde uma banheira de hidromassagem até o templo de Tóquio, funcionou para mim.”