Menu
NAS NOTÍCIAS

ServirAgora faz parte de esforços no Colorado que chamaram a atenção da ONU

Parceiros da comunidade trabalharam juntos para ajudarem a reassentar milhares de refugiados afegãos em toda a área de Denver. Veja o que eles aprenderam com o esforço da equipe

Élder Chi Hong (Sam) Wong, Setenta Autoridade Geral e presidente da Área América do Norte Central, com sua esposa, irmã Carol Lu Wong, à direita, visitam o armazém para refugiados em Denver, Colorado, em 11 de fevereiro de 2022. Voluntárias do armazém, da esquerda para a direita: Amy Todd; Rachel Pomeroy; Janet Duerst e Rhonda Rankin; Katie Moon, do ServirAgora; April Lipinski da FEMA; Lisa Zoeller, e o gerente do local Joel Scoville.

Élder Chi Hong (Sam) Wong, Setenta Autoridade Geral e presidente da Área América do Norte Central, com sua esposa, irmã Carol Lu Wong, à direita, visitam o armazém para refugiados em Denver, Colorado, em 11 de fevereiro de 2022. Voluntárias do armazém, da esquerda para a direita: Amy Todd; Rachel Pomeroy; Janet Duerst e Rhonda Rankin; Katie Moon, do ServirAgora; April Lipinski da FEMA; Lisa Zoeller, e o gerente do local Joel Scoville.

Erin Blake


Quando o Colorado recebeu a notícia de que um grande grupo de refugiados do Afeganistão chegaria ao estado, as agências locais de reassentamento começaram a se reunir com funcionários do estado para planejarem com antecedência. E a especialista do ServirAgora da área de Denver Norte, Katie Moon, fez uma oração muito específica.

“Eu estava orando um dia, dizendo: ‘Pai Celestial, me deixe saber o que fazer e como ajudar’, e foi naquela noite que recebi o telefonema com o convite para começar a participar dessas reuniões”, disse Moon. “Você ora, e você recebe.”

O ServirAgora tem feito parceria há anos com as três principais agências de reassentamento no Colorado: International Rescue Committee [Comitê Internacional de Resgate], Lutheran Family Services [Serviços Familiares Luteranos] e African Community Center [Centro Comunitário Africano].

Eles até tinham uma página específica em ServirAgora.org/ColoradoRefugeeConnect [em inglês], para necessidades relacionadas a refugiados na área de Denver. Agências e organizações publicaram suas necessidades nesta página, e assim os voluntários podiam encontrar algo que funcionasse para eles e que precisasse ser feito.

Mas no outono de 2021 no hemisfério norte, os grupos não tinham pessoas suficientes para lidarem com o número de refugiados que chegavam. Voluntários do ServirAgora, missionários e membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias estavam ajudando nas mudanças, muitas vezes recebendo uma ligação de última hora e aparecendo para descarregarem caminhões e montarem apartamentos para refugiados.

Nas reuniões com órgãos estaduais, foi determinado que a maior necessidade dos órgãos de reassentamento era ter um armazém para guardarem os itens para montarem, e depois terem equipes para montarem esses apartamentos.

“O Exército de Salvação [em inglês] disse que poderia alugar um armazém para o esforço, mas ainda precisávamos de pessoas”, disse Moon. As agências calcularam que precisariam de pessoas para ajudarem cinco dias por semana, durante quatro a seis meses.

Moon conversou com os líderes da Igreja da área e os presidentes de estaca entraram em contato com seus membros para verem se alguém poderia se comprometer a trabalhar um dia por semana durante quatro horas nos próximos meses. E muitas pessoas atenderam ao chamado, inclusive algumas que não frequentavam mais a Igreja regularmente.

“Uma razão pela qual o ServirAgora é uma ferramenta de ministração tão boa é porque todos têm o desejo de se levantarem e ajudarem”, disse Moon. “Isso é algo universal. Isso foi um testemunho para mim: quando saímos de casa e servimos a comunidade, precisamos convidar a todos.”

O armazém foi inaugurado em 10 de janeiro de 2022 e, embora os voluntários da AmeriCorps [em inglês] tenham assumido o controle, alguns dos voluntários do ServirAgora permaneceram e continuaram ajudando.

Alguns dos homens eram especialmente habilidosos em consertar móveis. As agências dependiam fortemente de itens doados, mas alguns não estavam nas melhores condições. Em vez de jogarem os móveis fora, eles traziam suas ferramentas e os consertavam ou levavam os móveis de volta para suas oficinas em casa e os consertavam.

Nolan Ogzewalla e John Halgren, voluntários do armazém, fazem reparos em alguns dos móveis para que possam ser entregues a uma família de refugiados que se mudou para Denver, Colorado, em 2022.

Nolan Ogzewalla e John Halgren, voluntários do armazém, fazem reparos em alguns dos móveis para que possam ser entregues a uma família de refugiados que se mudou para Denver, Colorado, em 2022.

April Lipinski

A equipe Rubicon [em inglês], uma organização de resposta a desastres, ajudou nas mudanças, e a FEMA [Federal Emergency Management Agency - Agência Federal de Gerenciamento de Emergências] assumiu a supervisão do estado, e os meses se passaram com uma enxurrada de atividades, ajudando cada família refugiada a se mudar para sua casa, com os suprimentos necessários para iniciarem uma vida nova.

“Muitas vezes as famílias que você está servindo estão presentes. Os voluntários conhecem essas doces pessoas”, disse Moon. “Minha esperança é que eles vejam a humanidade dessas pessoas, que são percebidas como diferentes. Que eles estejam fazendo a conexão entre esses refugiados de hoje com nossos ancestrais, que também foram refugiados.”

Ela acrescentou: “Servir desta maneira ajuda a quebrarmos barreiras e a entendermos e desenvolvermos compaixão e maior amor por aqueles que não conhecemos.”

De alguma forma, a notícia sobre o esforço chegou à Organização das Nações Unidas. O U.N. Working Group on Resettlement [Grupo de Trabalho da ONU sobre Reassentamento] fez uma visita ao local em Denver no final de março [em inglês]. Moon ajudou a apresentar ao grupo a participação do ServirAgora na colaboração.

A especialista no ServirAgora da área norte de Denver, Katie Moon, segunda à direita, é fotografada com outros apresentadores do Grupo de Trabalho da ONU sobre a Realocação em Denver, Colorado, em 30 de março de 2022.

A especialista do ServirAgora da área norte de Denver, Katie Moon, segunda à direita, é fotografada com outros apresentadores do Grupo de Trabalho da ONU sobre a Realocação em Denver, Colorado, em 30 de março de 2022.

Barbara Conklin

Moon descobriu com os visitantes da ONU que essas colaborações às vezes não funcionam muito bem, porque a contenção ou a confusão podem atrapalhar.

“Mas estas agências de reassentamento [no Colorado] trabalham juntas e colaboram o tempo todo”, disse Moon. “Essa era a nossa equipe: somos grandes amigos. Todo mundo estava ‘trabalhando pelo time.’ A colaboração foi incrível. Foi isso que fez esta missão funcionar tão bem, e foi isso que chamou a atenção da ONU. Conseguimos aliviar um fardo enorme das agências de reassentamento.”

Recentemente, Moon e os outros da coalizão fizeram a mesma apresentação que fizeram à ONU, à FEMA, e um representante do African Community Center falou sobre o que significava para eles receber tanta ajuda.

“Foi realmente maravilhoso fazer parte disso e poder sair, servir e ajudar nossos irmãos e irmãs, tanto aqueles que estavam chegando, quanto aqueles que estavam tentando servir os refugiados”, disse Moon.

“É tão bom ver a mão do Senhor nestas coisas e sentir que podemos ser Suas mãos e Seus ajudantes.”

Uma arrecadação comunitária de móveis em uma capela da Igreja na área de Denver, Colorado, ajuda a complementar as doações feitas ao armazém para famílias refugiadas no início de 2022. Na foto, dois missionários e Steven Hiatt, da Estaca Westminster Colorado.

Uma arrecadação comunitária de móveis em uma capela da Igreja na área de Denver, Colorado, ajuda a complementar as doações feitas ao armazém para famílias refugiadas no início de 2022. Na foto, dois missionários e Steven Hiatt, da Estaca Westminster Colorado.

Katie Moon

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.