A grande visão de como Londres é porta de entrada para alcance global da RootsTech

LONDRES – Entre milhares de participantes, quase 200 vendedores e expositores, e mais de 100 classes e workshops, um dos propósitos principais da RootsTech Londres lida com registros – informação vital, incluindo nomes, eventos de vida, datas e lugares, e coleta, documentação, armazenamento, preservação e compartilhamento desses registros.

Sem registros, não existe tema de “conecte-se e pertença” nos três dias de RootsTech Londres, a primeira convenção de tecnologia e história da família hospedada pelo FamilySearch realizada fora de Salt Lake City e dos Estados Unidos.

Na quinta, RootsTech Londres recebeu embaixadores de várias nações, arquivistas, detentores de registros e líderes governamentais. Líderes de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e do FamilySearch – juntamente com diretores de organizações parceiras no acesso de registros – forneceram sessões de visitação na exibição RootsTech e áreas de classes e concluíram com recepção e jantar VIP.

“Nós simplesmente explicamos por que fazemos o que fazemos”, disse élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, “e que independente da diferença de raças, línguas e culturas, somos todos irmãos e irmãs, e compartilhar essa conexão é muito poderosa.”

Convidados são fotografados em sessão VIP da RootsTech Londres no salão de exibição durante sessões de visitação para embaixadores e guardiões de registros na quinta, dia 24 de outubro, 2019, em Londres, Grã-Bretanha.
Convidados são fotografados em sessão VIP da RootsTech Londres no salão de exibição durante sessões de visitação para embaixadores e guardiões de registros na quinta, dia 24 de outubro, 2019, em Londres, Grã-Bretanha. Credit: Scott Taylor

Isso requer parceria – entidades da história da família fazem parceria com guardiões de registros para tornar dados disponíveis, coletáveis e armazenáveis. “Você não pode alcançar esse trabalho sozinho”, ele disse, sublinhando o propósito do FamilySearch “de criar a árvore familiar da humanidade e torná-la disponível para todos.”

Unindo-se ao élder Bednar ao dirigir o evento em nome da Igreja nas reuniões de quinta-feira foram o CEO do FamilySearch, Stephen T. Rockwood; élder Kevin S. Hamilton, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento de História da Família da Igreja; e élder Erich W. Kopischke, Setenta Autoridade Geral e conselheiro da presidência da Área Europa. Élder Quentin L. Cook, do Quórum dos Doze Apóstolos, uniu-se a eles no jantar e recepção da quinta a noite.

No sábado, dia 26 de outubro, élder Bednar e sua esposa, irmã Susan Bednar, dirigiram eventos para membros pela tarde e noite no Centro de Convenções London ExCel. Espera-se que a RootsTech Londres receba um total de 10.000 visitantes. Muitas pessoas participam do RootsTech para aproveitarem as ferramentas e acessos grátis que os permite descobrir, coletar e conectar relacionamentos familiares.

Como registrado no mês passado, existem 7,21 bilhões de nomes pesquisáveis disponíveis no registro histórico do FamilySearch.org assim como 1,4 bilhões de imagens digitais e 4,84 bilhões de registros pesquisáveis.

“Independente da diferença de raças, línguas e culturas, somos todos irmãos e irmãs, e compartilhar essa conexão é muito poderosa.”

Reconhecendo a RootsTech Londres como “uma chance tremenda de avançar o trabalho de história da família”, élder Bednar disse, “Algo digno de nota sobre estar no Reino Unido e na Europa é que a Europa e o Oriente Médio iniciaram a conservação de registros civis.”

Para sublinhar a importância de envolver detentores de registros, Rockwood desdobrou o desenvolvimento da RootsTech – primeiro “unindo os tecnologistas e genealogistas”, seguido por entusiastas, curiosos e jovens, crianças e milenares. O último grupo traz vida e vitalidade para tanto o evento anual quanto os esforços de história da família.

“Pensamos alguns anos atrás: ‘Quem ainda não está nessa mesa? Os arquivistas’ – então começamos a convidá-los”, ele disse. “Tem muitas pessoas aqui e eles estão curiosos para ver se existe um meio de servirem não só às pessoas de seus países, mas a diáspora de seus países. O FamilySearch e todos os outros jogadores na RootsTech podem ajudá-los com isso.”

Enquanto alguns arquivistas e supervisores de registros tem atendido a eventos em Salt Lake City nos últimos anos, a atual RootsTech Londres dá uma oportunidade similar a outros que não puderam viajar para Utah por causa da distância, tempo ou custo, élder Hamilton disse.

Com o RootsTech Londres encorajando a coleção de histórias de ancestrais, um participante pesquisa o “Quadro de História de Pichações” no Centro London ExCel na sexta, dia 25 de outubro, 2019.
Com o RootsTech Londres encorajando a coleção de histórias de ancestrais, um participante pesquisa o “Quadro de História de Pichações” no Centro London ExCel na sexta, dia 25 de outubro, 2019. Credit: Scott Taylor

 “Podemos trazê-los à RootsTech, e de repente, estamos estabelecidos, estamos credenciados como jogadores”, ele disse, acrescentando que quando os embaixadores e detentores de registros andam pela área de exibição, veem a história da família em ação e notam o interesse que se cria, “as luzes se acendem.” 

Rockwood enfatizou os benefícios do local com visitas em eventos como RootsTech: “Eles estão vendo isto, eles estão esperando isto em primeira mão. E eles querem que seu povo entenda de onde vem sua família, então querem especialmente que seus governos sintam o que tem aqui.

“Então, Londres tem um papel fundamental em tornar acessível para o resto do mundo – para nós, nossos parceiros e todas as outras pessoas que estiveram aqui.”

Alguns arquivistas e guardiões de registros podem ficar hesitantes em alinharem-se com uma igreja ou religião específica quando tornam seus registros disponíveis, então o FamilySearch e a Igreja podem ajudar a facilitar o acesso através de parceiros públicos. Outros podem optar por evitar a abordagem pública e ao invés providenciam acesso através da Igreja.

“Não precisamos ser donos de todos os registros, só precisamos do acesso”, disse élder Hamilton sobre os benefícios dos relacionamentos de parceria do FamilySearch. “Estamos tentando unir todos os filhos do Pai Celestial – e isso quer dizer todos.”

Participantes conferem com equipe na mesa do FamilySearch na RootsTech Londres na área de exibição do centro de convenções London ExCel na quinta, dia 24 de outubro, 2019.
Participantes conferem com equipe na mesa do FamilySearch na RootsTech Londres na área de exibição do centro de convenções London ExCel na quinta, dia 24 de outubro, 2019. Credit: Scott Taylor

Londres então se torna uma porta de entrada não só para a expansão global da RootsTech, mas também para o aumento do acesso aos registros no mundo.

“Londres será nossa porta de entrada para a Ásia, nossa porta de entrada para o Oriente Médio e nossa porta de entrada para a África”, Rockwood disse.

“Isso tudo é animador”, ele disse, gesticulando de maneira ampla ao redor do salão de exibição em direção aos quase 200 vendedores e expositores interagindo com participantes da RootsTech em sessões em grupo e agrupamentos de um em um. “Mas existem relacionamentos tremendos sendo construídos em algumas das salas de conferência por aqui também.”

“Nos sentimos humildes que arquivistas e outros guardiões de registros – líderes governamentais, líderes de igrejas, líderes de clã e líderes tribais – estão ganhando interesse, e RootsTech nos dá aquele lugar central para uni-los.”

Élder Hamilton disse que a estimativa é de que cerca de 100 bilhões de pessoas viveram na terra desde o tempo de Adão. “Nossa meta é identificá-los – toda a família do Pai Celestial”, ele disse. “Alguns serão identificados agora e outros depois – no milênio – mas iremos tentar fazer tudo o que podemos agora.”

Élder Bednar explicou que para a maioria das pessoas, compilar uma árvore familiar da humanidade que se estenda por todo o tempo e distância parece uma tarefa impossível. Mas será feita, ele disse, falando no jantar de quinta a noite, “um por um, uma família de cada vez” e tornar isso disponível para todo mundo sem custo.

“Nós não somos impraticáveis, mas somos audaciosos”, ele disse aos mais de 100 dignitários, líderes de história da família e detentores de registros. “Juntos com a ajuda do Senhor, conseguiremos alcançar algo que muitos pensavam não ser possível.”