Como Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias e governo vietnamita estão abordando crise de mobilidade da nação

HANÓI, VIETNÃ — Bao Dinh Tran dorme em uma cama na entrada de sua casa enquanto sua esposa, Quyen Thi Mai, recebe os visitantes do distrito de Phu Xuyen de Hanói. Um vento suave sopra através das portas abertas enquanto os vizinhos que vieram para ajudar aumentam a agitação na sala, à espera de Tran.

Dentro da casa, cercada por campos de arroz e folhagem verde exuberante, o badalar dos sinos de uma igreja próxima ecoa ao fundo enquanto as crianças locais em idade escolar praticam suas habilidades de inglês com os visitantes.

Tran acorda, mas não se move e nem fala. O pai de três filhos com 61 anos de idade perdeu a mobilidade em abril, depois que a pressão arterial elevada levou a complicações catastróficas. Ele não pode mais procurar os trabalhos diários que sustentaram sua família por décadas.

Mai sobe na cama, pega o marido e ajuda-o a alcançar uma cadeira de rodas com um logotipo dos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias.

A cadeira, que torna possível para Tran sair de casa todos os dias e tomar ar fresco, é uma das 300 distribuídas pelos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias no Hospital e Centro de Reabilitação Bach Mai este ano aqui no Vietnã.

Neste país onde a arquitetura antiga e nova residem juntas, representando um passado cheio de história e uma economia moderna que prospera, quase 1 milhão dos 97 milhões da população têm a mobilidade reduzida, que exige o uso de cadeiras de rodas; mais 1 milhão de pessoas caminham com a ajuda de um dispositivo, como uma bengala ou um andador.

Motoristas viajam perto da água em Hanói, Vietnã, no sábado, 16 de novembro de 2019.
Motoristas viajam perto da água em Hanói, Vietnã, no sábado, 16 de novembro de 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

‘Memorando de entendimento’

Uma parceria entre os Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias e o Ministério do Trabalho do governo, que trata dos assuntos sociais e dos inválidos, está trabalhando para enfrentar a crise de mobilidade do Vietnã.

Chad Furness, gerente da Área Ásia de Serviços de Bem-Estar e Autossuficiência, e Hoi Van Nguyen, diretor geral da MOLISA, assinaram um “memorando de entendimento” de dois anos na sexta-feira, 15 de novembro.

Como parte do memorando de “cadeiras de rodas de apoio e auxílios para caminhadas para pessoas vietnamitas com deficiência”, os Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias fornecerão 5.000 cadeiras de rodas e 1.000 auxílios para caminhadas para cinco províncias do Vietnã durante os próximos dois anos.

Furness disse que espera que o acordo ajude o governo a estabelecer programas sem o apoio dos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias. “Eles estão dirigindo o programa”, disse ele. “Estamos apoiando-o.”

Uma cadeira de rodas dos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias

Lung Trong Le fala sobre a cadeira de rodas dada a ele pelos Serviços de Caridade Santos dos Últimos em Hanói, Vietnã, no sábado, 16 de novembro de 2019.
Lung Trong Le fala sobre a cadeira de rodas dada a ele pelos Serviços de Caridade Santos dos Últimos em Hanói, Vietnã, no sábado, 16 de novembro de 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Lung Trong Le vive em um movimentado distrito urbano de Gong Da. Os sons das ruas movimentadas e das buzinas, e o zumbido constante de motos, misturam-se ao fundo enquanto ele recebe os visitantes em sua casa.

No início deste ano, o senhor de 74 anos de idade, que já trabalhou no Hospital de Tuberculose local preenchendo papelada de ajuda financeira, começou a ter problemas com o pescoço e a coluna vertebral.

Ele fala usando as mãos, mas os visitantes conseguem notar que seus dedos não apertam nem funcionam mais corretamente.

Le foi operado em 27 de maio, mas metade de seu corpo permanece paralisado. Os médicos o levaram para o Hospital e Centro de Reabilitação Bach Mai, onde recebeu uma cadeira de rodas dos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias.

Cada cadeira da organização está apta especificamente para o tamanho e as necessidades do destinatário.

Le está trabalhando para recuperar o uso das mãos e das pernas. Ele quer cozinhar novamente, sustentar a família e ajudar a esposa, Bien Bich Thi, a cuidar de seus seis netos.

Um ministério mundial

Continuando seu ministério mundial, o presidente Russell M. Nelson chegou ao Vietnã no sábado, 16 de novembro — com planos de visitar quatro países do Sudeste Asiático em sete dias. Sua viagem marca a primeira visita de um profeta ao Vietnã em mais de 20 anos; o presidente Gordon B. Hinckley visitou o Vietnã em 1996.

“Fomos agraciados por líderes do Vietnã e de outros lugares que nos visitaram em Salt Lake City, e estamos ansiosos para conhecer melhor os países desses líderes”, disse o presidente Nelson. “Este é um canto vibrante do mundo, que tem visto muitos conflitos ao longo dos anos, mas também uma região cheia almas valentes, resilientes e determinadas.”

Um homem trabalha em um canal em Hanói, Vietnã, no sábado, 16 de novembro de 2019.
Um homem trabalha em um canal em Hanói, Vietnã, no sábado, 16 de novembro de 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

O élder David F. Evans, setenta autoridade geral e presidente da Área Ásia da Igreja, disse que os membros e líderes governamentais estão animados para dar as boas-vindas ao presidente Nelson ao seu país. A Igreja tem um bom relacionamento com o governo, disse ele.

“Somos muito gratos ao governo do Vietnã pela forma progressiva que tem ajudado a avançar conosco e com os membros da Igreja.”

Os Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias também estão “trabalhando em grande cooperação com o governo do Vietnã”.

Em parceria com o governo, os Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias estão “realizando os primeiros passos de um esforço significativo de vários anos para obter as cadeiras de rodas, o que será importante no Vietnã”, disse o élder Evans.

O élder Steven Holt e sua esposa, a irmã Sheryl Holt, dos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias, parados em uma ponte em Hanói, Vietnã, no sábado, 16 de novembro de 2019.
O élder Steven Holt e sua esposa, a irmã Sheryl Holt, dos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias, parados em uma ponte em Hanói, Vietnã, no sábado, 16 de novembro de 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Steven e Sherry Holt, os diretores nacionais dos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias no Vietnã, disseram que a parceria com a MOLISA não só abençoará aqueles com mobilidade reduzida, mas muitos outros esforços dos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias no Vietnã. Além de cadeiras de rodas, os Serviços de Caridade Santo dos Últimos Dias estão patrocinando projetos de visão e água limpa, treinamento de ressuscitação de recém-nascidos e resposta a situações de emergência no país.

‘Queremos ajudar as pessoas’

Truong Van Nguyen, 35 anos, esteve envolvido em um trabalho relacionado a uma explosão em 10 de março. Deixado sem mobilidade nas pernas e com movimento parcial dos braços, Nguyen também lida com tonturas e apagões. Ele era funcionário de uma empresa de fabricação de azulejos local, contudo Nguyen não pode mais trabalhar.

Tai Quang Pham, 63 anos, está se recuperando de um acidente vascular cerebral que aconteceu em 19 de maio e limitou sua mobilidade. Ele brinca com os netos e muitas vezes fala sobre seu antigo negócio como fabricante de tofu. Ele também fala sobre os Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias. A organização, disse ele, não só o ajudou, mas também outras pessoas. “Uma cadeira de rodas é muito, muito importante, muito significativa para elas”, disse ele.

Yen Van Nguyen vive em um pequeno quarto atrás de um mercado cheio de frutas e legumes. Ele passa a maior parte dos dias deitado de costas. Alguns meses atrás, ele acordou com as pernas fracas. Ele foi diagnosticado com mielite, ou inflamação da medula espinhal.

Truong Van Nguyen fala sobre o acidente que reduziu sua mobilidade com sua família e com os representantes dos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias em sua casa em Hanói, Vietnã, no sábado, 16 de novembro de 2019.
Truong Van Nguyen fala sobre o acidente que reduziu sua mobilidade com sua família e com os representantes dos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias em sua casa em Hanói, Vietnã, no sábado, 16 de novembro de 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Sua esposa, Thann Thi Ngo, ajusta as pernas para deixá-lo mais confortável. Ela fala com emoção. “Nós realmente esperamos que ele consiga andar novamente”, disse ela.

O élder e a irmã Holt ouvem. Como fazem em toda visita domiciliar, examinam a cadeira de rodas de Yen Van Nguyen e avaliam se está ajustada. Eles perguntam sobre um kit de ferramentas que acompanha as cadeiras, para que os ajustes possam ser feitos a fim de deixá-lo mais confortável.

“Nós só fazemos isso porque amamos as pessoas e queremos ajudá-las”, disse o élder Holt.

Tai Quang Pham senta-se na cadeira de rodas dada a ele pelos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias em Hanói, Vietnã, no sábado, 16 de novembro de 2019. Seu filho, Mai Thi Pham, olha pela janela.
Tai Quang Pham senta-se na cadeira de rodas dada a ele pelos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias em Hanói, Vietnã, no sábado, 16 de novembro de 2019. Seu filho, Mai Thi Pham, olha pela janela. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Em seguida, dirigindo através do campo vietnamita, o élder e irmã Holt voltaram o foco da importante parceria dos Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias com a MOLISA, que promove a mobilidade crítica dos necessitados, à visita do presidente Nelson, que eles acreditam que fortalecerá a mobilidade espiritual dos santos dos últimos dias nesta nação vibrante.