A Igreja anuncia mudanças na Conferência Geral, no trabalho missionário e nas conferências de estaca em resposta ao coronavírus

Em resposta às crescentes preocupações globais com relação à propagação do COVID-19, a Primeira Presidência de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias anunciou nesta quarta-feira grandes mudanças sobre a Conferência Geral de Abril de 2020, assim como sobre outras grandes reuniões dos santos dos últimos dias e o trabalho e treinamento missionário.

Em três cartas dirigidas a todos os membros da Igreja, a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos anunciaram:

  • O público não será admitido no Centro de Conferências no centro de Salt Lake City, para a Conferência Geral da Igreja em abril de 2020.
  • Os missionários programados para entrar nos Centros de Treinamento Missionário em Provo, Utah, ou Preston, Inglaterra, serão treinados remotamente por videoconferência. Outros Centros de Treinamento Missionário continuarão funcionando normalmente, mas não receberão missionários de regiões onde as autoridades governamentais estejam restringindo as atividades.
  • As conferências de estaca e de liderança, assim como outras grandes reuniões, serão adiadas nas áreas onde a doença causada pelo COVID-19 é um desafio – incluindo Ásia, Europa e América do Norte.

“Estamos profundamente preocupados com a propagação da doença causada pelo coronavírus”, escreveram os líderes da Igreja. “Aconselhamo-nos com líderes governamentais, eclesiásticos e da área da saúde em todo o mundo e, em espírito de oração, refletimos sobre as circunstâncias atuais. Temos o desejo de ser bons cidadãos e de fazer o melhor possível para controlar essa doença contagiosa. Somos extremamente gratos por diversas pessoas que estão trabalhando incansavelmente com o intuito de resolver essa questão de saúde. Oramos por essas pessoas e por todas as outras que possam estar sofrendo.”

A Conferência Geral de Abril de 2020

Para ajudar a controlar este problema, os líderes da Igreja acreditam que “seria prudente limitar a participação dos irmãos na próxima Conferência Geral de Abril de 2020”.

Participantes saindo da sessão de domingo à tarde da 189ª Conferência Geral Semianual de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Salt Lake City, dia 6 de outubro, 2019.
Participantes saindo da sessão de domingo à tarde da 189ª Conferência Geral Semianual de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Salt Lake City, dia 6 de outubro, 2019. Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

A Igreja conduzirá todas as cinco sessões da Conferência no Centro de Conferências. Autoridades gerais, oficiais gerais e respectivos cônjuges, músicos, coristas, técnicos e outros participarão conforme designados. “No entanto, as sessões da conferência serão transmitidas para todo o mundo somente por meio da tecnologia.”

“Vivemos em uma época extraordinária. O Senhor nos abençoou com a tecnologia e com a capacidade de acessarmos as mensagens dos líderes da Igreja e de ouvi-las em todas as partes do mundo. Esta conferência especial celebrará o bicentenário da Primeira Visão e da Restauração do evangelho de Jesus Cristo nestes últimos dias.”

Trabalho missionário

Os líderes da Igreja escreveram na carta que acreditam que o “programa de treinamento virtual temporário ajudará a preparar os missionários para o campo, minimizando os riscos relacionados ao contágio da doença.

O Centro de Treinamento Missionário de Provo na quarta-feira, 26 de julho de 2017.
O Centro de Treinamento Missionário de Provo na quarta-feira, 26 de julho de 2017. Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

“Cada missionário receberá informações específicas sobre a duração do treinamento, horários e outras informações logísticas à medida que a data de início de sua missão se aproxima. Quando os missionários concluírem o treinamento on-line, eles viajarão diretamente para as missões designadas.”

Os líderes da Igreja continuarão acompanhando de perto os desenvolvimentos e fazendo quaisquer ajustes que sejam necessários.

“Amamos os nossos missionários e suas famílias e agradecemos sua disposição de servir ao Senhor. Esperamos que eles aproveitem esta experiência única de treinamento para se prepararem para um período maravilhoso de serviço, à semelhança de Cristo.”

Conferências de estaca e outras reuniões

Os líderes da Igreja também forneceram orientações relacionadas às grandes reuniões de membros da Igreja.

“Depois de considerar o conselho dos líderes governamentais, eclesiásticos e médicos de todo o mundo e nossa própria reflexão em oração, adiaremos as conferências de estaca e de liderança, e outras grandes reuniões nas áreas onde a doenças causada pelo COVID-19 é um desafio, incluindo a Ásia, Ásia Norte, Europa, Leste da Europa e todas as áreas nos Estados Unidos e Canadá.”

Mais de 7.500 membros da Igreja reúnem-se para uma conferência multi-estacas no Centro de Convenções Gallagher perto de Johanesburgo, África do Sul, no domingo, dia 10 de novembro, 2019.
Mais de 7.500 membros da Igreja reúnem-se para uma conferência multi-estacas no Centro de Convenções Gallagher perto de Johanesburgo, África do Sul, no domingo, dia 10 de novembro, 2019. Crédito: Intellectual Reserve, Inc.

Os ajustes temporários entrarão em vigor no dia 16 de março. “Grandes reuniões em outras áreas do mundo podem continuar como de costume, a menos que seja dito o contrário pelas presidências de área que, por sua vez, se aconselham com seus líderes”, escreveram a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos.

“Em relação às reuniões semanais da Igreja, atividades e outras reuniões, os membros devem seguir a orientação de seus líderes locais, que receberão orientação como de costume.”

Uma perspectiva histórica

O trabalho da Igreja foi impactado por epidemias diversas vezes na história. Por exemplo, a Conferência Geral de Abril de 1919 foi adiada devido a uma epidemia de influenza por todo o país. A conferência foi posteriormente realizada no primeiro fim de semana de junho, segundo o almanaque da Igreja. A Conferência Geral de Outubro de 1957 também foi cancelada devido a uma epidemia de gripe.

Nos últimos anos, o trabalho missionário em Hong Kong foi afetado pelo surto de SARS em 2003. E após um surto de ebola na Libéria, os missionários foram removidos da África Ocidental em agosto de 2014. Os jovens missionários voltaram em setembro de 2015. Élder David A. Bednar e sua esposa, irmã Susan Bednar, viajaram para a Libéria em novembro daquele ano. O trabalho missionário também foi interrompido em Madagascar após um surto de peste em outubro de 2017.

Em junho de 2009, a disseminação da gripe suína levou os líderes da Igreja a mudarem os protocolos de entrada dos missionários no CTM. Além disso, uma suspeita de gastroenterite/norovírus impactou 250 missionários santos dos últimos dias no Centro de Treinamento Missionário de Provo em janeiro de 2013.