Templo de Vancouver Colúmbia Britânica se torna o sétimo templo a fechar devido ao vírus COVID-19

A Igreja anunciou o fechamento do Templo de Vancouver Colúmbia Britânica em um comunicado atualizado no dia 9 de março.

O templo de Vancouver é o sétimo a fechar temporariamente devido às preocupações em torno do vírus COVID-19. Outros templos incluem:

O Templo de Hong Kong China e o Templo de Tóquio Japão foram previamente fechados para reforma. 

Algumas crianças esperam pela cerimônia de colocação da pedra de esquina durante a dedicação do Templo de Roma Itália, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em Roma, Itália, no domingo, 10 de março de 2019.
Algumas crianças esperam pela cerimônia de colocação da pedra de esquina durante a dedicação do Templo de Roma Itália, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em Roma, Itália, no domingo, 10 de março de 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Até a manhã desta terça-feira, dia 10 de março, mais de 115.800 pessoas haviam sido infectadas no mundo todo pelo novo coronavírus e mais de 4.000 morreram, informou a Associated Press.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, os casos leves se recuperam em cerca de duas semanas. Os casos graves podem durar de três a seis semanas. Quase três quartos dos mais de 80.000 diagnosticados na China continental se recuperaram, informou a AP.

Como precaução de segurança, as reuniões de adoração estão no momento limitadas ou temporariamente suspensas nas seguintes áreas:

  • Hong Kong
  • Japão
  • Coreia
  • Seattle, área do estado de Washington
  • Mongólia
  • Alemanha
  • Itália
  • Reino Unido

Até o momento, um total de 14 missões no Camboja, em Cingapura, na Coreia, na Itália, no Japão, na Mongólia e na Tailândia receberam uma orientação detalhada para reduzir o número de missionários. Isto inclui receber novas atribuições temporárias ou voltar para casa, para aqueles que estavam perto do fim da missão.

Foi solicitado a todos os missionários que voltarem para casa, que fiquem isolados por 14 dias, seguindo as instruções da Organização Mundial da Saúde e dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos. Mais informações podem ser encontradas na Sala de Imprensa.