Por que os encontros virtuais da BYU-Pathway são um lembrete do prenúncio do Senhor

Em tempos de crise, é importante para a saúde social e espiritual de um indivíduo poder avançar com consistência e estabilidade, apesar das interrupções do que quer que esteja acontecendo, disse Clark Gilbert, presidente da BYU-Pathway Worldwide.

É por isso que — em resposta à pandemia do coronavírus — todos os encontros presenciais do PathwayConnect mudaram e agora são realizados virtualmente desde a semana passada, anunciou Gilbert.

É “importante para nós, fornecermos um pouco dessa estabilidade por meio do contínuo desenvolvimento do estudante do nosso programa PathwayConnect. É providencial que estejamos preparados para este tipo de situação há muito tempo”, afirmou ele em uma entrevista ao Church News.

“No mínimo, podemos continuar funcionando ininterruptamente no mundo todo”, declarou ele. “Podemos continuar aprendendo e trabalhando ao enfrentarmos esta crise.”

Desde a quarta-feira, dia 18 de março, todos os estudantes da BYU-Pathway Worldwide PathwayConnect que têm internet de banda larga suficiente, estão se reunindo online para seus encontros semanais em grupo — um fato que Brian Ashton, vice-presidente de operações de campo da BYU-Pathway, disse ser apenas possível por causa da mão guiadora do Senhor.

Os encontros virtuais da BYU-Pathway Worldwide estão sendo implementados no mundo todo, em resposta ao surto do COVID-19.
Os encontros virtuais da BYU-Pathway Worldwide estão sendo implementados no mundo todo, em resposta ao surto do COVID-19. Credit: BYU-Pathway Worldwide

Além disso, conforme avanços, em relação às respostas da Igreja e de suas entidades, à pandemia do coronavírus, evoluíram nas últimas semanas, a BYU-Pathway foi capaz de compartilhar algumas de suas melhores práticas e diretrizes para encontros virtuais em sala de aula, com outras entidades educacionais da Igreja, como os programas de Seminário e Instituto, e o departamento missionário, que também fez a mudança temporária para continuar as aulas online.

Quando a BYU-Pathway Worldwide recebeu a aprovação da Primeira Presidência e da Junta Educacional da Igreja para integrar encontros virtuais como parte de seu currículo regular no mundo todo, não havia nenhuma expectativa de que o programa mundial tivesse que mudar para realizar seus encontros semanais em grupo, exclusivamente online.

Até mesmo há um ano, quando a BYU-Pathway anunciou que seus programas estavam disponíveis totalmente online, graças aos novos encontros virtuais, — disponibilizados por meio de uma combinação de tecnologias — apenas cerca de um terço dos alunos do PathwayConnect estavam participando de reuniões online em grupo. Em sua maioria, os encontros presenciais têm permanecido o método preferido para criar um ambiente de sala de aula semanal para reunir os alunos, explicou Gilbert. 

Mas isso foi antes da pandemia do coronavírus cancelar a maioria das reuniões em grupos pelo mundo todo, aparentemente da noite para o dia.

Ao seguirmos determinações como o distanciamento social, a auto quarentena e o isolamento como medidas proativas para conter a disseminação do vírus COVID-19, a BYU-Pathway está alterando a totalidade de seus programas e encontros online até que as preocupações e os riscos associados ao vírus se dissipem.

“Nosso currículo sempre foi online”, compartilhou Ashton. “Mas tivemos que fazer as reuniões em grupo também online.” 

A partir da semana passada, cerca de 700 grupos que antes se reuniam pessoalmente a cada semana, terão agora encontros virtuais. Mas a melhor parte, comentou Ashton, é que a transição de seus sistemas de back-end não levou mais do que algumas horas para ser feito — graças a quase quatro anos de preparação, e foi isso. 

Conectando alunos de várias regiões, as reuniões virtuais agora oferecidas pela BYU-Pathway Worldwide, permitem que estudantes, de quase qualquer lugar do mundo, participem dos programas de aprendizagem online.
Conectando alunos de várias regiões, as reuniões virtuais agora oferecidas pela BYU-Pathway Worldwide, permitem que estudantes, de quase qualquer lugar do mundo, participem dos programas de aprendizagem online. Credit: Cortesia da BYU-Pathway Worldwide

Para Ashton, ao olhar para trás e ver o progresso dos encontros virtuais para o PathwayConnect nos últimos anos, é “uma daquelas experiências que promovem a fé e mostram como o Senhor preparou a BYU-Pathway para o coronavírus”.

Quando a equipe de TI da BYU-Pathway começou a trabalhar em um aspecto da integração das reuniões virtuais em sala de aula no currículo, através de um programa piloto na Rússia há vários anos, inicialmente foi presumido que o aspecto virtual seria uma subcategoria do programa do PathwayConnect total, Ashton declarou. Os encontros presenciais pretendiam ser a oferta padrão e as reuniões virtuais ficariam disponíveis como opção secundária, quando necessário.

Mas quando Troy Martin, diretor de informações da BYU-Pathway, e sua equipe realmente começaram a construir o sistema, eles decidiram construí-lo de tal forma que todo o sistema do PathwayConnect poderia passar para ser virtual da noite para o dia, se necessário. Com toda a programação adicional que tal mudança necessitaria, não foi uma escolha que a equipe normalmente teria feito, disse Martin. “Mas parecia certo.”

“Pelo que vi, o Senhor conhece o fim desde o princípio e coloca pessoas, tecnologias e soluções no lugar, bem antes de serem necessárias”, afirmou Brig Taylor, diretor de suporte de campo da BYU-Pathway. “Se não tivéssemos começado isso em 2014, nem conseguido a aprovação no ano passado para os encontros virtuais, hoje não seríamos capazes de continuar nos encontrando em muitas áreas do mundo. Então o Senhor reuniu as pessoas certas que estão recebendo as revelações certas e sinto que temos sido instrumentos em Suas mãos, mesmo que não saibamos o que está por vir. Temos sido o instrumento para resolver problemas, de modo que estávamos preparados quando tivemos que fazer a mudança.”

Um dos maiores recursos que tornou possível a mudança para os encontros virtuais, foi o incrível trabalho e apoio dos muitos missionários de serviço que ajudam a supervisionar e “pastorear” os alunos em seu trabalho, compartilhou Ashton. Encontrar missionários de serviço que possam ajudar a pastorear e a orientar os alunos ao longo do programa, à medida que constroem relacionamentos uns com os outros, e aprendem, e crescem em suas reuniões em grupo, sempre foi uma parte fundamental do programa PathwayConnect, explicou ele.

“E os desafios recentes relacionados ao COVID-19 criaram oportunidades adicionais para os membros da Igreja que estão dispostos a passar algumas horas por semana como missionários de serviço, ajudando estudantes de todo o mundo, conforme avançam no PathwayConnect”, Ashton falou.

Os indivíduos interessados em se tornar missionários da BYU-Pathway podem encontrar mais informações aqui procurando por “Pathway”.

O programa de aprendizagem online do Pathway está sendo conduzido em um edifício do Instituto de Nova York. Todos os jovens ex-missionários estão agora pré-aprovados para a BYU-Pathway Worldwide.
O programa de aprendizagem online do Pathway está sendo conduzido em um edifício do Instituto de Nova York. Todos os jovens ex-missionários estão agora pré-aprovados para a BYU-Pathway Worldwide. Credit: Cortesia da BYU-Pathway Worldwide

Para Martin, o prenúncio aparentemente às cegas que levou ao desenvolvimento, não apenas de programação e capacidades de sistemas para hospedar todo o programa online, mas também o treinamento adicional dos missionários de serviço ao longo do último ano para estarem prontos para realizar as reuniões online do PathwayConnect, é comparável, de certa forma, ao presságio que os pioneiros tiveram de construir o espaço vazio no Templo de Salt Lake, que um dia seria transformado em um poço de elevador.

“Os pioneiros realmente não sabiam para que aquilo serviria, mas construíram algo para apoiar a tecnologia futura”, afirmou ele. “E foi mais ou menos isto que aconteceu conosco no ano passado. Estávamos fazendo diversas coisas que acho que realmente não entendíamos, mas agora entendemos.

Uma bênção adicional que veio do desenvolvimento das reuniões virtuais do BYU-Pathway nos últimos anos, é a oportunidade que eles tiveram de compartilhar o que aprenderam uns com os outros, declarou Ashton, se referindo às melhores práticas que compartilharam com Seminários e Institutos e outras entidades educacionais da Igreja.

Ao servir aqueles que precisam em áreas remotas do mundo, fornecendo acesso a um campus e a salas de aula virtuais ou online, a BYU-Pathway se tornou um farol, ou modelo, de como as salas virtuais podem ser uma bênção para a Igreja de muitas maneiras, disse Ashton.

“Penso que o Senhor está nos guiando e Ele está preparando o caminho para que façamos o que precisamos fazer, não importando as circunstâncias”, concluiu.