Uma visão do que tornará esta conferência diferente de todas as outras

Nesta primavera, pela primeira vez na história de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, a Conferência Geral será compartilhada exclusivamente, com uma congregação remota, através da tecnologia de transmissões ao vivo.

A 190ª Conferência Geral Anual marcará a primeira vez em duas décadas em que os discursos da conferência, disponíveis para mais de 16 milhões de membros da Igreja em todo o mundo, não serão transmitidos do principal auditório do Centro de Conferências com capacidade para 21 mil pessoas. 

Será verdadeiramente uma conferência “diferente de qualquer conferência que já tivemos”, como declarado pelo Presidente Russell M. Nelson em suas considerações finais na Conferência Geral de outubro de 2019.

Com um foco maior na comemoração do “bicentenário da Primeira Visão e da Restauração do evangelho de Jesus Cristo nestes últimos dias”, as sessões da Conferência Geral desta primavera foram programadas para serem históricas e “inesquecíveis”, quando o Presidente Nelson pediu aos santos dos últimos dias para se prepararem seis meses atrás. Contudo, as circunstâncias em que a conferência será realizada mudaram bastante nos últimos meses, quando a Igreja anunciou várias mudanças em resposta à pandemia de coronavírus.

Para se alinhar apropriadamente às diretrizes estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde e os Centros de Controle e Prevenção de Doenças nos Estados Unidos, assim como ajudar a impedir a disseminação da COVID-19, a Igreja está tomando medidas sem precedentes para ajustar planos para esta Conferência Geral histórica, marcando a celebração do aniversário de 200 anos da Primeira Visão do Profeta Joseph Smith. 

O presidente Russell M. Nelson, no centro, acena para uma multidão após a sessão das mulheres na 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Centro de Conferências em Salt Lake City em 5 de outubro de 2019. Atrás dele estão o presidente Dallin H. Oaks, à esquerda, e o presidente Henry B. Eyring, primeiro e segundo conselheiros na Primeira Presidência respectivamente, e à direita, a esposa do presidente Nelson.
O presidente Russell M. Nelson, no centro, acena para uma multidão após a sessão das mulheres na 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Centro de Conferências em Salt Lake City em 5 de outubro de 2019. Atrás dele estão o presidente Dallin H. Oaks, à esquerda, e o presidente Henry B. Eyring, primeiro e segundo conselheiros na Primeira Presidência respectivamente, e à direita, a esposa do presidente Nelson. Credit: Colter Peterson, Deseret News

Uma das primeiras mudanças relacionadas à Conferência Geral deste ano, veio em novembro de 2019. A Primeira Presidência anunciou que, como parte da celebração bicentenária, a sessão da noite do sábado — que normalmente alterna entre as sessões de mulheres e homens a cada seis meses — estaria disponível e dirigida a todos os santos dos últimos dias acima dos 11 anos de idade.

Em fevereiro e março, conforme a disseminação do coronavírus começou a trazer preocupações relacionadas a grandes reuniões, a Primeira Presidência anunciou o adiamento das sessões de liderança da Conferência Geral, que normalmente juntam autoridades gerais, setentas de área e líderes gerais da Igreja nos dias anteriores às sessões da primavera. As reuniões de liderança foram remarcadas para outubro, mas logo ficou claro que a Igreja precisaria fazer outros ajustes à conferência, proibindo o acesso do público.

Como mencionado pela Primeira Presidência em uma carta para os santos dos últimos dias ao redor do mundo no dia 11 de março, “Vivemos em uma era notável. O Senhor tem nos abençoado com a tecnologia e a capacidade de participar e receber mensagens dos líderes da Igreja em todas as partes do mundo.”

Utilizando as bênçãos da tecnologia, apenas a Primeira Presidência e aqueles falando ou oferencendo orações iniciais e finais, participarão em cada uma das sessões ao vivo da Conferência Geral. As transmissões das cinco sessões da Conferência Geral nesta primavera serão originadas de um “pequeno auditório na Praça do Templo”, ao invés do Centro de Conferências, ou até mesmo do Tabernáculo de Salt Lake — onde a Conferência Geral era realizada antes da conclusão do Centro de Conferências em 2000. 

Além disto, a música do Coro do Tabernáculo e dos coros convidados será pré-gravada, assim como os hinos da congregação para acompanhar aqueles reunidos ao redor das telas em suas respectivas casas ao redor do mundo.

Com o Templo de Salt Lake e partes da Praça do Templo fechados para grandes reformas, de qualquer forma, é provável que esta conferência teria sido um pouco diferente para aqueles participando das sessões ao vivo em Utah. Mas com as diretrizes do governo para as pessoas se distanciarem socialmente e se auto isolarem, e com a maior parte do centro de Salt Lake City fechada por causa do surto do vírus, a Praça do Templo parecerá um pouco com uma cidade fantasma quando o final de semana da conferência começar — independente da infinidade de membros que estarão sintonizados para ouvir as palavras das poucas pessoas reunidas lá. 

Várias pessoas andando pelos arredores da Praça do Templo antes da sessão da tarde de sábado da 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Salt Lake City, 5 de outubro de 2019.
Várias pessoas andando pelos arredores da Praça do Templo antes da sessão da tarde de sábado da 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Salt Lake City, 5 de outubro de 2019. Credit: Spenser Heaps, Deseret News

Outro elemento histórico desta conferência virá dos missionários servindo atualmente, que conseguirão se reunir com suas famílias para assistir a Conferência Geral enquanto ainda estão designados para servir. Milhares de missionários retornaram para seus países de origem devido às restrições de viagem, e muitos missionários foram desobrigados do serviço e estão se auto isolando enquanto esperam por novas designações. E com os CTMs fechados, aqueles iniciando seu treinamento e serviço estão utilizando salas de aula na web, no lugar dos CTMs. 

Em suas considerações finais durante a última sessão da Conferência Geral de outubro de 2019, o Presidente Nelson prometeu aos santos dos últimos dias que, se eles se prepararem para a celebração do bicentenário da Primeira Visão e da Conferência Geral da Páscoa correspondente em 2020, será uma experiência inesquecível. Logisticamente, a 190ª Conferência Geral Anual será como nenhuma outra. Esta já é uma certeza. Contudo, se será uma experiência espiritual individual “inesquecível”, ou não, parece que depende da preparação de cada pessoa. 

Como dito pelo Presidente Nelson: “… Espero que todos os membros e todas as famílias se preparem para uma conferência singular que celebrará os fundamentos do evangelho restaurado”. Ao encorajar indivíduos a ponderarem sobre suas próprias perguntas referentes à Restauração do evangelho, e estudarem e buscarem encontrar respostas a estas perguntas em preparação para a conferência, o Presidente Nelson disse: “Escolham suas próprias perguntas. Façam seus próprios planos. Mergulhem na gloriosa luz da Restauração.”