3 lições da RootsTech Connect: “Um experimento que funcionou”

Os organizadores da RootsTech não tinham certeza de quantos participantes teriam, quando anunciaram em setembro de 2020, que a conferência anual seria um evento totalmente virtual e global pela primeira vez em seus 10 anos de história.

As primeiras projeções para a RootsTech Connect 2021 estimavam de 40.000 a 50.000 pessoas. Após os primeiros dias de inscrições, este número dobrou. Logo, 250.000 pessoas foram registradas. Na semana anterior à conferência, o número disparou para 500.000.

Na terça-feira, 2 de março, um total de 1.117.000 de 242 países e territórios haviam participado da RootsTech Connect.

Com as sessões dos eventos de 25 a 27 de fevereiro disponíveis para assistir sob demanda ao longo do ano, “Esperamos que muito, muito mais pessoas acessem nos próximos meses e semanas”, disse Élder Kevin S. Hamilton, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento de História da Família.

Presidente Russell M. Nelson disse durante a Conferência Geral de Abril de 2018: “Nossa mensagem ao mundo é simples e sincera: convidamos todos os filhos de Deus de ambos os lados do véu a se achegarem a seu Salvador, a receberem as bênçãos do templo sagrado, a desfrutarem de alegria duradoura e a se qualificarem para a vida eterna.”

Élder Hamilton disse: “Achei isso a motivação por trás da RootsTech. Estamos tentando reunir Israel em ambos os lados do véu —  os vivos conectando-se aos vivos, os mortos conectando-se aos vivos, os mortos sendo reunidos em seu lado do véu. Eu realmente senti isso.”

Três dias após a conclusão da conferência, Élder Hamilton —  juntamente com o CEO do FamilySearch, Steve Rockwood, e a diretora de eventos da RootsTech, Jen Allen —  destacou três aprendizados importantes e como eles podem se aplicar a eventos futuros da RootsTech.

1. Conexão é a chave

A RootsTech sempre foi um lugar para as pessoas aprenderem e participarem das aulas, disse Rockwood, “mas também é muito, muito mais do que isso”. Este ano, o evento ofereceu uma sensação de conexão que muitos estavam buscando desesperadamente.

Uma captura de tela da RootsTech.org em 2 de março de 2021 mostra várias sessões em destaque. As sessões estarão disponíveis para assistir sob demanda ao longo de 2021.
Uma captura de tela da RootsTech.org em 2 de março de 2021 mostra várias sessões em destaque. As sessões estarão disponíveis para assistir sob demanda ao longo de 2021.

“As pessoas anseiam por se conectar”, disse Élder Hamilton. “Está em nosso DNA, no fundo de nossa psique. Queremos fazer parte de uma família, queremos saber de onde viemos, com quem viemos e como nos conectamos.”

Isso ficou evidente na enorme participação em “Parentes ao meu redor”, que lhes permitiu ver quem de seus parentes vivos estava comparecendo ao evento.

A RootsTech Connect de 3 dias foi simplesmente a ‘inauguração’ para o que está por vir

Sem o impulso para a conexão, Allen disse sobre o evento, “Não sei se teria sido tão bem-sucedido”.

“Havia tanta luz no mundo na semana passada porque as pessoas estavam aderindo a essa experiência e aprendendo, mas também se conectando com pessoas de todo o mundo”, disse ela. “Apenas encolher um pouco esse mundo é uma coisa poderosa que veio de maneira que nunca, nunca teríamos imaginado.”

2. A globalização funcionou

Além do desejo de conexão, a RootsTech Connect de três dias demonstrou que o “global funcionou”, disse Élder Hamitlon. “Na verdade, foi um experimento que funcionou.”

A RootsTech Connect foi transmitida em 11 idiomas oficiais, com conteúdo em mais de 40 idiomas.

Élder Kevin S. Hamilton, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento de História da Família de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, fala durante a celebração do aniversário de 125 anos do FamilySearch, na Biblioteca de FamilySearch em Salt Lake City na quarta-feira, dia 13 de novembro de 2019.
Élder Kevin S. Hamilton, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento de História da Família de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, fala durante a celebração do aniversário de 125 anos do FamilySearch, na Biblioteca de FamilySearch em Salt Lake City na quarta-feira, dia 13 de novembro de 2019.

Élder Hamilton disse que a meta desde o início era fazer uma conferência global voltada para as necessidades e interesses de várias culturas —  um grande passo à frente do tradicional evento em Salt Lake City, Utah.

“Deve parecer que é a sua conferência da RootsTech em qualquer país onde você more. E alcançamos parte disso, não estamos 100% lá. No próximo ano, será melhor e ainda melhor nos anos seguintes”, disse ele.

Allen observou que há algumas melhorias na tecnologia a serem feitas em relação ao suporte aosidiomas.

No recurso de bate-papo, Rockwood disse que foi “comovente” e “um pouco surpreendente” encontrar a comunidade respondendo às perguntas uns dos outros, em vez de depender dos voluntários do FamilySearch. “Acabou sendo uma conferência patrocinada pela comunidade.”

3. Havia algo para todos

Outra lição da RootsTech Connect é o que Allen descreveu como “um exemplo ou sentimento de inclusão”. Alguns comentaram que “havia algo para todos”.

Élder Hamilton repetiu um pensamento semelhante. “Tínhamos iniciantes. Tínhamos intermediários, avançados. Tínhamos indústria. Tínhamos profissionais. Tínhamos arquivistas”, disse ele. Como a RootsTech Connect era tão inclusiva, “ela teve um alcance e apelo realmente amplo.”

Em vez de aulas de uma hora, muitas das apresentações eram vídeos de 15 minutos — “muito mais consumíveis para um grande público em aprendizado”, disse Rockwood.

E agora, a maior parte desse conteúdo pode ser encontrado no YouTube.

Semelhantemente a vídeos sobre como consertar um carro ou um problema de encanamento, Élder Hamilton disse que vê a necessidade de centenas de milhares de vídeos gerados por usuários sobre a história da família no YouTube, e que respondessem a perguntas em dezenas de idiomas.

O CEO do FamilySearch, Steve Rockwood, faz um discurso de encerramento na RootsTech Connect na sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021.
O CEO do FamilySearch, Steve Rockwood, faz um discurso de encerramento na RootsTech Connect na sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021.

“Não poderíamos criar tanto conteúdo internamente, mas nossos usuários podem, e aqueles que têm experiência neste campo podem”, disse ele. “Portanto, este será o ponto de partida para isso, com 1.200 vídeo-aulas que foram preparadas, e vamos adicionar mais no ano que vem e nos próximos anos.”

Informações sobre a RootsTech 2022 estão disponíveis. Para assistir aos principais palestrantes ou navegar pelas sessões da RootsTech Connect 2021, visite RootsTech.org.