Reabertura dos primeiros CTMs agendada para 23 de junho, com novo treinamento missionário online e presencial

A reabertura dos centros de treinamento missionário de Provo e Gana foi agendada para o dia 23 de junho, com a Nova Zelândia recebendo novos missionários a partir do dia 1º de julho. Para os CTMs de Provo e da Nova Zelândia, essas reaberturas também introduzirão uma nova combinação de treinamento online e presencial daqui para frente.

Mesmo com a reabertura gradual dos CTMs e com o reinício da instrução presencial, a maioria dos novos missionários continuará a receber uma parte de seu treinamento em casa, por meio de videoconferência.

“Somos gratos pela direção da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos de abrir os CTMs, de acordo com as condições locais, e estamos entusiasmados para proporcionar esta parte valiosa de instrução e experiência para ajudar os missionários em sua preparação para ensinarem o evangelho de Jesus Cristo”, disse Élder Marcus B. Nash, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento Missionário.

Este método gradual — com cerca de um terço de treinamento online, mesmo quando os CTMS retornarem às operações e capacidades plenas — permitirá que os missionários continuem a experienciar os vários elementos positivos da instrução online que têm sido utilizados no treinamento de novos missionários durante o período de pandemia.

Um número limitado de missionários em treinamento, instrutores e funcionários que restaram caminham pelos corredores do Centro de Treinamento Missionário de Provo na quarta-feira, dia 25 de março de 2020. Os últimos grupos de missionários nos centros de treinamento missionário de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no mundo todo partirão até o final da semana.
Um número limitado de missionários em treinamento, instrutores e funcionários que restaram caminham pelos corredores do Centro de Treinamento Missionário de Provo na quarta-feira, dia 25 de março de 2020. Os últimos grupos de missionários nos centros de treinamento missionário de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no mundo todo partirão até o final da semana. Credit: : Laura Seitz, Deseret News

“Estamos profundamente impressionados pela forma como os missionários e seus professores tornaram a experiência de treinamento online eficaz, mas também estamos animados para ver os missionários caminhando pelos corredores dos CTMs no mundo todo mais uma vez”, disse Kelend Mills, diretor administrativo dos CTMs do Departamento missionário. “Existem coisas que os missionários podem experienciar em um CTM que simplesmente não podem ser reproduzidas online.”

Desde os fechamentos causados pela pandemia de COVID-19 no final de março de 2020, a Igreja mudou para o treinamento online — frequentemente referido como “CTM em casa” — para treinar mais de 30 mil missionários. O treinamento online foi feito a partir dos 10 CTMs da Igreja em todo o mundo, com missionários reunidos em grupos de sala de aula — ou “distritos” — com instrutores online, muitos dos quais estiveram nos CTMs para o treinamento transmitido por meio de tecnologia de videoconferência.

No fim de maio, a Igreja anunciou a reabertura dos CTMs de Provo, Gana e Nova Zelândia, assim como diretrizes e processos iniciais.

Por enquanto, e como precaução inicial temporária, apenas missionários dos Estados Unidos que foram vacinados e possuem designações no idioma inglês poderão receber treinamento no CTM de Provo — primeiramente com a entrada semanal de 200 a 250 missionários.

Para os CTMS fora dos Estados Unidos, apenas missionários locais serão convidados a receber treinamento presencial, começando com uma capacidade de aproximadamente 50 missionários em cada local. Por hora, missionários do Estados Unidos não receberão treinamento nesses CTMs.

Duas sísteres missionárias conversam no pátio do Centro de Treinamento Missionário de Gana em 2017.
Duas sísteres missionárias conversam no pátio do Centro de Treinamento Missionário de Gana em 2017. Credit: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

À medida que as condições da COVID-19 continuarem a melhorar, espera-se que o número de missionários e de idiomas oferecidos aumente gradualmente, em conjunto com o resumo do treinamento presencial nos outros sete CTMs.

“Estamos entusiasmados para a transição de volta ao CTM com os missionários e para complementarmos as experiências que eles terão no lar. Também somos gratos que os missionários, especialmente aqueles que vêm de áreas onde são os únicos missionários de sua ala ou ramo, terão a oportunidade de se reunir em grandes grupos para aprenderem e se prepararem juntos”, disse Kirsti Polo, diretora administrativa associada dos CTMs, que tem a responsabilidade específica sobre os nove CTMs fora dos Estados Unidos.

Períodos de treinamento online e presencial

O tempo de permanência no CTM é tradicionalmente determinado pelo idioma de proselitismo designado ao missionário. Aqueles designados para pregarem em seu idioma nativo geralmente treinam por três semanas, antes de viajarem para seu campo de trabalho, enquanto aqueles que estão aprendendo uma nova língua têm de seis a nove semanas para treinar, antes de partirem para suas missões.

Conforme os CTMs reabrem para os novos missionários selecionados, aqueles que não estão aprendendo um novo idioma começarão com uma semana de instrução no lar — de uma segunda até a segunda-feira seguinte — e então farão a transição para o treinamento presencial na quarta ou quinta-feira seguinte, por duas semanas (dependendo do CTM que foram designados a frequentar), para um total de três semanas de instrução, disse Polo.

Quando os missionários que estão aprendendo um novo idioma retornarem ao treinamento presencial, ele será composto de duas semanas de instrução online, seguidas de quatro a sete semanas de ensino presencial, dependendo da dificuldade do idioma a ser aprendido, acrescentou Mills.

Síster Alexa Bartels, à direita, ensina português à síster Anna Simmons e aos élderes Cole Thompson, Nicholas Shipp, Nicholas Lizon, Devon Olsen e Dawsin Merkley no Centro de Treinamento Missionário em Provo na quarta-feira, dia 25 de março de 2020.
Síster Alexa Bartels, à direita, ensina português à síster Anna Simmons e aos élderes Cole Thompson, Nicholas Shipp, Nicholas Lizon, Devon Olsen e Dawsin Merkley no Centro de Treinamento Missionário em Provo na quarta-feira, dia 25 de março de 2020. Credit: Laura Seitz, Deseret News

Em locais onde as presidências de área determinaram que a maioria de seus missionários não possuem condições ideias para uma boa experiência online, os missionários podem completar todo o seu treinamento presencialmente em um CTM internacional, em vez de participarem do treinamento online.

Novos missionários serão contactados diretamente caso sejam convidados a receberem treinamento presencial em um CTM aberto, à medida que os centros de treinamento reabrem gradualmente e retornam à instrução presencial, e à ampliação de suas capacidades. A não ser que eles e seus líderes sejam contactados, os novos missionários continuarão apenas com o treinamento online.

Uma consideração específica sobre a reabertura do CTM de Provo

Mais de 300 missionários estão qualificados para a reabertura do dia 23 de junho no CTM de Provo, disse Mills, explicando que o grupo é composto de missionários dos Estados Unidos que não estão aprendendo um novo idioma.

Quando as reaberturas planejadas dos CTMs foram anunciadas pela Igreja na segunda-feira, dia 24 de maio, o CTM de Provo — o principal centro de treinamento — recebeu alguns telefonemas de missionários, seus pais e seu líderes a respeito da possibilidade de treinamento presencial, disse Mills.

“Alguns dias mais tarde, nós enviamos e-mails diretamente aos missionários que estão qualificados para o treinamento presencial — eles não estão aprendendo um novo idioma, são dos Estados Unidos e, se estiverem vacinados, podem frequentar o CTM”, disse ele. “Assim que enviamos essa mensagem, as comunicações aumentaram consideravelmente com e-mails e telefonemas.

Na tentativa de controlar a propagação da COVID-19, missionários estão sendo treinados por meio de videoconferência, em vez de frequentarem um dos 10 centros de treinamento missionário de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.
Na tentativa de controlar a propagação da COVID-19, missionários estão sendo treinados por meio de videoconferência, em vez de frequentarem um dos 10 centros de treinamento missionário de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Credit: Laura Seitz, Deseret News

Ao final daquela semana, o CTM de Provo identificou 120 dos mais de 300 novos missionários que se qualificaram para iniciarem o treinamento presencial no CTM de Provo, e até o dia 3 de junho, esse número subiu para 230, disse Mills, acrescentando que esse é o número de missionários que os líderes do CTM esperam receber a cada semana.

Para os élderes e sísteres que chegarão ao CTM de Provo na quarta-feira, dia 23 de junho, eles terão começado o treinamento online no lar na segunda-feira, dia 14 de junho e continuado até a segunda-feira, dia 21 de junho. Terça-feira, dia 22 de junho, está agendado para transições e viagens a fim de que os missionários possam chegar ao CTM e iniciar o treinamento presencial no dia seguinte.

A partir da segunda semana, espera-se que mais um grupo de 200 a 250 novos missionários chegue ao CTM de Provo, elevando o total no centro de treinamento para cerca de 400 a 500 novos missionários — a capacidade esperada no início do processo de reabertura, à medida que um grupo que completa seu treinamento parte e é substituído pelo mais novo grupo de missionários iniciando seu treinamento presencial de duas semanas.

“Ao começarmos somente com o idioma inglês, podemos trazer todos que estão vacinados e formarmos grandes grupos no CTM, e ainda assim termos missionários suficientes treinando online em casa para formarmos grupos de tamanho normal nestes distritos domésticos também”, disse Mills.

Espera-se que os programas de treinamento em Provo sejam ampliados para incluir o espanhol e o português — os dois idiomas mais comuns para missionários em treinamento depois do inglês — e então incluir gradualmente todos as outras línguas com o passar do tempo.

As vacinas e o funcionamento

Alguns podem interpretar a abertura dos CTMs apenas para missionários vacinados e a declaração feita pelo Departamento Missionário no dia 21 de abril como se a Igreja estivesse aparentemente exigindo que todos os missionários sejam vacinados.

O Centro de Treinamento Missionário de Provo na quarta-feira, dia 26 de julho de 2017. Reformas foram realizadas para acomodar 3.700 missionários.
O Centro de Treinamento Missionário de Provo na quarta-feira, dia 26 de julho de 2017. Reformas foram realizadas para acomodar 3.700 missionários. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

“Não há nenhum requisito de vacinação para servir uma missão, mas não ser vacinado pode limitar onde um missionário pode servir”, disse Mills. “E não há nenhum requisito de vacinação para receber treinamento no CTM, mas, no momento, isso pode limitar se um missionário pode ou não frequentar um CTM presencialmente.”

Todos os CTMs permaneceram em funcionamento durante a pandemia. Contudo, com missionários retornando ao treinamento presencial, serviços adicionais — incluindo os de alimentação, alojamento e segurança, e a expansão de operações de limpeza e manutenção dos prédios — estão crescendo novamente.

Alguns serviços — da livraria do CTM ao barbeiro — podem ser limitados a horários e dias de funcionamento no início do processo de reabertura, enquanto os números de missionários forem inferiores aos dos padrões antes da pandemia.