Membros da Igreja e missionários ajudam vítimas de enchentes na Alemanha e Bélgica

Membros e missionários de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, muitos com coletes amarelos do programa Mãos que Ajudam, passaram mais de 12 mil horas ajudando vítimas das catastróficas enchentes de verão na Europa. As chuvas fizeram com que riachos se transformassem em enxurradas, que arrastaram veículos e mataram mais de 200 pessoas no oeste da Alemanha e na Bélgica em meados de julho, de acordo com informações da imprensa. 

Nas semanas após as enchentes, voluntários se dirigiram para comunidades cobertas de lama na Alemanha e na Bélgica para ajudarem na remoção dos destroços de residencias e estabelecimentos comerciais. Membros em Luxemburgo doaram roupas para organizações locais que fornecem auxílio às vítimas das enchentes. A Igreja também entrou em contato com membros nas regiões afetadas, oferecendo bombas de drenagem, alimentos e apoio, segundo reportagens publicadas no dia 9 de setembro no site da Sala de Imprensa do Reino Unido [artigo em inglês] . 

Residentes de Bad Neuenahr-Ahrweiler, Alemanha, começaram a chamar os missionários de “Engel unterwegs” (“anjos em ação”), de acordo com reportagens da Sala de Imprensa do Reino Unido.

“Havia uma manifestação de bondade, amor e união. O medo foi substituído pela coragem, o desespero, pela esperança’, disse Élder Erich W. Kopischke, primeiro conselheiro na presidência da Área Europa e Setenta Autoridade Geral, no comunicado ao site da Sala de Imprensa do Reino Unido. “Como Igreja, somos profundamente gratos a todas as pessoas que sacrificaram seu tempo e recursos para ajudarem os necessitados. Ver nossos missionários e membros servindo ao lado de vizinhos, amigos e desconhecidos enche nosso coração de humildade e alegria.”

Ele e sua esposa, a irmã Christiane Kopischke, também ajudaram na recuperação de uma escola católica de jardim de infância na Alemanha.

Élder Jeffrey Hilton e a irmã Karen Hilton ajudam nos esforços de recuperação em Bad Neuenahr-Ahrweiler, Alemanha. Esta foi uma das áreas afetadas pelas enchentes de julho de 2021 no oeste da Alemanha e na Bélgica.
Élder Jeffrey Hilton e a irmã Karen Hilton ajudam nos esforços de recuperação em Bad Neuenahr-Ahrweiler, Alemanha. Esta foi uma das áreas afetadas pelas enchentes de julho de 2021 no oeste da Alemanha e na Bélgica. Credit: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Élder Jeffrey Hilton e a irmã Karen Hilton, que servem no Departamento de Comunicação da Igreja em Frankfurt, Alemanha, viajaram para Bad Neuenahr-Ahrweiler para ajudarem nos esforços de recuperação. 

“Uma sorveteria local foi completamente destruída quando dois pequenos automóveis foram lançados contra a frente do estabelecimento devido à força da água”, disse élder Hilton. “O que uniu os voluntários foi a linguagem universal do amor e do serviço. Seus países de origem ou dialetos não tinham a menor importância. Estávamos todos lá pela mesma razão.”

Os voluntários estão trabalhando em coordenação com as autoridades locais para ajudarem indivíduos, famílias e comerciantes. 

“Logo me encontrei em um restaurante, ajudando a remover lama, destroços e objetos sujos do porão”, disse élder Jacob Reed. “Primeiramente, pensei que iríamos lá e ajudaríamos até completarmos o trabalho — talvez por três ou quatro horas — e depois almoçaríamos e passaríamos para a próxima casa. Eu estava completamente errado. Carreguei balde após balde do estabelecimento para a rua, só para despejar tudo lá. O trabalho parecia não ter fim.”

Na Bélgica, membros da Igreja e missionários que servem na Bélgica e na Holanda têm ajudado em Liège, Bélgica, um subúrbio de Trooz que foi inundado quando o rio Vesdre atingiu 7 metros acima do nível normal. 

Missionários da Bélgica, Luxemburgo e leste da França, assim como membros da Bélgica e França, ajudaram a remover destroços de casas e jardins em Liège. 

“Havia um ambiente muito positivo e alegre, apesar do trabalho extremamente árduo e cansativo, e da devastação do local. Os ajudantes não estavam insatisfeitos e não reclamaram das circunstâncias, mas pareciam realmente apreciar o que estavam fazendo”, disse a irmã Christiane Kopischke.

Voluntários e missionários da Igreja posam para uma foto na Bélgica, conforme ajudam pessoas afetadas pelas enchentes de julho de 2021 na Bélgica e na Alemanha.
Voluntários e missionários da Igreja posam para uma foto na Bélgica, conforme ajudam pessoas afetadas pelas enchentes de julho de 2021 na Bélgica e na Alemanha. Credit: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias