O que é o Distrito do Templo de Nauvoo e sua importância para santos dos últimos dias

A vista ocidental do rio Mississippi a partir da encosta onde William e Esther Gheen moravam em Nauvoo, Illinois, na década de 1840 devia ser magnífica. Luminosos pores do sol teriam pintado regularmente o céu do anoitecer acima da exuberante paisagem verdejante.

Mesmo assim, o casal construiu sua casa voltada para o leste — distante do rio.

“Esta família voltou sua casa para o templo”, disse Élder Quentin L. Cook, do Quórum dos Doze Apóstolos. “A vista não tinha importância. O que mais importava eram as ordenanças do templo.”

Na casa renovada da família Weeks durante sua visita ao recém-dedicado Distrito do Templo de Nauvoo no dia 29 de maio, Élder Cook refletiu sobre os Gheens e outras famílias fiéis que moravam nas proximidades do original Templo de Nauvoo Illinois.

A vida cotidiana da família Gheen não foi registrada nos principais livros de história. “Mas eles são tão importantes quanto outras pessoas que fizeram história”, disse ele.

William Gheen trabalhou na construção e arrecadou dinheiro para o templo; ele faleceu antes do edifício ser concluído. Esther recebeu sua investidura no templo em dezembro de 1845. Seis semanas mais tarde, ela entrou no templo novamente para ser selada a William.

Élder Cook e sua esposa, a irmã Mary G. Cook, caminharam pelas ruas do Distrito do Templo de Nauvoo poucas horas antes dele dedicar esta área histórica, localizada a oeste do Templo de Nauvoo Illinois. O local está sendo aberto para visitantes após 14 meses de fechamentos e limitações definidas pela pandemia global de COVID-19. Desde março de 2020, missionários santos dos últimos dias ofereceram 13.720 tours virtuais, disse John Rizley, Presidente dos Locais Históricos de Nauvoo.

Élder Quentin L. Cook, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, e sua esposa, a irmã Mary G. Cook, fazem uma tour pelo histórico Distrito do Templo de Nauvoo com Steve Olsen em Nauvoo, Illinois no sábado, 29 de maio de 2021.
Élder Quentin L. Cook, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, e sua esposa, a irmã Mary G. Cook, fazem uma tour pelo histórico Distrito do Templo de Nauvoo com Steve Olsen em Nauvoo, Illinois no sábado, 29 de maio de 2021. Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

O atualizado Distrito do Templo é uma testemunha da vida, das prioridades e dos testemunhos dos primeiros membros. Ele inclui:

  • Três casas restauradas dos primeiros santos dos últimos dias
  • Uma casa reconstruída
  • Um pavilhão com uma exibição sobre a arte de cortar pedras para o original Templo de Nauvoo.
  • Um Bosque Oeste revitalizado
  • Um marcador de beira de estrada que homenageia um poema escrito por Eliza R. Snow enquanto vivia no Distrito do Templo de Nauvoo em 1845
  • Uma nova exibição sobre o templo no Centro de Visitantes de Nauvoo

A casa de Orson e Marinda Hyde, que não faz parte do Distrito do Templo, também foi reconstruída e dedicada por Élder Cook.

Leia mais: Élder Cook dedica Distrito do Templo de Nauvoo — refletindo no passado e olhando para o futuro em sua primeira viagem pública desde a COVID-19

Em 1841, Joseph Smith enviou Orson Hyde em uma missão que o levou através da Europa e do Império Otomano à Palestina. Do Monte das Oliveiras no dia 24 de outubro de 1841, ele dedicou Jerusalém para a coligação de Israel nos últimos dias. Em 2016, Élder e a irmã Cook reuniram-se com Élder Jeffrey R. Holland e sua esposa, a irmã Patricia Holland, e líderes judeus proeminentes — Joseph Lieberman, ex-senador dos EUA, e Robert Adams, ex-procurador geral de Nova York — para visitarem o local em Jerusalém. Eles se reuniram com o Primeiro-Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, para compartilharem detalhes sobre dedicação histórica feita por Élder Hyde.

A casa restaurada da família Hyde — construída por membros da Igreja em Nauvoo com doações de mão de obra e recursos enquanto Orson estava ausente — apresenta sua missão e outras missões dos primeiros apóstolos desta dispensação.

A obra missionária é uma das “prioridades proféticas” que ocorreu durante a era de Nauvoo, disse Élder Cook. Enquanto os missionários estavam sendo enviados ao redor do mundo, o Templo de Nauvoo estava sendo construído para proporcionar as ordenanças sagradas de salvação.

Sísteres missionárias participam da dedicação histórica do Distrito do Templo de Nauvoo, Illinois, no sábado, 29 de maio de 2021.
Sísteres missionárias participam da dedicação histórica do Distrito do Templo de Nauvoo, Illinois, no sábado, 29 de maio de 2021. Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Durante sua visita ao histórico Distrito do Templo de Nauvoo, Élder e irmã Cook fizeram uma parada no interior da casa de William e Caroline Weeks. William Weeks era um arquiteto e trabalhou com o Profeta Joseph Smith no design do Templo de Nauvoo.

“Este é o local onde a visão que Joseph teve para o templo se tornou realidade”, disse Steven Olsen, um curador sênior dos locais históricos da Igreja.

A casa reconstruída de Edward e Ann Hunter fica próxima à residência da família Weeks. Foi lá que, enquanto se escondia no dia 6 de setembro de 1842, Joseph Smith escreveu a carta que se tornaria Doutrina e Convênios 128 e detalha a doutrina dos batismos pelos mortos. Edward Hunter era um bispo em Nauvoo, então a casa também se tornou um “armazém do bispo”, onde itens doados podiam ser usados para ministrar às necessidades dos santos dos últimos dias.

Atualmente, árvores estão crescendo próximas à casa da família Hunter, no que se tornará o Bosque Oeste. Devido ao grande número de membros da Igreja em Nauvoo na época, o Bosque Oeste era um dos locais onde grupos de santos dos últimos dias podiam se reunir. Lá, os membros da Igreja se sentavam em bancos de toras divididas para ouvirem aos sermões de Joseph Smith e outros líderes.

Em todo o Distrito do Templo de Nauvoo, “o templo é o foco, o templo é o cenário”, disse Élder LeGrand R. Curtis Jr., historiador e registrador da Igreja.

Os locais históricos e os templos “são as testemunhas materiais mais fortes da restauração que a Igreja possui”, disse Olsen.

“A pergunta então é: O que faz com que Nauvoo sirva de testemunha material da restauração? São duas coisas. A primeira é a forte evidência da liderança profética de Joseph Smith. A segunda é que, os convênios e suas ordenanças associadas que inauguraram o plano de exaltação, foram estabelecidas no Templo de Nauvoo. Élder Cook disse que há algo a respeito de Nauvoo que realmente toca seu coração. “Amo a história. Amo os antepassados. Amo as casas. Amo tudo a respeito de Nauvoo”, disse ele. “Mas o templo é o que realmente lhe proporciona o significado doutrinal e é especial.”

O pôr do sol no Distrito do Templo de Nauvoo Illinois, no dia 29 de maio de 2021.
O pôr do sol no Distrito do Templo de Nauvoo Illinois, no dia 29 de maio de 2021. Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Observando a importância das ordenanças do templo para os primeiros santos dos últimos dias, Élder Cook disse que os registros da Igreja mostram que, nos dois meses antes do templo ser fechado e dos santos serem forçados a abandonarem Nauvoo, cerca de seis mil membros receberam as ordenanças de salvação.

Esses primeiros membros — incluindo Esther Gheen e outros que construíram casas nas proximidades do Templo de Nauvoo — só tiveram acesso a um outro templo em 1877. “Então o templo, no passado e agora, é o que mais me impressiona”, disse Élder Cook.