Incêndio florestal na Califórnia danifica local histórico onde três membros do Batalhão Mórmon estão enterrados

O enorme incêndio de Caldor queimou mais de 87.816 hectares e destruiu quase 1.000 construções, forçando milhares de pessoas a evacuarem de suas residências, próximas a South Lake Tahoe, Califórnia, e em várias outras comunidades.

O incêndio também atingiu um local histórico, praticamente esquecido, na Floresta Nacional de El Dorado, onde três membros do Batalhão Mórmon foram mortos em 1848, enquanto exploravam uma rota através das montanhas e onde ainda estão enterrados. O local, chamado de Tragedy Spring [Nascente da Tragédia], já havia sido danificado por uma tempestade de vento no início deste ano, e provavelmente levará anos — e o compromisso de muitos voluntários — para restaurá-lo.

Os três membros do batalhão — Henderson Cox, Daniel Browett e Ezra Allen [biografias em inglês] — estão enterrados sob pedras, próximos ao local onde seus corpos foram encontrados por outros membros do batalhão, os quais passaram pela região vários dias depois que os três foram mortos. O local foi reconstruído várias vezes, mais recentemente por voluntários de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e da California Pioneer Historic Society [Sociedade Histórica Pioneira da Califórnia], com sede em Placerville.

Peter Guilbert, membro da Ala Lake of the Pines em Auburn, Califórnia, é um missionário de serviço no Distrito de Sacramento, da Missão História Viva da Califórnia. Ele tem trabalhado durante anos para preservar o local histórico Tragedy Spring, e para ajudar outras pessoas a compreenderem sua importância.

Peter Guilbert é um membro da igreja e um missionário de serviço que tem trabalhado para preservar o local histórico Tragedy Spring.
Peter Guilbert é um membro da igreja e um missionário de serviço que tem trabalhado para preservar o local histórico Tragedy Spring. Credit: Fornecido por Peter Guilbert

A tempestade de vento no inverno [no hemisfério norte] do início de 2021 derrubou uma grande árvore que crescia ao lado dos túmulos, expondo suas raízes de mais de três metros de altura. Ela danificou o túmulo coberto de pedras, o qual os voluntários conseguiram reparar. Entretanto, eles não conseguiram remover a árvore. Guilbert disse que trouxeram um silvicultor profissional que conseguiu restaurar uma árvore e cortar outra, mas a grande árvore ao lado dos túmulos permanece onde caiu.

A queda de árvores também danificou o encanamento e a cisterna que transportava a água da nascente que dá nome ao local. Eles também foram reparados, mas Guilbert disse que este é o primeiro ano que as pessoas se lembram do clima estar tão seco, a ponto da nascente secar.

A respeito de seus sentimentos pelo local, Guilbert diz: “É como ir a um cemitério, ver o lugar onde as pessoas serviram fielmente na Igreja e no país, e apreciarmos seu serviço.”

Enquanto os planos de restauração adicionais do local estavam em andamento, o incêndio de Caldor estava atingindo a Floresta Nacional de El Dorado em Sierra Nevada. Por um momento, parecia que o incêndio passaria longe de Tragedy Spring, mas durante o fim de semana de 4 a 5 de setembro, ele atingiu a região.

Jonathan Pierce, oficial de informação pública do California Department of Forestry and Fire [Departamento de Silvicultura e Incêndios da Califórnia], pôde ir à nascente alguns dias depois e avaliar os danos: “Foi um fogo de copa, que resultou em um incêndio bastante severo. O fogo subiu para as árvores. A maioria delas [já estão] mortas. Muitas que ainda tinham folhagem verde, provavelmente também morrerão.”

O câmbio, a camada viva das árvores logo abaixo da casca, estava “cozido”, disse ele.

Uma placa de madeira detalhando a história do local foi queimada, mas ele disse que outros marcadores resistiram, incluindo um colocado pelas Daughters of Utah Pioneers [Filhas dos Pioneiros de Utah] em 1967.

“A placa e as pedras lavradas ao longo da Estrada Tragedy Spring Road tinham algumas árvores derrubadas sobre e a seu redor, mas quando elas foram removidas, não parece que nenhuma delas tenha sido danificada”, disse Pierce.

Fred Woods, um bombeiro de Fresno, Califórnia, observa árvores caídas no local histórico Tragedy Spring.
Fred Woods, um bombeiro de Fresno, Califórnia, observa árvores caídas no local histórico Tragedy Spring. Credit: California Department of Forestry and Fire

Entretanto, Pierce disse que provavelmente levará anos até que o local possa ser restaurado, e será necessária mais ajuda de voluntários comprometidos para que isso aconteça.

“Acredito que, com um grupo motivado, doações e trabalho voluntário e cooperativo, aquela área ao redor do local poderá ser reflorestada artificialmente”, disse ele.

Não houve danos aos restos mortais dos três membros do batalhão enterrados no local. Mas pode levar algum tempo até que se torne novamente o lugar bonito, verde e tranquilo que foi um dia. Mesmo assim, como Brigham Young disse uma vez sobre o batalhão, “seu serviço será mantido de forma honrosa em [nossa] memória até a última geração.”

Dan Bammes é repórter e âncora da KSL Newsradio e sobrinho-bisneto de Henderson Cox.