Louvar o nome do Senhor: Dois apóstolos compartilham por que o nome da Igreja é importante


À medida que os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias continuarem a usar o nome correto e inspirado da Igreja, o mundo vai usá-lo também, disse o presidente M. Russell Ballard, presidente interino do Quórum dos Doze Apóstolos.

“Nossa mensagem será cada vez mais centraliza da em torno do Salvador e Seu ministério e o que Ele significa, não apenas para os membros da Igreja, mas também o que o Senhor Jesus Cristo significa para o mundo”, disse o presidente Ballard.

Um ano depois que o presidente Russell M. Nelson emitiu uma declaração no dia 16 de agosto de 2018 enfatizando a importância do nome revelado de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, o presidente Ballard e o élder Gerrit W. Gong, também do Quórum dos Doze Apóstolos, falou sobre esta correção de curso durante uma entrevista concedida a Boyd Matheson na KSL Radio.

Não é uma mudança de nome e não é a reformulação de uma marca, eles enfatizaram.

“O nome da Igreja foi revelado pelo próprio Senhor”, explicou o élder Gong. “Trata-se de reconhecermos o papel de Jesus Cristo em nossa vida.”

Olhando para o que foi realizado no ano passado, o presidente Ballard acrescentou: “Estamos seguindo bem nosso caminho. Já o trilhamos completamente? Não. Há muito mais trabalho a ser feito? Sim.”

Mas, ele disse, o dia virá quando “o mundo inteiro começará a nos ver como A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”.

Élder M. Russell Ballard, Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, é entrevistado em seu escritório em Salt Lake City, na terça-feira, 9 de janeiro de 2018.
Élder M. Russell Ballard, Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, é entrevistado em seu escritório em Salt Lake City, na terça-feira, 9 de janeiro de 2018. Credit: Jeffrey D. Allred

Depois de tornar-se presidente da Igreja, o presidente Nelson pediu ao Quórum dos Doze Apóstolos que desenvolvesse um plano abrangente para corrigir o uso do nome da Igreja, disseram o presidente Ballard e o élder Gong. Sob a direção do presidente Ballard, esse plano começou com os líderes, funcionários e membros da Igreja corrigindo o modo como usam nome de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

“’Não é algo insignificante”, disse o élder Gong.

Ele afirmou que até hoje:

  • 33.000 endereços de e-mail foram atualizados.
  • 300 aplicativos da web foram adicionados ao novo nome de domínio.
  • 95% das referências externas foram atualizadas.
  • 800 nomes de domínio foram adquiridos nos Estados Unidos e em outros locais do mundo.

“Estes números são apenas um vislumbre do fato de que se nós fizermos a lição de casa primeiro e mudarmos a nós mesmos, então conseguiremos com sucesso pedir aos outros que sigam nosso exemplo”, disse o élder Gong.

O presidente Ballard disse que, como resultado, a Igreja continuará a melhorar a mensagem que envia ao mundo.

“Ao continuarmos fazendo isso, ela se tornará cada dia mais evidente em nossa literatura, em nossa mensagem, em qualquer coisa com a qual a Igreja está conectada, que somos A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”, disse o presidente Ballard. “Faz parte da mensagem da restauração contínua da plenitude do evangelho de Jesus Cristo.”

“O mundo inteiro começará a nos ver como A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”.

Isso não significa “que não vamos mais usar a palavra Mórmon”, disse o presidente Ballard. “Essa palavra é nossa. O Livro de Mórmon é essencial. É um outro testamento e testemunha de que Jesus é o Cristo. Assim, manteremos e estimaremos a palavra Mórmon, mas seremos conhecidos como A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, não como a Igreja Mórmon.”

Muitas pessoas “foram pegas de surpresa com o grande trabalho que isso dá”, acrescentou o presidente Ballard.

“Acho que temos que tirar o chapéu, por exemplo, para os operadores telefônicos aqui na sede da Igreja. Agora quando ligamos, eles atendem dizendo: ‘A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias’. Não sei dizer por que não fizemos isso desde sempre. Mas está sendo feito agora.”

O élder Gong disse que já foi dito que “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias estava disfarçada como a Igreja Mórmon”.

“Acho que esse esforço está focado em tirar o nome de trás do disfarce e da obscuridade, deixando claro que o próprio Senhor revelou o nome de Sua Igreja e que ele a conduz por meio de Seus líderes modernos.”

Aqueles que procuram a verdade — mas não sabem onde encontrá-la — verão um “farol de luz” no nome da Igreja restaurada de Jesus Cristo, disse o élder Gong.

Élder Gerrit W. Gong responde a perguntas durante uma entrevista no North Visitors Center, na Temple Square, em Salt Lake City, na quinta-feira, 28 de junho de 2018.
Élder Gerrit W. Gong responde a perguntas durante uma entrevista no North Visitors Center, na Temple Square, em Salt Lake City, na quinta-feira, 28 de junho de 2018. Credit: Steve Griffin

“O futuro é muito brilhante”, disse o élder Gong. “E é brilhante porque encontramos tudo o que é relacionado com a bondade, a esperança e a caridade no nome do Salvador, assim como as bênçãos que Ele promete.”

O presidente Ballard disse que não conhece nenhuma outra organização do tamanho de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias que faz mais para estender a mão ao mundo e ajudar os pobres, os famintos e os que estão sofrendo.

“Nosso objetivo é que o mundo saiba que somos A Igreja de Jesus Cristo, que foi restaurada na terra nestes últimos dias. É isso o que queremos. E esperamos que o mundo saiba que alcançamos todos os filhos de nosso Pai Celestial. (…)

“Esta é a Igreja de Jesus Cristo. É nosso Salvador. Ele é nosso Redentor. Ele é nosso melhor amigo. E que coisa maravilhosa poder repetir Seu nome e dar graças a Ele para toda a humanidade.”