‘Joseph Smith é tudo o que dizemos que ele é’: presidente Ballard, élder Christofferson declaram seu testemunho sobre o profeta no lugar de seu nascimento

SHARON, VERMONT – Enquanto as cores da folhagem viva do outono de Nova Inglaterra começaram a ceder, a mudança de estação forneceu uma atmosfera refletiva para o presidente M. Russell Ballard.

Seus pensamentos se voltaram para seu avô, élder Melvin J. Ballard, um membro do Quórum dos Doze de 1919 a 1939. Antes do fim de sua vida, élder Melvin Ballard viajou para Sharon, Vermont.

“Ele não estava bem”, disse presidente Ballard, presidente em exercício do Quórum dos Doze Apóstolos. “Minha avó suplicou que ele não viesse.”

Ainda assim, élder Melvin Ballard ficou de pé por 40 minutos e corajosamente declarou seu testemunho do profeta Joseph Smith no exato local em que ele nasceu.

Então, ele pegou seu carro, dirigiu para Boston e deu o que se tornou seu último discurso e testemunho como membro do Quórum dos Doze Apóstolos. Élder Melvin Ballard então dirigiu seu carro para Salt Lake City. Ele morreu de leucemia duas semanas depois.

“E ainda assim ele estava aqui, e ele não poderia – por mais que tivesse pouquíssima energia – desistir da responsabilidade que tinha de declarar a palavra do Senhor ao mundo. … no local do nascimento do profeta nesta, a dispensação da plenitude dos tempos.”

Falando num devocional para membros realizado no mesmo terreno sagrado, presidente Ballard adicionou seu testemunho do profeta Joseph Smith ao testemunho do seu avô. Ele foi acompanhado pelo élder D. Todd Christofferson e sua esposa, irmã Kathy Christofferson, e élder Randall K. Bennett e sua esposa, irmã Shelley Bennett.

Como presidente Ballard se preparou para viajar para a Nova Inglaterra, ele pensou muito sobre essa conexão entre seu avô no final de sua vida e o local em que o profeta Joseph começou sua vida.

Prefeitura em Lebanon, Nova Hampshire é cercada por cores de outono na sexta, dia 18 de outubro, 2019.
Prefeitura em Lebanon, Nova Hampshire é cercada por cores de outono na sexta, dia 18 de outubro, 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Falando do “nascimento significativo” na sua vizinhança, presidente Ballard pediu à congregação para nunca serem complacentes sobre “a realidade do que é nosso”.

“Irmãos e irmãs, eu amo o profeta Joseph Smith. Eu me sinto muito privilegiado por ser um apóstolo do Senhor Jesus Cristo para prestar testemunho do mundo de que nosso Pai Celestial vive e nos ama. Somos Seus filhos. Ele nos ama muito. Ele nos deu seu único Filho unigênito. …

“Eu tenho um testemunho de que o profeta Joseph Smith é tudo o que dizemos que ele é, o profeta desta, a dispensação final da plenitude dos tempos.”

Ao entrar em Sharon, Vermont, élder Christofferson também virou seu foco à sua família. Anos antes, ele trouxe seus filhos para este lugar sagrado para compartilhar seu testemunho de Joseph Smith.

Missionários Larry e Cathy McKnight andam pelas cores de outono perto de Sharon, Vermont, na sexta, dia 18 de outubro, 2019.
Missionários Larry e Cathy McKnight andam pelas cores de outono perto de Sharon, Vermont, na sexta, dia 18 de outubro, 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Em 1805 “num local pequeno, fora do caminho, desconhecido por basicamente todo o resto do mundo”, um bebê nasceu.

Aquela criança viria a influenciar a história do mundo e ficar à frente da dispensação final do evangelho – “a dispensação que vai realmente ser bem-sucedida.”

Em todo o mundo, o bebê no berço daqui, foi o bebê “que fez uma diferença enorme”, ele disse.

Respondendo à pergunta feita pelo presidente Russell M. Nelson no seu discurso final na conferência geral de outubro da Igreja, élder Christofferson disse que não pode imaginar a vida sem Joseph Smith. “Eu espero que chegue o dia em que eu o veja, o cumprimente e o agradeça tão profusamente quanto posso pela diferença que seus sacrifícios fizeram em minha vida.”

Élder Christofferson falou à congregação que também espera “ver alguns dos frutos desse trabalho, alguns dos frutos desse sacrifício.”

Quando ele tiver a chance de ver Joseph Smith, élder Christofferson disse que ele não verá alguém em “roupas comuns e humildes”, destes inícios muito, muito humildes, mas verá “este profeta em toda sua glória, de pé na majestade de seu chamado à frente desta última e grande dispensação.”

A irmã Bobbi Jo Beck da Missão Nova Hampshire Manchester expressou gratidão pela oportunidade de olhar os rostos dos membros da congregação. “Eu vejo uma esperança que os faz diferentes ao resto do mundo”, disse ela.

O élder Bennet prometeu as bênçãos do Senhor aos santos dos últimos dias na comunidade. “A Igreja crescerá aqui quando vocês ministrarem uns aos outros, ministrarem aos que não são da nossa fé e serem um povo que frequenta ao templo”, disse ele.

Ele expressou gratidão pela oportunidade de “sentar-se aos pes de dois apóstolos do Senhor Jesus Cristo, aprender com eles e ouvir suas testemunhas.”

Presidente M. Russell Ballard, presidente em exercício do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, acena para participantes após reunião para membros em South Royalton, Vermont, na sexta, dia 18 de outubro, 2019.
Presidente M. Russell Ballard, presidente em exercício do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, acena para participantes após reunião para membros em South Royalton, Vermont, na sexta, dia 18 de outubro, 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Presidente Ballard e élder Christofferson levaram um tempo cumprimentando membros e então saíram do prédio para a fria noite de outubro – provando que enquanto as estações mudam o evangelho restaurado e o legado de fé que iniciou com o nascimento de Joseph Smith em Sharon, Vermont, continua.