Como élder Rasband superou desapontamento sobre seu chamado missionário e o que isso significa para missionários hoje

TEMPE, Arizona – Reilly Ward, 22 anos, sentiu que o élder Ronald A. Rasband olhou diretamente para ela quando convidou jovens Santos dos Últimos Dias para frequentarem classes do Instituto, durante um devocional no domingo a noite no Instituto de Religião em Tempe, mesmo que tenha sentado na última fileira do palco da quadra com cerca de 1.700 pessoas entre ela e o apóstolo, de pé ao púlpito na capela.

“Eu quero, em nome do Senhor, prometer que se vocês fizerem do Instituto uma parte de suas vidas corridas, vocês serão abençoados em cada aspecto de suas vidas”, élder Rasband disse. “Em suas buscas educacionais, em suas buscas ocupacionais, vocês serão abençoados e prosperarão ao aceitarem o convite do Senhor de frequentarem o instituto.”

Ele disse que seu antigo chefe, Jon Huntsman Sr., regularmente fazia uma pergunta sobre as fábricas que ele visitava como líder para a Huntsman Chemical: “Elas estão funcionando com toda sua capacidade?”

“Nós precisamos que o Instituto funcione de com toda sua capacidade”, élder Rasband disse.

Ward, uma estudante da Escola de Cosmética Avalon em Mesa, estava matriculada em uma classe do Instituto neste semestre, mas ainda não havia frequentado. Ela disse que o convite a motivou.

“Eu vou essa semana”, ela disse. “Estarei lá. Com um amigo.”

Jovens adultos participam de devocional com élder Ronald A. Rasband no Instituto de Religião em Tempe Arizona no dia 20 de outubro.
Jovens adultos participam de devocional com élder Ronald A. Rasband no Instituto de Religião em Tempe Arizona no dia 20 de outubro. Credit: Nick Carducci, Intellectual Reserve, Inc.

Élder Rasband fez um outro convite enquanto dizia que agora é o tempo para jovens adultos criarem padrões e bases em suas vidas.

Ele os guiou numa pesquisa das escrituras que mostrou profetas advertindo sobre os últimos dias usando palavras como “arriscado”, “ira” e “calamidade.”

“Bem-vindos aos nossos dias”, ele disse. “Tudo o que precisam fazer, e vocês fazem mais do que qualquer pessoa, é olhar nos seus smartphones ou dispositivos móveis. Vocês são bombardeados por essas e muitas outras palavras similares. O adversário está realmente irado em nossos dias.”

“As escrituras”, ele acrescentou, “também nos dizem maneiras que podemos encontrar refúgio e renovação nesses tempos.”

Ele instou os estudantes a permanecerem em lugares santos, incluindo em suas casas, apartamentos, capelas e templos.

“Aqui vai um segundo convite hoje: Para aqueles de vocês se preparando para servir uma missão, para aqueles de vocês que voltaram para casa de suas missões, eu quero convidá-los a servirem como oficiantes do templo, se suas circunstâncias permitirem.”

Élder Ronald A. Rasband cumprimenta membros após um devocional no Instituto de Religião em Tempe Arizona no dia 20 de outubro.
Élder Ronald A. Rasband cumprimenta membros após um devocional no Instituto de Religião em Tempe Arizona no dia 20 de outubro. Credit: Nick Carducci, Intellectual Reserve, Inc.

Sua esposa, irmã Melanie Rasband, apoiou sua mensagem, convidando os estudantes a tomarem boas decisões com relação a casamento e outros temas.

“Quão grata eu sou”, ela disse, “por saber que o nosso Salvador e nosso Pai no Céu conhece cada um de nós, nos ama e está ansioso para que retornemos a eles seguros envolvidos nos convênios do templo.”

Os amigos de Ward –Matt Anderson, 24 anos, um estudante Politécnico da Arizona State University, e Dallan Larson, estudante de cadeia de suprimentos na ASU– se uniram para a mensagem do élder Rasband.

“Aqueles dois convites são tão importantes em nossas vidas agora”, Larson disse. “Fazer essas coisas me ajuda a pensar mais claramente e torna o processo de decisão muito mais fácil.”

Élder Rasband também falou para a Missão Tempe Arizona no edifício do Instituto no sábado, dia 19 de outubro, com élder Paul B. Pieper, Setenta Autoridade Geral, e bispo presidente Gérald Caussé. Ele falou aos missionários que quando era jovem, ele queria servir uma missão na Alemanha como seu pai, irmão e cunhado. Quando abriu seu chamado missionário na caixa de correio de sua casa, ele ficou desapontado ao saber que tinha sido chamado para a Missão dos Estados do Leste. Ele não quis mostrar seu desapontamento para seus pais, então entrou e abriu as escrituras antes de chegarem em casa.

Ele leu Doutrina e Convênios 100:2-4. Ele disse que recebeu sua primeira revelação através das escrituras.

“Feito”, ele disse. “Eu sabia. Eu tive uma inspiração. ‘O Senhor quer que eu vá para a Missão dos Estados do Leste. Este é o lugar que eu devo ir’, e eu nunca olhei para trás.”

Élder Ronald A. Rasband fala num devocional no Instituto de Religião em Tempe Arizona no dia 20 de outubro.
Élder Ronald A. Rasband fala num devocional no Instituto de Religião em Tempe Arizona no dia 20 de outubro. Credit: Nick Carducci, Intellectual Reserve, Inc.

Ele encorajou os missionários a lerem seu discurso de abril de 2010, “O Divino Chamado de um Missionário”, e falou mais sobre como apóstolos fazem as designações dos chamados missionários.

“O Senhor os chamou através de seu profeta”, ele disse. “Um membro do Quórum dos Doze o designou para esta missão.”

“Para aqueles que questionaram seu próprio chamado e receberam um testemunho, vocês estão aqui por que este lugar é exatamente onde o Senhor quer que estejam. Tire essas coisas de seu coração, tire-as de sua mente para sempre e saiba que este é o lugar certo para você estar.”

Ele disse que essa mesma inspiração se aplica para a designação de companheiros missionários e áreas e contou a história sobre quando serviu como presidente da Missão Nova York Nova York. Ele disse que seu coração quebrou quando um missionário disse a ele no final de seu serviço que sua missão tinha sido perfeita até o final e, depois, questionou a designação que o então-presidente Rasband o havia dado de servir na área Norwalk em Nova York.

Élder Rasband disse que nunca mais viu aquele missionário, mas gostaria muito, porque 18 meses após aquele missionário voltar para casa, uma mulher ligou para o apartamento dos missionários em Norwalk perguntando por aquele élder. Ela disse que ele havia lhe dado um Livro de Mórmon e que um mês antes enquanto passava por um momento desesperador, ela viu o livro na estante e o pegou. Os missionários se ofereceram para ensiná-la e um tempo depois, seus filhos e ela foram batizados.

Ele disse que gostaria muito de ver aquele missionário para que possa dizer, “élder, você não tem ideia das consequências de sua missão e de seu serviço.”

“Vocês também não tem”, ele falou aos missionários de Tempe. “Cada boa ação que vocês fazem, cada ajuda, cada doce testemunho que prestam, cada ato de serviço está plantando uma semente. Alguns de vocês serão capazes de colher essas sementes. Alguns de vocês serão transferidos antes de um batismo. Isso já aconteceu com algum de vocês? E alguns de vocês serão transferidos para ver um batismo. É tudo apenas um trabalho. É a colheita do Senhor. Alguns plantam sementes. Alguns fortalecem as sementes. E alguns colhem. Mas é tudo apenas um trabalho. Quando alguém nesta missão tem um batismo, a missão inteira deve celebrar.”

Ele deixou três mensagens – todos os missionários estão onde estão por revelação, o presidente de missão continuou a receber revelação sobre eles e cada boa coisa que fazem está sendo registrada no céu.

“E vocês não verão a colheita de alguns ou muito do que fazem nesta missão”, ele acrescentou.

Ele também contou a eles que encontrou o presidente Russell M. Nelson no templo na quinta-feira e apertou sua mão e recebeu uma mensagem diretamente para os missionários.

Presidente Nelson pediu que ele dissesse aos missionários que os ama; ele é grato por seu serviço para o Senhor Jesus Cristo e que eles são necessários.

“Nós os amamos; nós os agradecemos e nós precisamos de vocês, cada um de vocês”, élder Rasband disse.

Irmã Olfa Haji, 20 anos, de Bucareste, Romênia, se sentiu grata por élder Rasband ter pegado na mão de cada missionário. Ele falou a ela que já havia ido a Bucareste. Ela disse que quando recebeu seu chamado missionário, “Eu sabia com certeza que Deus sabia onde estava me enviando.”

Élder Pieper contou aos missionários que eles estão levando a Restauração às pessoas, uma por uma, para que o evangelho que amaram no mundo pré-mortal possa ser restaurado em suas vidas mortais.

Jovens adultos reúnem-se para devocional com élder Ronald A. Rasband no Instituto de Religião em Tempe Arizona no dia 20 de outubro.
Jovens adultos reúnem-se para devocional com élder Ronald A. Rasband no Instituto de Religião em Tempe Arizona no dia 20 de outubro. Credit: Nick Carducci, Intellectual Reserve, Inc.

“Conversão é restaurar o evangelho na vida de alguém”, ele disse.

Ele aconselhou os missionários a sempre perguntarem às pessoas que ensinam, “Tem alguma pergunta que vocês gostariam que respondêssemos hoje?”

“Quando elas falarem a vocês, será uma dica de como seus corações estão abertos”, élder Pieper disse.

Ele também disse aos missionários para sempre perguntarem, “O que tem estado em sua mente desde que nos vimos da última vez? Sobre o que vocês tem pensado?”

Ele disse que os missionários devem responder através das escrituras. Ele disse que eles devem ajudar pessoas a baixarem o aplicativo da Biblioteca do Evangelho o mais rápido possível. Depois que lerem uma escritura juntos, eles deverão perguntar, “O que esta escritura está te dizendo?” e então, “O que você acha que deve fazer?”

Dessa forma, ele disse, “Eles estão restaurando o evangelho, um princípio de cada vez.”

Irmã Riley Merritt, 19 anos, de Star Valley, Wyoming, se emocionou depois da reunião ao descrever o Espírito que sentiu quando élder Rasband: falou sobre a inspiração por trás de sua designação, invocou uma bênção apostólica sob ela e sob os outros missionários e compartilhou a mensagem do presidente Nelson de amor pelos missionários.

Mas ela sorriu quando falou sobre as sugestões de perguntas do élder Pieper, dizendo que elas eram ferramentas práticas baseadas no Espírito que ela sabe que ajudarão o trabalho missionário.

“Nós fizemos isso numa lição um tempinho atrás”, ela disse animada. “Nós perguntamos, ‘O que você precisa fazer agora?’ A mulher disse, ‘Eu preciso ir para a igreja.’”

Bispo Caussé dirigiu os missionários a considerarem como responderão ao convite do presidente Nelson de prepararem-se para o ano bicentenário dos inícios da Restauração em 2020.

Leia mais: 2020 será um “ano bicentenário” com uma conferência em abril “diferente de todas as que já tivemos”

“Eu sou realmente um filho da Restauração”, bispo Caussé disse. “A restauração tem feito uma grande diferença em minha vida e na vida de minha família. Se eu tiver que responder esta pergunta de como a restauração tem feito uma diferença, ela terá feito toda a diferença.”

Ele disse que a Restauração, que está ainda em andamento, consistia originalmente de três conjuntos de eventos principais: a Primeira Visão, a tradução do Livro de Mórmon e a restauração das chaves do sacerdócio. Ele pediu que os missionários ponderassem sobre como esses três eventos fazem a diferença em suas vidas para que possam testificar sobre eles com mais poder.

As mensagens foram específicas e necessárias, disse o presidente da Missão Tempe, Mark Goaslind, que agora mora na mesma casa que morou quando era adolescente quando seu pai falecido, élder Jack H. Goaslind, foi o presidente da Missão Tempe.

“Isso foi fabuloso. Um estímulo”, presidente Goaslind disse sobre a reunião. “Eu acho que este foi um tempo de cura para os missionários através da Expiação de Jesus Cristo.”