Presidente Nelson diz que a Igreja crescerá na Indonésia – uma família fiel de cada vez

JACARTA, Indonésia – Presidente Russell M. Nelson andou pelo salão de baile do hotel Ritz-Carlton para uma congregação de 1.765 membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias na quinta a noite, no dia 21 de novembro.

Refletindo sobre o 50º aniversário da Igreja aqui neste país de 267 milhões de pessoas e olhando para os rostos de membros multi-geracionais, presidente Nelson viveu “um daqueles momentos que você nunca esquece.”

“Não dá para colocar muito bem em palavras, mas é o Senhor falando para você que esta é Sua obra e Ele a está dirigindo e nós participamos”, disse presidente Nelson.

Leia mais: Presidente Nelson homenageia o 50º aniversário do crescimento da Igreja em Cingapura

Ao sentar-se para uma entrevista no final de seu Ministério pelo Sudeste da Ásia – após visitar quatro países e cinco cidades em sete dias de 15 a 22 de novembro – presidente Nelson relembrou novamente o poder daquele momento e simplesmente acrescentou, “É bem animador, realmente.”

Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, conhece famílias multi-geracionais em Jacarta, Indonésia, no dia 21 de novembro, 2019.
Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, conhece famílias multi-geracionais em Jacarta, Indonésia, no dia 21 de novembro, 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Élder D. Todd Christofferson, do Quórum dos Doze Apóstolos – que acompanhou o presidente Nelson – também sentiu a força da Igreja aqui naquele momento e do ministério do presidente Nelson. “Eu tenho visto mais perfeitamente como é feito ou como é feito mais perfeitamente”, ele disse.

As reuniões no Sudeste da Ásia tiveram um forte contraste com os estádios e centros de convenção lotados com dezenas de milhares de Santos dos Últimos Dias em grande escala reunidos que fizeram parte do ministério mundial do presidente Nelson. Ambos, presidente Nelson e élder Christofferson, foram acompanhados de suas esposas – irmã Wendy Nelson e irmã Kathy Christofferson – assim como membros da presidência da área, ao ministrarem aos “uns”.

Assistir o profeta viajar para ministrar a apenas alguns “é um testemunho que cada alma é preciosa”, disse élder Christofferson. “Eles são lembrados.”

Ter o presidente da Igreja “vindo e falando a relativamente um punhado de pessoas – o que poderia ser um testamento mais eloquente do que isso?” ele acrescentou.

“Eles importam. Eles são lembrados. O Senhor se importa com eles. Os líderes da Igreja se importam com eles e eles não estão sozinhos.”

‘Torcendo por vocês’

Pouco mais de 50 anos atrás, no dia 26 de agosto, 1969, o então-élder Ezra Taft Benson, do Quórum dos Doze Apóstolos, ofereceu uma oração pela terra e pelas pessoas da Indonésia. “Num período extraordinariamente curto, no ano seguinte, a Igreja foi concedida o reconhecimento”, relembrou presidente Nelson. “Esta sequência é um testemunho da divindade do poder do sacerdócio de uma dedicação atmosférica.”

Presidente Russell M. Nelson de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, fala durante um devocional em Jacarta, Indonésia, no dia 21 de novembro, 2019.
Presidente Russell M. Nelson de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, fala durante um devocional em Jacarta, Indonésia, no dia 21 de novembro, 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Quando élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, criou a primeira estaca aqui em maio de 2011, vivas de alegria ondularam para o outro lado do mundo na sede da Igreja, presidente Nelson disse. A segunda estaca foi criada apenas um ano depois, em 2012.

“Estamos torcendo por vocês”, disse presidente Nelson durante o devocional. “Posso expressar, em nome da liderança da igreja, nossa sincera gratidão pela fidelidade dos membros da Igreja aqui na Indonésia. Estamos orgulhosos de vocês.”

Então, ele olhou para frente. “Talvez alguns de vocês estejam se perguntando se o presidente Nelson dirá que haverá um templo na Indonésia”, ele disse. Mencionando que é necessário haver membros dignos de entrar no templo suficientes para trabalhar e operar o templo, ele acrescentou, “Vocês determinarão quando isso acontecerá.”

Leva-se muito tempo, às vezes anos, para construir um templo, presidente Nelson explicou. “Mas leva-se muito mais tempo para edificar um povo preparado para o templo. Façam sua parte e nós faremos a nossa.”

Durante seu Ministério pelo Sudeste da Ásia, presidente Nelson e élder Christofferson encontraram-se com líderes governamentais no Vietnã, Camboja e Cingapura. Eles encontraram com Ma’ruf Amin, vice-presidente da Indonésia na quinta.

Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, encontra-se com de Ma’ruf Amin, vice-presidente da Indonésia, em Jacarta, Indonésia, no dia 21 de novembro, 2019.
Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, encontra-se com de Ma’ruf Amin, vice-presidente da Indonésia, em Jacarta, Indonésia, no dia 21 de novembro, 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Presidente Nelson mencionou que o vice-presidente só esteve no cargo por um mês. Ma’ruf Amin agradeceu aos líderes pelo que Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias tem feito para ajudar o país após desastres no passado assim como o que estão fazendo agora.

Leia mais: Como Serviços de Caridade Santos dos Últimos Dias e governo vietnamita estão abordando crise de mobilidade da nação

“Ele foi bem gentil e caloroso em nos receber”, disse presidente Nelson.

 “Eu acho que um dos maiores propósitos é de esclarecer equívocos em muitos casos e estabelecer relacionamentos que podem ser construídos no futuro.”

Élder Christofferson disse que as reuniões com os líderes governamentais realizadas do Sudeste da Ásia – assim como outras que são realizadas ao redor do globo – “esclarecem equívocos em muitos casos e estabelecem relacionamentos que podem ser construídos no futuro.”

Pioneiros atuais

Irmã Nelson pediu aos Santos dos Últimos Dias na Indonésia para evitarem contendas. “Jesus Cristo deixa bem claro que ele não gosta de raiva”, ela disse. “Ao antecipar uma interação previamente, podemos aprender como responder com amor ao invés de raiva, mesmo quando provocados. Podemos orar no exato momento para recebermos uma porção extra de paciência ou compaixão por uma pessoa que esteja extravasando com raiva.”

Ela continuo, “Agora, as escrituras estão cheias de exemplos inspirados (daqueles) que foram sérios em viver a doutrina do Salvador de zero contendas.”

Irmã Christofferson – que se conectou com os membros ao iniciar todos os seus discursos com uma mensagem personalizada na língua local – disse que num mar de milhões de pessoas, os 7.500 Santos dos Últimos Dias “são uma luz.”

“O mundo notará se vivermos os preceitos que abraçamos”, ela disse. “Precisamos ser um povo de caráter, um povo que o Senhor confia.”

Em seu discurso final para Santos dos Últimos Dias na Indonésia, presidente Nelson disse que a Igreja aqui crescerá através das famílias.

Mais cedo naquele dia, ele encontrou com duas famílias – uma que tinha cinco gerações na história da Igreja e a outra quatro. “Pudemos ver os bisnetos de alguns desses pioneiros maravilhosos”, ele disse.

Esse povo tem um legado de participação. Na Indonésia, por exemplo, a frequência na reunião Sacramental é muito alta, disse presidente Nelson.

“É interessante que em muitos lugares, o trabalho realmente começa com algumas famílias-chave e o Senhor constrói o evangelho sob sua fundação”, acrescentou élder Christofferson. “E parece bem devagar de primeira e então, de repente, você tem cinco gerações num tempo que parece tão breve. …

“E assim vai. O Senhor faz Seu trabalho de um por um.”