Presidente Nelson utiliza alta-tecnologia como método para aconselhar e elevar os santos na devastada Venezuela

Com restrições de viagem e preocupações com a segurança que o impedem de ir e conhecer pessoalmente os santos dos últimos dias na devastada Venezuela, o Presidente Russell M. Nelson utilizou alta tecnologia como método para transmitir palavras de conforto, encorajamento e perspectiva eterna para a nação da América do Sul passando extremas dificuldades.

“Quando nos deparamos com desafios e aflições, podemos nos sentir desencorajados ou talvez esquecidos”, disse o Presidente Nelson no seu Devocional para a Venezuela no dia 2 de fevereiro, que foi transmitido ao redor do país. “Garanto-lhes que Deus não se esqueceu de vocês. … Testifico que o Senhor os conhece. Vocês estão gravados nas palmas das mãos do Filho de Deus. Ele não os abandonará.”

Élder D. Todd Christofferson, do Quórum dos Doze Apóstolos, serviu como segunda testemunha da paz pessoal e do possível progresso para os santos venezuelanos, já que ambos, ele e o Presidente Nelson compartilharam suas observações em espanhol.

“Embora não possamos estar presentes com vocês fisicamente neste momento, somos gratos por conseguirmos enviar uma mensagem de esperança e encorajamento”, o Élder Christofferson disse. “Nossa oração é que o Espírito Santo, o Confortador, inspire, tanto a nós como a vocês, levando nossas palavras ao coração de cada um.”

Mapa da Venezuela
Mapa da Venezuela Credit: Gráfico do Church News

Durante seus dois primeiros anos presidindo A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, o Presidente Nelson tem cruzado o globo extensivamente como parte de seu  ministério, conduzindo devocionais para os membros em mais de 30 países e territórios dos E.U.A. Para o devocional da Venezuela, ele e o Élder Christofferson gravaram mensagens em vídeo com antecedência, que foram copiadas em pen drives e depois entregues em cada estaca e distrito no país para serem mostradas localmente.

Coletivamente, quase 24.000 pessoas viram o devocional no domingo nas capelas ao redor da Venezuela.

Por anos, a Venezuela tem estado cercada por desestabilizações econômicas e sociais, proibições de viagem, sanções econômicas e hiperinflação, assim como preocupações com segurança e proteção. Milhões de venezuelanos fugiram do país e a Igreja lá teve que se tornar autossuficiente em termos de líderes locais e crescimento do número de membros, sem poder contar com nenhum missionário de fora.

Com cerca de 5.633 km entre a sede da Igreja em Salt Lake City e a Venezuela, “Sinto-me próximo de vocês, independente da distância”, Presidente Nelson disse, acrescentando que “não nos esquecemos de vocês. Vocês estão presentes em nossas mentes, corações e orações. … Nós os amamos muito.”

Ele continuou: “O Salvador os ama e os conhece pessoalmente. Ele conhece seus desafios. Ele conhece suas circunstâncias. Ele conhece as preocupações mais profundas de suas almas. Ele conhece as necessidades físicas e espirituais que vocês enfrentam e sabe que muitos foram separados de entes queridos. E Ele também conhece sua fé e seu desejo de servi-Lo, mesmo em situações difíceis.”

A vida mortal é o tempo para sermos testados e demonstrarmos fé sob qualquer circunstância, com desafios físicos e espirituais como parte da provação mortal. “E vocês têm um propósito eterno”, o Presidente Nelson disse. “O Senhor mesmo disse: ‘Meu povo deve ser provado em todas as coisas a fim de preparar-se para receber a glória que tenho para ele’” (Doutrina e Convênios 136:31).

Ele falou de Alma, o pai, no Livro de Mórmon, cujo povo estava em cativeiro sob pesados fardos. Aqueles pesos se tornaram leves através da oração e fidelidade aos seus convênios.

“O mesmo se aplica a vocês”, Presidente Nelson disse. “Oração e convênios abrirão as portas dos céus para o nosso bem. …

“Permaneçam firmes no caminho dos seus convênios e sua fé será fortalecida. Vocês terão forças para enfrentar qualquer desafio. E assim, verão o amor de Deus manifestado em suas vidas. Vocês também são filhos do convênio, portanto, Deus os protegerá e cuidará de vocês.”

O Templo de Caracas Venezuela.
O Templo de Caracas Venezuela. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

O Presidente Nelson lembrou aos santos venezuelanos sobre a importância de se preparar para a salvação e exaltação, a primeira sendo uma questão individual e a segunda uma questão familiar. “A exaltação futura requer completa fidelidade aos nossos convênios hoje”, acrescentou. “Fazemos muitos dos nossos convênios através das ordenanças na Casa do Senhor.”

O profeta enfatizou a “grande bênção” de ter um templo no país — o Templo de Caracas Venezuela — e a perspectiva eterna que ele provê. “Esta perspectiva marca a diferença de quando enfrentamos as injustiças da vida. Se somos fiéis até o fim, temos a promessa de que seremos exaltados junto com nossa família.”

Ele citou três maneiras de se permanecer fiel aos convênios:

  • Santifique o Dia de Descanso. “Aqueles que santificam o Dia de Descanso demonstram o lugar que eles dão a Deus em suas vidas. Santificar o Dia de Descanso nos ajuda a remodelar nossos lares e convertê-los em santuários de fé.”
  • Participe do sacramento regular e dignamente. “Partilhe do pão que foi partido em memória do corpo do Filho de Deus. Beba da água em memória de Seu precioso sangue que foi derramado por nós.”
  • Busque no Livro de Mórmon. “O Livro de Mórmon os ajudará a se aprofundarem em sua conversão a Cristo e a cumprir seus convênios.”

O Presidente Nelson concluiu sua mensagem com uma bênção, para que os santos venezuelanos possam se deleitar nas palavras de Jesus Cristo e aplicar Seus ensinamentos em suas vidas pessoais.

“Eu os abençoo com poder para desenvolver uma fé mais profunda em Deus e uma maior devoção ao Senhor Jesus Cristo. Eu os abençoo com saúde e forças para cumprirem suas missões nesta vida mortal, de acordo com a vontade de Deus para vocês”, disse.

“Eu os abençoo para que possam orar com toda a energia de seus corações, que possam ser ouvidos nos céus. Eu os abençoo com o desejo de fazer e guardar seus convênios. Eu os abençoo para que possam guardar o dia do Senhor, partilhar do sacramento e frequentar o templo da Venezuela sempre que suas circunstâncias permitirem. No templo, vocês serão capazes de sentir paz e renovar sua esperança.

“Eu invoco uma bênção sobre a Venezuela”, concluiu, “para que seu povo possa se tornar mais próximo do Senhor através de seus próprios bons exemplos.”

O Élder Christofferson listou os principais benefícios da Restauração — começando com a Primeira Visão e incluindo o surgimento do Livro de Mórmon e da revelação dos últimos dias.

“Independentemente de todas as dificuldades e desafios que possam enfrentar, valorizem o fato de que estão vivos neste momento”, disse. “Profetas na antiguidade viram nossos dias e desejavam que pudessem ser parte deles.”

Um conhecimento do plano de salvação promove a fé e a força para suportar os desafios que surgem na vida, ele disse. “Sabemos que Deus está ciente de nós, que Ele nos ajuda e que Ele nos dará forças para ajudarmos uns aos outros. Sabemos que, no final, teremos todas as bênçãos que Deus pode dar e que Ele enxugará todas as lágrimas.”

O Élder Christofferson expressou a admiração e apreço dos líderes sêniores da Igreja pela fé contínua em Cristo dos santos venezuelanos.

“Como seus irmãos e irmãs, continuaremos a fazer tudo o que podemos para suprir suas necessidades, tanto físicas quanto espirituais, e continuaremos a orar e a invocar ao Senhor por vocês. Temos fé que, por causa de seu bom exemplo e fidelidade, Deus não apenas os abençoará, mas também a seu próximo e a toda Venezuela. Continuem a ser uma luz brilhante para seu próximo.”

Élder D. Todd Christofferson fala durante uma mensagem gravada com antecedência no dia 2 de fevereiro, 2020, para o Devocional dirigido aos santos dos últimos dias na Venezuela, nação localizada no norte da América do Sul.
Élder D. Todd Christofferson fala durante uma mensagem gravada com antecedência no dia 2 de fevereiro, 2020, para o Devocional dirigido aos santos dos últimos dias na Venezuela, nação localizada no norte da América do Sul.

Élder Christofferson ressaltou a ênfase dada pelo Presidente Nelson, para que os membros permaneçam no caminho do convênio, e listou três maneiras que, se forem praticadas, trarão a força de Deus:

  • “Primeiro, os mandamentos que são parte da lei do evangelho trazem com eles promessas e bênçãos. …
  • “Segundo, ao guardarmos nossos convênios com Deus e Jesus Cristo, nossa fé Neles aumenta. …
  • “Terceiro, ao permanecermos firmes no caminho do convênio, uma influência divina flui para nossas vidas.”

Ele acrescentou: “Nossos convênios nos unem a Cristo, que disse: ‘No mundo tereis aflição, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo’. Com Cristo, venceremos o mundo. Presto testemunho do cuidado e amor de Deus por vocês e que todas as coisas trabalharão juntas para o seu bem ao amarem e servirem a Ele.”

Élder Efraín R. García, autoridade de área na Venezuela, disse que ouvir as promessas e bênçãos do Presidente Nelson e Élder Christofferson ajudaram a renovar a esperança entre os membros. “A fé é reforçada de uma maneira indescritível e dá muito ânimo e força para seguir em frente. É como respirar fundo e continuar quando há pouca esperança e o caminho se torna desafiador.”

Élder Guillermo I. Guardia, outro setenta de área servindo na Venezuela, acrescentou: “Seus ensinamentos e as palavras inspiradas de um profeta, correlacionadas com as escrituras, são evidências de suas promessas. Que palavras maravilhosas quando ele disse que ‘oração e convênios abrirão os céus para o nosso bem’”.