Em resposta à COVID-19, a Primeira Presidência lança novos princípios administrativos para a Igreja

Em resposta à pandemia mundial de COVID-19, a Primeira Presidência divulgou uma carta e outros documentos na sexta-feira, dia 17 de abril, que detalham os princípios administrativos para A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias durante tempos difíceis.

Nas circunstâncias e condições atuais, e que poderão ainda existir no futuro, a Igreja e seus membros mostrarão fielmente um compromisso de “[serem] bons cidadãos e bons vizinhos”, escreveu a Primeira Presidência na carta intitulada “Princípios administrativos em tempos difíceis”.

“Somos gratos pelos esforços que muitos de vocês, em muitos países, estão fazendo para seguir cuidadosamente as instruções dos líderes governamentais, em âmbito nacional, estadual e local, em resposta à pandemia de COVID-19”, escreveram na carta, observando que a Igreja “também está tomando as devidas precauções e prestando assistência aos necessitados”.

As informações incluíram instruções para ordenanças essenciais, bênçãos e outras funções da Igreja “para orientarem os líderes sobre a crise atual e os dias desafiadores que estão por vir”.

“Estes documentos são publicados em resposta às interrupções dos procedimentos da Igreja e das atividades dos membros causadas pela pandemia mundial de COVID-19”, escreveram os líderes da Igreja. “Eles devem fornecer orientação enquanto durar esta pandemia em determinado país ou região.”

As instruções incluem informações sobre a administração do sacramento nas casas; bênçãos patriarcais; casamentos e funerais; dar nome e bênção a crianças; administração da ala e estaca; o uso de edifícios da Igreja; Seminário e Instituto; a contribuição do dízimo e outras doações; Conferências FSY, serviço missionário e trabalho no templo.

O Templo de Salt Lake City de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é visto à luz da manhã antes do início da 190ª Conferência Geral Anual em Salt Lake City no sábado, 4 de abril de 2020. Devido à propagação da COVID-19, a conferência foi transmitida sem a presença de membros da Igreja na audiência.
O Templo de Salt Lake City de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é visto à luz da manhã antes do início da 190ª Conferência Geral Anual em Salt Lake City no sábado, 4 de abril de 2020. Devido à propagação da COVID-19, a conferência foi transmitida sem a presença de membros da Igreja na audiência. Crédito: Spenser Heaps, Deseret News

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias se concentra em suas responsabilidades divinamente atribuídas, a fim de ajudar os membros, à medida que progridem no caminho do convênio rumo à vida eterna, escreveu a Primeira Presidência. 

“Para ajudar a cumprir este propósito divino, a Igreja e seus líderes proveem autoridade e chaves do sacerdócio, convênios e ordenanças, e direção profética. A Igreja convida todas as pessoas a se achegarem a Jesus Cristo e a obedecerem fielmente a Seus mandamentos.”

Eles ainda escreveram que, as escrituras são claras ao dizerem que, nesta dispensação, muitos vivenciariam tempos difíceis.

“Em meio a circunstâncias desafiadoras, a Igreja proclamará princípios fundamentais e administrará as ordenanças necessárias para abençoar os filhos do Pai Celestial. Quaisquer que sejam as circunstâncias ou a época, certas coisas são essenciais na Igreja do Senhor. Isso inclui doutrina e ordenanças sagradas.”

Responsabilidade global dos cidadãos

De acordo com a carta, durante os tempos difíceis, os membros “devem apoiar e cumprir as leis do lugar em que residem”.

Os membros da Igreja são gratos pelas leis de muitas nações ao redor do mundo “que protegem a liberdade religiosa e respeitam a sagrada liberdade de consciência”, disse a Primeira Presidência.

O Centro de Conferências de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Salt Lake City, sem uma audiência para a conferência, antes do início da 190ª Conferência Geral Anual no sábado, 4 de abril de 2020. Devido à propagação da COVID-19, a conferência foi transmitida sem a presença de membros da Igreja.
O Centro de Conferências de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Salt Lake City, sem uma audiência para a conferência, antes do início da 190ª Conferência Geral Anual no sábado, 4 de abril de 2020. Devido à propagação da COVID-19, a conferência foi transmitida sem a presença de membros da Igreja. Crédito: Spenser Heaps, Deseret News

“Em tempos de pandemia ou desastre natural, a Igreja obedecerá às ordens oficiais adotando as medidas necessárias, como cancelar ou adiar reuniões ou outros agrupamentos de pessoas. A Igreja e seus membros estão comprometidos a serem bons cidadãos e bons vizinhos. A Igreja tem uma longa história de auxílio e assistência aos necessitados.

“Juntamente com nosso compromisso de sermos bons cidadãos globais, respeitosamente afirmamos que devem ser concedidas condições razoáveis às pessoas de todas as crenças, conforme buscam participar de rituais que são fundamentais para sua fé.”

O Senhor preparou Sua Igreja

“A direção inspirada ao longo de muitos anos preparou a Igreja do Senhor e seus membros, tanto temporal quanto espiritualmente, para tempos de mudança e dificuldades”, escreveu a Primeira Presidência.

Além do conselho de longa data de que os membros tenham um armazenamento de alimentos em casa, os membros da Igreja se concentram em santificar o Dia do Senhor, ministrar a outras pessoas e fortalecer os quóruns do Sacerdócio de Melquisedeque e a Sociedade de Socorro. Os membros foram incentivados a tornar seu lar “um verdadeiro santuário de fé”, onde todos — principalmente as crianças e os jovens — aprendam o evangelho. Os membros foram incentivados a usarem a tecnologia para compartilharem mensagens do evangelho de maneira normal e natural. Eles também podem participar do trabalho de história da família em casa.

Uma jovem lê o Livro de Mórmon enquanto sua família acompanha sua leitura.
Uma jovem lê o Livro de Mórmon enquanto sua família acompanha sua leitura. Crédito: Intellectual Reserve, Inc.

“Quando olhamos para os padrões de entrelaçamento destes esforços e de muitos outros, podemos ver como o Senhor elaborou tudo cuidadosamente e nos organizou a fim de nos preparar para tempos difíceis.”

Princípios e ordenanças fundamentais

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é uma igreja de ordem, escreveu a Primeira Presidência. “As ordenanças e bênçãos são atos sagrados, proporcionados pela autoridade do sacerdócio. Embora alguns procedimentos possam mudar, dependendo das circunstâncias, a doutrina, os princípios e as ordenanças fundamentais devem ser protegidos.”

De acordo com as informações, muitas ordenanças exigem a imposição das mãos, como confirmações, ordenações, bênçãos, designações e o ato de conferir as chaves do sacerdócio. 

“Tais ordenanças exigem que o portador do sacerdócio que a realiza esteja no mesmo local que o recebedor. As ordenanças do sacerdócio não podem ser realizadas remotamente usando a tecnologia. Quando as circunstâncias exigirem, outras pessoas podem observar a ordenança remotamente usando a tecnologia, caso seja autorizado pela autoridade presidindo.

“Nestes tempos difíceis, as autoridades presidindo devem ter sabedoria sobre quais ordenanças devem ser adiadas temporariamente. Quando uma doença transmissível for uma preocupação, aqueles que realizam as ordenanças devem tomar as precauções necessárias para protegerem a si mesmos e a outros.”

Concluindo, os líderes escreveram: “Conforme disse o profeta Néfi: ‘O Senhor nunca dá ordens aos filhos dos homens sem antes preparar um caminho pelo qual suas ordens possam ser cumpridas’ (1 Néfi 3:7). O Senhor nos ajudará. O poder do sacerdócio e a retidão dos membros nos ajudarão a prosseguir nos dias que estão pela frente.”

Leia os documentos completos da Primeira Presidência na Sala de Imprensa: