Conheça a nova Autoridade Geral da República Democrática do Congo

Quando o Élder Thierry K. Mutombo tinha 10 anos, testemunhou o poder que o evangelho de Jesus Cristo tem para mudar as vidas das pessoas. Antes da sua família se converter para A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, sentia uma falta de paz e alegria em sua casa, o Élder Mutombo disse.

Embora seus pais fossem cristãos, não eram ativos em nenhuma religião e estavam descontentes com sua busca pela verdade.

“Mas quando receberam o evangelho restaurado de Jesus Cristo, lembro de ver a mudança de coração na vida dos meus pais”, Élder Mutombo disse, recordando também como as coisas eram diferentes antes e depois que os missionários os encontraram e converteram. “Este foi um testemunho especial sobre o poder do evangelho e a mudança que ocorre por causa da Expiação de Jesus Cristo”, disse.

Após a conversão de sua família, o casamento de seus pais melhorou consideravelmente. Élder Mutombo disse que lembra como o respeito e amor de seus, pais um pelo outro, aumentou e seu lar se tornou mais pacífico e alegre. A família, como um todo, também se aproximou. Começaram a ter orações e noites familiares, e frequentemente cantavam hinos juntos. E mesmo que nem sempre tivessem o suficiente para comer, eram felizes.

O evangelho havia mudado o caminho da sua família, Élder Mutombo disse. “Serei sempre grato aos meus pais pelo seu exemplo de fé e discipulado. Eles foram verdadeiramente convertidos ao Senhor.”

Thierry Kasuangi Mutombo nasceu em Kinshasa, República Democrática do Congo, no dia 31 de janeiro de 1976, filho de Antoine Kasuangi Mutombo e Marie Therese Matsanga Nzambu Mutombo. Durante sua vida, sentiu a necessidade de ajudar a construir o reino de Deus. E seu novo chamado como Setenta Autoridade Geral é apenas outro passo neste caminho, disse.

Assim como os seus pais, o Élder Mutombo disse que espera deixar um legado de fé, sacrifício e serviço para seus filhos.

“É isto que espero”, disse, “ajudar a próxima geração a encontrar alegria no serviço do Senhor; ser um bom exemplo, ser uma luz que ajudará a trazer as pessoas para Sua luz e verdade.”

Ao refletir sobre como seu testemunho e força no evangelho aumentaram ao longo dos anos, Élder Mutombo disse que, embora tenha obtido um forte testemunho desde o seu batismo aos 10 anos, foi apenas quando recebeu seu chamado para a missão, quando jovem na Costa do Marfim, que teve certeza de seu testemunho do Livro de Mórmon. Antes de receber seu chamado missionário, nunca tinha realmente lido o Livro de Mórmon.

Inspirado em seu chamado, o bispo de Thierry na época o desafiou a ler o Livro de Mórmon todos os dias em preparação para a missão. Até deu para Thierry uma chave da capela local para que pudesse estudar em paz e tranquilidade na biblioteca.

Élder Thierry K. Mutombo
Élder Thierry K. Mutombo Credit: Intellectual Reserve, Inc.

Por três meses, Thierry foi todos os dias para o edifício da igreja para ler, ponderar e orar sobre o Livro de Mórmon. Quando foi para o campo missionário, não havia apenas desenvolvido hábitos de estudo úteis, mas também havia ganhado um forte testemunho do Livro de Mórmon.

“Foi uma experiência maravilhosa”, disse. Foi a primeira de muitas lições que o ensinaram a obedecer o conselho de líderes do sacerdócio e ajudaram a fortalecer seu testemunho pessoal. Também o ensinou sobre o verdadeiro poder do Livro de Mórmon.

“A melhor ferramenta que temos para trazer as pessoas para a luz do evangelho e coligar a Israel espalhada é o Livro de Mórmon”, disse.

Quando o Élder Mutombo retornou da missão, se mudou para a casa do seu tio para que pudesse ficar próximo à faculdade. Frequentou a Universidade de Cepromad e começou a namorar, com a esperança de casar e começar uma família. Mas quando seu primeiro relacionamento não deu certo como esperado, Élder Mutombo disse que o seu foco mudou.

“Eu disse: ‘Não vou mais me casar’”, disse, brincando por causa do seu desencorajamento.

Poucos meses depois, sua mãe começou a falar sobre uma maravilhosa missionária que estava servindo na ala da sua família e compartilhou sua esperança de que, um dia, Thierry se casasse com a jovem. Sem conhecer a moça, o Élder Mutombo recusou os comentários da mãe. Mas estava claro que a missionária misteriosa, sister Sinda, era uma das pessoas favoritas de sua mãe.

Então, um dia, enquanto estava em casa, um de seus companheiros da missão e um amigo vieram visitá-lo e perguntaram se ele poderia acompanhá-los em uma visita. Juntos, os amigos fizeram uma visita à família Sinda.

Nathalie Sinda, a jovem missionária que sua mãe havia conhecido, havia sido desobrigada no dia anterior e havia retornado para a casa de sua família, em outra área de Kinshasa.

“Começamos a conversar e, nossa, ela estava brilhando com a luz do espírito”, Élder Mutombo disse sobre o momento em que conheceu sua futura esposa.

“Foi assim que tudo começou”, disse. “Minha mãe sabia que ela abençoaria minha vida antes de mim. E sou o homem mais feliz do mundo. Sou tão grato. Sou quem sou hoje por causa dela. Ela me ajudou a me tornar um homem melhor.”

Thierry K. Mutombo e Nathalie Tshayi Sinda se casaram em uma cerimônia civil no dia 29 de novembro, 2002, e o casal mais tarde se selou no Templo de Joanesburgo África do Sul no dia 19 de novembro, 2004. Eles têm seis filhos.

Embora seu novo chamado como Setenta Autoridade Geral pareça uma tarefa assustadora para assumir, o Élder Mutombo disse que, uma coisa que aprendeu é nunca colocar um ponto de interrogação nos chamados que são emitidos através de canais inspirados do sacerdócio.

“Posso não compreender completamente porque fui chamado”, disse. “Mas uma coisa sei: Este é o trabalho do Senhor e Ele sabe o que não sei. Ele vê o que não consigo ver.”

Assim como Leí ensinou, “todas as coisas foram feitas segundo a sabedoria daquele que tudo conhece”, disse Élder Mutombo.

“O que importa é a obra de salvação e exaltação. Não é sobre mim. Mas é uma oportunidade para ser um instrumento nas mãos de Deus para trazer meus irmãos e irmãs ao conhecimento da verdade.”