9 verdades encontradas na proclamação bicentenária ensinadas aos missionários pelo Élder Rasband

A proclamação bicentenária que o Presidente Russell M. Nelson anunciou na Conferência Geral de Abril “foi dada por revelação” e “é a mente e a vontade do Senhor”, disse Élder Ronald A. Rasband em um devocional mundial para missionários.

“Reunido em conselho com meus irmãos nos Quóruns da Primeira Presidência e dos Doze Apóstolos, vi a Restauração do evangelho e a Igreja de Jesus Cristo avançar com esta nova proclamação”, disse o membro do Quórum dos Doze Apóstolos.

Falando do Edifício Memorial Joseph Smith em Salt Lake City durante um devocional transmitido no dia 4 de junho, Élder Rasband prestou testemunho das verdades encontradas na proclamação — um “recurso valioso para os missionários” contendo princípios claros das crenças dos santos dos últimos dias. 

“Somos muito abençoados pelas verdades elaboradas nesta proclamação bicentenária ao mundo”, disse aos missionários. “Conheçam-na, usem-na, estudem-na, orem a respeito dela, encontrem com ela, ensinem sobre ela, prestem testemunho dela e façam-na parte de sua própria vida.” 

Élder Ronald A. Rasband, do Quórum dos Doze Apóstolos, e sua esposa, a irmã Melanie Rasband, conversam com missionários antes de uma transmissão missionária, no Edifício Memorial Joseph Smith, em Salt Lake City. O devocional foi transmitido no dia 4 de junho de 2020.
Élder Ronald A. Rasband, do Quórum dos Doze Apóstolos, e sua esposa, a irmã Melanie Rasband, conversam com missionários antes de uma transmissão missionária, no Edifício Memorial Joseph Smith, em Salt Lake City. O devocional foi transmitido no dia 4 de junho de 2020. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Élder Rasband convidou oito sísteres na plateia da Missão Salt Lake City Praça do Templo para lerem em voz alta a proclamação, parágrafo por parágrafo, enquanto enfatizava algumas das muitas verdades fundamentais. 

1. O Pai Celestial ama Seus filhos

“Solenemente proclamamos que Deus ama Seus filhos de todas as nações do mundo. Deus, o Pai, deu-nos o nascimento divino, a incomparável vida e o infinito sacrifício expiatório de Seu Filho Amado, Jesus Cristo. Pelo poder do Pai, Jesus ressuscitou e conquistou a vitória sobre a morte. Ele é nosso Salvador, nosso Exemplo e nosso Redentor.”

Com a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos, os missionários declaram inequivocamente a realidade de um amoroso Pai Celeste, que deu Seu Filho Unigênito para ser o Salvador do mundo, disse Élder Rasband. 

Vídeo: Uma visita aos bastidores das filmagens da proclamação bicentenária no Bosque Sagrado com o Presidente Nelson

O amor do Salvador é demonstrado através do poder de Seu sacrifício expiatório — uma força constante para o bem que permite que todos se tornem puros e dignos de exaltação. “Embora possamos mudar para melhor, com base na Expiação de Cristo, Ele é imutável. Ele é o nossa Rocha e nosso Redentor”, disse. 

2. O Senhor endireitará suas veredas

“Há duzentos anos, em uma linda manhã de primavera em 1820, o jovem Joseph Smith, procurando saber a qual igreja se unir, dirigiu-se a um bosque perto de sua casa, ao norte de Nova York, EUA, para orar. Ele tinha algumas dúvidas relativas à salvação de sua alma e teve a confiança de que Deus o orientaria.”

Em vez de recorrer aos ministros populares ou às publicações de sua época, Joseph Smith recorreu ao Senhor para encontrar respostas, Élder Rasband disse. “Como missionários, se confiarem no Senhor como nunca confiaram antes, Ele endireitará suas veredas também” (Provérbios 3:5-6).

3. Sejam humildes e ‘Ouçam a voz do Senhor’

“Com humildade, declaramos que, em resposta à sua oração, Deus, o Pai, e Seu Filho, Jesus Cristo, apareceram a Joseph e deram início à “restauração de todas as coisas” (Atos 3:21) conforme foi predito na Bíblia. Nessa visão, ele aprendeu que, após a morte dos primeiros apóstolos, a Igreja de Cristo da época do Novo Testamento deixou de existir na Terra. Joseph foi um instrumento fundamental para o retorno dela.”

Em reuniões de conselho com seus irmãos seniores desde que foi chamado ao Quórum dos Doze em 2015, Élder Rasband tem presenciado “total humildade” enquanto se esforçam para serem dignos de receber a vontade do Senhor. “Sejam humildes em seu chamado como missionários”, disse. “Estejam dispostos a ouvir aqueles com quem servem.”

Ao aparecer para Joseph Smith, Deus, o Pai, apresentou Jesus Cristo dizendo: “Este é Meu Filho Amado, ouve-O”. 

Missionários ouvem o Élder Ronald A. Rasband, do Quórum dos Doze Apóstolos, antes de uma transmissão missionária no Edifício Memorial Joseph Smith, em Salt Lake City. O devocional foi transmitido no dia 4 de junho de 2020.
Missionários ouvem o Élder Ronald A. Rasband, do Quórum dos Doze Apóstolos, antes de uma transmissão missionária no Edifício Memorial Joseph Smith, em Salt Lake City. O devocional foi transmitido no dia 4 de junho de 2020. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

“Com estas duas palavras, ‘Ouve-O’, Deus nos mostra o padrão para obtermos sucesso, felicidade e alegria nesta vida”, disse o Presidente Nelson durante a Conferência Geral de Abril. “Ao procurarmos ser discípulos de Jesus Cristo, nosso empenho para ouvi-Lo deve ser cada vez mais intencional.”

Joseph Smith restaurou o evangelho estabelecido pelo Salvador durante Seu ministério terreno, disse Élder Rasband. “Esta ‘restituição de todas as coisas’ é o motivo de enviarmos missionários para o mundo todo.”

4. Mensageiros celestiais restabeleceram Sua Igreja

“Declaramos que, sob a orientação do Pai e do Filho, mensageiros celestiais vieram instruir Joseph e restabelecer a Igreja de Jesus Cristo. João Batista ressuscitado restaurou a autoridade para batizar por imersão para a remissão de pecados. Três dos primeiros doze apóstolos — Pedro, Tiago e João — restauraram o apostolado e as chaves da autoridade do sacerdócio. Outros também vieram, inclusive Elias, o Profeta, que restaurou a autoridade para unir as famílias para sempre em relacionamentos eternos que transcendem a morte.”

Os convênios e as ordenanças “existem por desígnio divino para nos atrair a Ele para que possamos ser como Ele”, disse. Os profetas em cada dispensação, — incluindo Adão, Noé, Jesus Cristo e Joseph Smith — possuíam as chaves do sacerdócio para dirigir o trabalho do Salvador e ensinar o evangelho e o plano de salvação. 

5. O Livro de Mórmon é um texto sagrado

“Também testemunhamos que a Joseph Smith foram dados o dom e o poder de Deus para traduzir um registro antigo, o Livro de Mórmon: Outro Testamento de Jesus Cristo. Páginas desse texto sagrado incluem um relato do ministério pessoal de Jesus Cristo entre o povo do Hemisfério Ocidental logo após Sua Ressurreição. O livro ensina sobre o propósito da vida e explica a doutrina de Cristo, que é essencial para esse propósito. Sendo um companheiro da Bíblia como livro de escrituras, o Livro de Mórmon testifica que todos os seres humanos são filhos e filhas de um Pai Celestial amoroso, que Ele tem um plano divino para nossa vida e que Seu Filho, Jesus Cristo, manifesta-Se hoje assim como o fez no passado.”

Ao refletir sobre uma experiência em que aprendeu o significado dos capítulos que retratam guerras no Livro de Mórmon, Élder Rasband disse: “Élderes e sísteres, hoje estamos em guerra contra o adversário pela alma e pelo coração dos filhos dos homens. Temos que desenvolver estratégias para proclamarmos o evangelho. 

“Vistam sua armadura — que talvez seja composta por seus companheiros, as escrituras, suas orações, seu ‘Pregar Meu Evangelho’ e seu testemunho — e ergam esta proclamação para que todos vejam e ouçam seu testemunho de que Jesus Cristo vive e que Sua Igreja está restaurada.”

6. A autoridade do sacerdócio está restaurada

“Declaramos que A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, organizada no dia 6 de abril de 1830, é a Igreja de Cristo da época do Novo Testamento restaurada. Essa Igreja está alicerçada na vida perfeita de sua principal pedra de esquina, Jesus Cristo, em Sua Expiação infinita e em Sua Ressurreição literal. Jesus Cristo chamou novamente apóstolos e deu-lhes a autoridade do sacerdócio. Ele convida todos nós a nos achegarmos a Ele e à Sua Igreja, a recebermos o Espírito Santo e as ordenanças de salvação e a obtermos alegria duradoura.”

O Presidente James E. Faust, que foi presidente de estaca durante a infância de Élder Rasband, ensinou: “Cuidar dos outros é a essência da responsabilidade do sacerdócio. O sacerdócio é o poder para abençoar, curar e administrar as ordenanças de salvação do evangelho.”

“Esse ‘cuidado pelas pessoas’ traduz o que é o trabalho missionário”, disse. 

7. Os missionários levam a mensagem da Restauração

“Já se passaram duzentos anos desde que Deus, o Pai, e Seu Filho Amado, Jesus Cristo, deram início a essa Restauração. Milhões de pessoas no mundo todo aceitaram de boa vontade o conhecimento desses eventos que foram profetizados.”

Quando o Presidente Wilford Woodruff, quarto presidente da Igreja, embarcou em sua primeira missão, escreveu no diário sobre caminhar cerca de 64 quilômetros em um dia através de lama e água até o joelho.

Depois de uma dor aguda no joelho, “ajoelhei-me na lama e orei, o Senhor me curou, e segui meu caminho alegremente … [por] ser um pregador do evangelho”, escreveu. 

Élder Ronald A. Rasband, do Quórum dos Doze Apóstolos, e sua esposa, a irmã Melanie Rasband, conversam com missionários antes de uma transmissão missionária, no Edifício Memorial Joseph Smith, em Salt Lake City. O devocional foi transmitido no dia 4 de junho de 2020.
Élder Ronald A. Rasband, do Quórum dos Doze Apóstolos, e sua esposa, a irmã Melanie Rasband, conversam com missionários antes de uma transmissão missionária, no Edifício Memorial Joseph Smith, em Salt Lake City. O devocional foi transmitido no dia 4 de junho de 2020. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Relacionando esta história aos missionários, Élder Rasband disse: “Quero que cada um de vocês diariamente, de hora em hora, se necessário, quando encontrarem dificuldades em sua missão, as deixem de lado e sigam o exemplo do Élder Woodruff dizendo, ‘Segui meu caminho alegremente’”.

8. A Restauração está em andamento

“Com alegria declaramos que a Restauração prometida segue adiante por meio de revelação contínua. A Terra jamais será a mesma, à medida que Deus ‘congregar em Cristo todas as coisas’” (Efésios 1:10).

Ao final de sua viagem de ministração pela América do Sul em outubro de 2018, o Presidente Nelson disse: “Se vocês acham que a Igreja foi totalmente restaurada, estão apenas vendo o início. Há muito mais ainda por vir. … Tomem suas vitaminas. Descansem. Será emocionante”.

Élder Rasband citou a nona regra de fé, que contém a promessa de que Deus “ainda revelará muitas coisas grandes e importantes relativas ao Reino de Deus.”

9. Podemos saber por nós mesmos

“Com reverência e gratidão, como apóstolos Dele, convidamos todos a saber — assim como nós sabemos — que os céus estão abertos. Afirmamos que Deus está desvendando Sua vontade para Seus amados filhos e filhas. Testificamos que aqueles que em oração estudarem a mensagem da Restauração e agirem com fé serão abençoados com a aquisição de seu próprio testemunho da divindade da Restauração e do propósito que ela tem de preparar o mundo para a prometida Segunda Vinda de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo”

Élder Rasband convidou os missionários a lerem a proclamação, estudá-la e orarem sobre ela. “Posso garantir que, fazendo essas coisas, ela se tornará cada vez mais significativa para vocês.”

“Conheçam-na, usem-na, estudem-na, orem a respeito dela … e façam-na parte de sua própria vida.”

Ele concluiu sua mensagem com uma bênção: “Deixo-os com a minha bênção para que se alegrem em Seu serviço, para que seu conhecimento do evangelho e amor pelo Pai e por Seu Filho aumente, que a paz acompanhe seu trabalho e que a fé encha sua alma. O Senhor os ama; nós os amamos; precisamos de vocês; toda a Igreja está orando por vocês durante estes momentos difíceis”.

Antes do discurso do Élder Rasband, a irmã Melanie Rasband compartilhou uma lição que aprendeu sobre oração, enquanto servia com seu marido na época em que ele presidia a Missão Nova York Nova York Norte. Ela se sentiu ansiosa com a possibilidade de falar em um seminário de liderança de missão para toda a área e quase orou pedindo para não ter que falar.

O Espírito Santo falou ao seu coração. “Foi isto que ensinei a você?”, ela disse que foram as palavras que vieram até ela, e pediu perdão. 

Citando a oração intercessória do Senhor em João 17, a irmã Rasband disse: “Esperamos e oramos para que suas orações sejam significativas … que todos nós estejamos unidos em propósito com o Pai e o Filho”.