Irmã Craven fala sobre as mulheres e o sacerdócio — Todas as bênçãos espirituais da Igreja

Nota do editor: Esta história é parte da série do Church News intitulada “Mulheres do Convênio”, em que mulheres da Igreja discutem suas experiências pessoais com o poder do sacerdócio e compartilham o que aprenderam por seguirem o conselho do Presidente Russell M. Nelson de “trabalhar com o Espírito para compreender o poder de Deus — o poder do sacerdócio” (“Tesouros Espirituais”, Conferência Geral, outubro de 2019).

No Juramento e Convênio do Sacerdócio (Doutrina e Convênios 84), o homem faz convênio com Deus para fazer certas coisas ou para cumprir certas condições, de acordo com Suas leis. Por sua vez, Deus promete, por meio de um juramento, que concederá ao homem certas bênçãos.

O Presidente Nelson declarou que “bênçãos incríveis fluem desse juramento e convênio para os homens, as mulheres e crianças dignos, do mundo inteiro” (“Convênios”, Liahona, novembro de 2011, p. 86).

Admito que foi somente quando adulto que comecei a entender que as promessas e bênçãos do juramento e convênio do sacerdócio tinham aplicação ou relevância para mim. Francamente, pensei que era algo só para meus irmãos e meu pai saberem. Afinal, são eles que fazem os convênios do sacerdócio, certo?

A irmã Becky Craven faz um comentário em uma discussão conjunta entre as presidências gerais das Moças e dos Rapazes, sobre o desenvolvimento do Tema dos Jovens para 2020 na terça-feira, 20 de agosto de 2019, no Edifício dos Escritórios da Igreja em Salt Lake City.
A irmã Becky Craven faz um comentário em uma discussão conjunta entre as presidências gerais das Moças e dos Rapazes, sobre o desenvolvimento do Tema dos Jovens para 2020 na terça-feira, 20 de agosto de 2019, no Edifício dos Escritórios da Igreja em Salt Lake City. Credit: Scott G. Winterton, Deseret News

Conforme amadureci no evangelho, comecei a entender mais claramente como todos os filhos de Deus são abençoados pelo poder e pela autoridade do sacerdócio que os homens dignos são portadores. É por meio da autoridade do sacerdócio do Senhor que acessamos as ordenanças e os convênios que precisamos para receber a vida eterna.

Em abril de 1970, o Presidente Joseph Fielding Smith ensinou que o poder do sacerdócio é uma grande bênção para todos os membros da Igreja e que tais bênçãos não são apenas para os homens. Embora o juramento e o convênio do sacerdócio em D&C 84 sejam direcionados especificamente para homens ordenados ao sacerdócio, muitas das promessas e bênçãos dadas lá também se aplicam às mulheres que guardam os convênios. O Presidente Smith explicou: “Estas bênçãos também são derramadas sobre … todas as mulheres fiéis da Igreja… O Senhor oferece às Suas filhas todos os dons espirituais e bênçãos que podem ser obtidos por Seus filhos”.

Mas, na maioria das vezes, nós, como mulheres, esquecemos, ou não compreendemos plenamente, as bênçãos a que temos direito quando guardamos nossos convênios – especialmente aqueles que fazemos no templo sagrado. É uma declaração corajosa dizer que temos direito a bênçãos, pois sabemos que todas as bênçãos que recebemos vêm através da graça de Deus. No entanto, quando começamos a entender o significado do juramento e do convênio do sacerdócio, também começamos a ver como isto é possível.

Embora as mulheres não portem ou recebam o sacerdócio em si, ao fazerem e guardarem os convênios do sacerdócio, magnificarem seus chamados, guardarem os mandamentos, receberem os servos do Senhor e viverem de acordo com cada palavra de Deus, receberão as mesmas bênçãos prometidas aos homens que portam e usam o sacerdócio em retidão. Quais são essas bênçãos prometidas? Ser santificado pelo Espírito, ser contado entre os eleitos de Deus e receber tudo o que o Pai tem.

Que esperança, alegria e consolo recebo cada vez que penso na possibilidade de receber tais bênçãos de Deus! Cada vez que penso nessas bênçãos, no entanto, também me lembro de que aquilo que anseio depende de meus esforços para guardar os convênios que fiz com Ele.

Da esquerda, irmã Sharon Eubank, Dra. Hafsa Ahmed, irmã Becky Craven e irmã Noeline Odgers posam para uma foto juntas após visita à Mesquita Al Noor em Christchurch, Nova Zelândia, em outubro, 2019.
Da esquerda, irmã Sharon Eubank, Dra. Hafsa Ahmed, irmã Becky Craven e irmã Noeline Odgers posam para uma foto juntas após visita à Mesquita Al Noor em Christchurch, Nova Zelândia, em outubro, 2019. Credit: Lincoln Reid

Muitos anos se passaram desde que recebi minha bênção patriarcal, mas me lembro da experiência vividamente. Eu tinha 14 anos na época. Mesmo agora, quase posso sentir as mãos do Patriarca Thomas F. Crow descansando sobre minha cabeça enquanto proferia uma bênção do Senhor. Mais do que apenas as palavras que ele falou, foram as impressões que me vieram à mente. Conforme via meu futuro por um breve momento, tive um sentimento esmagador de amor. Foi o amor de um bondoso Pai Celestial para uma de Suas (muitas) filhas. Sabia que Ele desejava que eu vivesse com Ele de novo.

Essa experiência moldou muitas decisões que tomei ao longo da vida. Eu sabia que, para realizar as bênçãos desejadas, teria que fazer a minha parte.

Agora vejo que há ainda mais que nosso Pai quer que eu receba, ainda mais do que foi declarado na minha bênção patriarcal. Mal consigo entender que “tudo o que meu Pai tem” pode ser meu, se guardar meus convênios. Mas tenho um vislumbre conforme penso em meus convênios do templo.

Conseguem visualizar como seria “ser reis e sacerdotes e rainhas e sacerdotisas, possuindo a plenitude das bênçãos do reino celestial?” (Joseph Fielding Smith, Answers to Gospel Questions, 1971)

Nosso amado Profeta, Russell M. Nelson, continua nos lembrando de que as profundas bênçãos do Sacerdócio estão disponíveis para todos os filhos fiéis do Pai. “Tanto as mulheres quanto os homens que guardam os convênios têm acesso a ‘todas as bênçãos espirituais da igreja’ ou, podemos dizer, a todos os tesouros espirituais que o Senhor reservou para Seus filhos.”

A vida eterna com minha família, na companhia de Eloim e Jeová, é a bênção que desejo acima de tudo. Sou grata pela esperança, expectativa e até mesmo garantia de que, se guardar meus convênios, nosso Pai Celestial cumprirá Seu juramento e, as bênçãos que mais desejo, serão realizadas.

Irmã Becky Craven encontra com um grupo de moças em Fiji durante uma viagem à Área Pacífico em outubro de 2019.
Irmã Becky Craven encontra com um grupo de moças em Fiji durante uma viagem à Área Pacífico em outubro de 2019. Credit: Intellectual Reserve, Inc.