Por que o novo presidente geral dos Rapazes acredita que as alegrias da vida são ilimitadas

Os santos dos últimos dias normalmente veem pela primeira vez — seja pessoalmente ou por vídeo — um presidente geral dos Rapazes recém-chamado, quando ele é apoiado na Conferência Geral e faz a caminhada até o púlpito do Centro de Conferências, para se sentar com as demais Autoridades Gerais da Igreja.

Este ano, é claro, foi diferente.

Quando o presidente Steven J. Lund foi apoiado durante a Conferência Geral de Abril de 2020 como o homem escolhido para ajudar a guiar centenas de milhares de rapazes em idade do Sacerdócio Aarônico no mundo todo, ele permaneceu sentado na sala de estar de sua casa no Vale do Lago Salgado.

Ainda assim — apesar das restrições relacionadas à pandemia que impediram o presidente Lund e milhares de outros de se reunirem no Centro de Conferências — o experiente líder de jovens se sentiu imediatamente conectado com as multidões de rapazes a quem ele agora serve, bem como apoiado por eles.

“Foi um pouco diferente ser apoiado virtualmente”, ele disse ao Church News. “Mas foi uma maravilhosa e terna misericórdia estar cercado pela minha família quando fui apoiado.

“E todos na sala levantaram a mão para me apoiar”, disse, rindo. “Então isso foi algo a mais.”

O presidente Lund e sua esposa, a irmã Kalleen Lund, sentiram o peso histórico da Conferência Geral memorável que aconteceu em abril, de maneira muito diferente de qualquer outro chamado específico.

Embora tenha sido difícil não se reunir com milhares de outros membros, “muitas coisas maravilhosas” aconteceram como resultado da recente conferência, disse ele. “Os conselhos foram profundos e o anúncio dos novos templos, em áreas do mundo todo, nos lembram de que este é um momento maravilhoso.”

Para a irmã Lund, estar com seus companheiros santos dos últimos dias — mesmo que de maneira virtual — “nos deu a paz pela qual ansiávamos.”

O presidente Lund é veterano militar, empresário internacional e um experiente líder dos rapazes, e disse que trabalhar com a nova geração de portadores do Sacerdócio Aarônico é um privilégio sagrado para ele e seus conselheiros na presidência geral dos Rapazes, o irmão Ahmad Corbitt e o irmão Bradley R. Wilcox. 

“Sinto-me humilde por ter recebido tal responsabilidade”, disse ele. “Estamos um pouco assustados com a tarefa, mas temos muita fé naqueles que nos chamaram e, com alegria, tivemos nossa própria confirmação de que esta é a obra do Pai Celestial.”

O ano de 2020, com seus muitos desafios e oportunidades, marca um “momento maravilhoso” para os jovens da Igreja. “Eles estão sendo chamados a fazer coisas que nunca lhes foi solicitado que fizessem antes — e estão respondendo com muito entusiasmo e poder. É emocionante de se ver.”

O presidente Lund acrescentou que se sente grato pelos esforços “e pelo trabalho dedicado” de seu antecessor, o irmão Stephen W. Owen, e dos outros líderes gerais que desenvolveram, com inspiração, o novo programa Crianças e Jovens para ajudar a juventude da Igreja no mundo todo a seguir o exemplo do Salvador.

Irmão Steven J. Lund
Irmão Steven J. Lund Credit: Intellectual Reserve, Inc.

“Agora cabe a nós colocá-lo em prática corretamente”, disse ele. “Estamos animados para trabalhar e desenvolver sobre o alicerce que foi estabelecido.”

Tanto no papel de esposa quanto no de companheira missionária, a irmã Lund disse que viu o marido sendo preparado, ao longo de décadas de serviço da Igreja, para o chamado que agora tem.

“Ele é a pessoa em quem mais confio neste mundo, e sei que o Pai Celestial confia nele”, disse a irmã Lund. “Steve teve experiências únicas trabalhando com a juventude a vida toda. Ele tem o dom peculiar de cuidar daqueles que se sentem oprimidos. … Seu amor e sua mensagem ressoarão no coração daqueles que estão passando por dificuldades.

“Ele é uma pessoa muito autêntica.”

Dado seu próprio entusiasmo juvenil e aparência, o homem de 66 anos ainda carrega o olhar de um garoto da Califórnia que desfrutou do amor e do apoio de uma dedicada família de santos dos últimos dias e de preciosos mentores que o guiaram ao longo do caminho do evangelho.

“Fui abençoado por crescer em uma ala com líderes maravilhosos que levavam o evangelho a sério. Não me lembro de uma época na vida em que não tive um sentimento profundo de que havia um Deus no céu que me amava, que sabia meu nome e que ouvia minhas orações.”

Ele continua a ser grato pela bênção patriarcal que recebeu quando tinha 15 anos, quando estava prestes a tomar decisões pessoais cruciais e que mudaram sua vida. Essa bênção, disse com a voz embargada, “assegurou-me que eu não era apenas um garoto qualquer crescendo em uma estrada de terra na zona rural da Califórnia.

Era um garoto normal, mas como membro da Igreja, fazia parte de algo eterno, muito maior do que eu mesmo, e sabia que o Senhor tinha um trabalho para mim.” 

Depois de se formar no ensino médio e terminar o primeiro ano da faculdade, ele aceitou o chamado para servir na Missão Holanda Amsterdã. Trabalhar na Holanda e na Bélgica exigiu que aprendesse um idioma desafiador e vivenciasse os desafios diários do trabalho missionário. “A missão me levou ao extremo — e isso fez com que eu desse meu melhor.”

O serviço missionário de tempo integral também enriqueceu sua admiração pela oração e pelo poder encontrado na conexão com Deus em momentos ao longo do dia. Essas lições só se aprofundaram mais tarde, quando presidiu a Missão Georgia Atlanta (2003-2006), com a sister Lund ao seu lado.

Depois de concluir sua primeira missão, o presidente Lund se alistou no Exército dos EUA e estava servindo em Frankfurt, na Alemanha, onde conheceu uma jovem americana expatriada, e membro da Igreja, chamada Kalleen Kirk. Eles se tornaram amigos e, mais tarde, se encontraram enquanto eram estudantes na BYU.

“Foi na faculdade que nossa amizade se aprofundou e se tornou algo mais”, disse ele. Eles se casaram no Templo de Salt Lake no final do verão de 1980. O casal Lund tem quatro filhos.

Depois de se formar em Direito pela BYU, trabalhou como advogado antes de se tornar presidente e CEO da companhia Nu Skin Enterprises. Atualmente é presidente executivo do conselho de administração da empresa e recentemente completou cinco anos como coordenador do Sistema de Ensino Superior de Utah.

Se fosse possível se encontrar com cada diácono, mestre e sacerdote do mundo, o presidente Lund sabe exatamente o que diria:

“Encontrar alegria no reino de Deus não é complicado — o Pai Celestial os ama. Vocês só precisam amá-Lo de volta. E se fizermos isso, estaremos seguros e felizes. … Nossa vida se tornará mais significativa.”

A doutrina de Cristo é bela e simples: se arrepender e continuar a crescer.

“Se fizermos essas coisas, as alegrias da vida não terão limites.”