150 anos das Moças tecendo uma tapeçaria de identidade, propósito e pertencimento

Ao celebrarmos os 150 anos da organização das Moças, refletimos sobre o que aconteceu e, ao mesmo tempo, aguardamos ansiosamente pelas coisas que acontecerão. O futuro é brilhante e cheio de fé. O Senhor ama e confia em Suas preciosas filhas e continua a convidá-las a serem uma parte vital do trabalho de salvação e exaltação.

Mesmo que esta vida não seja uma jornada fácil para qualquer um de nós, a revelação continua a se desenrolar diante de nossos olhos. Conforme refletimos sobre o passado e olhamos para o futuro da organização das Moças, encontramos, tecidos ao longo de sua bela tapeçaria, os fios comuns da identidade, do propósito e do pertencimento.

Identidade

As moças são “filhas espirituais de Pais Celestiais, com natureza e destino eternos”. estas filhas queridas são descendentes literais de pais exaltados. Que coisa gloriosa de se saber e entender. E assim como filhas de pais terrenos, por meio do poder santificador e capacitador da Expiação de Jesus Cristo, estas moças notáveis têm o potencial de crescerem, se desenvolverem e se tornarem como seus Pais Celestiais.

Propósito

Brigham Young fundou a organização das Moças no dia 21 de maio de 1870. As primeiras líderes e membros incluíram suas próprias filhas. Sob direção espiritual, ele formou esta sociedade para ajudar as moças a fortalecerem seu testemunho de Jesus Cristo e ajudá-las a entender seu propósito no trabalho de salvação. Ele disse: “Desejo que nossas meninas obtenham conhecimento do evangelho por si mesmas. Para isso, desejo estabelecer esta organização …” (Brigham Young citado em “History of the Young Ladies’ Mutual Improvement Association” por Susa Young Gates, 1911).

A Primeira Divisão de Jovens Damas da Associação de Resguardo Mútuo das Damas foi formada no dia 27 de maio de 1870, por algumas das filhas do profeta Brigham Young. Esta foi a origem da organização das Moças.
A Primeira Divisão de Jovens Damas da Associação de Resguardo Mútuo das Damas foi formada no dia 27 de maio de 1870, por algumas das filhas do profeta Brigham Young. Esta foi a origem da organização das Moças. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

Embora a organização das Moças tenha evoluído ao longo dos anos, seu propósito tem permanecido consistente: ajudar as moças a se aproximarem de seu Pai Celestial e de Jesus Cristo. Um profeta dos últimos dias de Deus convidou nossas moças, e todos os jovens, a serem participantes ativos na coligação de Israel e na obra de salvação e exaltação, “o maior desafio, a maior causa e o maior trabalho que está sendo realizado na Terra”.

Pertencimento

Ao celebrarmos o sesquicentenário das Moças, oramos para que toda jovem saiba e sinta que pertence e é parte importante de algo extraordinário. Por causa dos convênios feitos no batismo, cada uma delas pertence à família de Jesus Cristo.

Fazer e guardar estes convênios as tornam únicas no mundo e as unem a outras pessoas que estão se esforçando para se tornarem mais como nosso Salvador, Jesus Cristo. Nossas moças são uma parte essencial da restauração e coligação contínua de Israel. Seu serviço, sua perspectiva e sua liderança são necessários agora, mais do que nunca. 

Uma celebração e um convite

Somos muito gratas pela tecnologia que permitirá que todas nós possamos nos reunir, onde quer que estejamos no mundo todo, para um evento especial Cara a Cara no dia 15 de novembro de 2020. Juntas, celebraremos os 150 anos das maravilhosas moças e suas líderes.

Captura de tela da página do Instagram “MyOneHundredAndFifty”, ou [MeusCentoECinquenta], da Estaca Huddersfield Inglaterra, onde as jovens da estaca compartilham o que estão fazendo para comemorar os 150 anos das Moças.
Captura de tela da página do Instagram “MyOneHundredAndFifty”, ou [MeusCentoECinquenta], da Estaca Huddersfield Inglaterra, onde as jovens da estaca compartilham o que estão fazendo para comemorar os 150 anos das Moças. Credit: Captura de tela da página do Instagram da Estaca Huddersfield Inglaterra

Em preparação para este evento, convidamos as moças a orar sobre algo que possam fazer relacionado ao número 150. As ideias de participação podem ser algo como ler 150 páginas das escrituras, enviar 150 mensagens de texto inspiradoras, andar de bicicleta por 150 quilômetros, retirar 150 ervas daninhas, pesquisar 150 nomes de familiares para levar ao templo, costurar 150 máscaras ou até mesmo tirar 150 fotografias da natureza. As possibilidades são incontáveis.

Leia mais sobre o desafio 150 da presidência geral das Moças

Ao ministrarem em suas famílias e comunidades, as moças podem publicar metas individuais ou feitas com a classe/organização, em qualquer plataforma de mídia social usando a hashtag #StriveToBe.

As moças da Estaca Huddersfield Inglaterra, como tantas outras pelo mundo, aceitaram o convite imediatamente. Algumas escreveram 150 bilhetes gentis. Outras estão correndo 150 voltas em torno de sua escola. Uma jovem traçou a meta de escrever 150 dias no diário. Outra está desenhando 150 obras de arte. Estas moças notáveis, com o apoio de seus pais e líderes, criaram uma página no Instagram para compartilhar suas experiências edificantes com o mundo, assim como convidar outras pessoas a se juntarem a elas e “fazerem 150 coisas positivas.”

É nossa oração que, enquanto celebramos e servimos juntas, nossas moças ganhem uma maior compreensão de sua identidade, propósito e pertencimento como filhas de Pais Celestiais que têm um trabalho poderoso a ser feito.

Captura de tela da página do Instagram “MyOneHundredAndFifty”, ou [MeusCentoECinquenta], da Estaca Huddersfield Inglaterra, onde as jovens da estaca compartilham o que estão fazendo para comemorar os 150 anos das Moças.
Captura de tela da página do Instagram “MyOneHundredAndFifty”, ou [MeusCentoECinquenta], da Estaca Huddersfield Inglaterra, onde as jovens da estaca compartilham o que estão fazendo para comemorar os 150 anos das Moças. Credit: Captura de tela da página do Instagram da Estaca Huddersfield Inglaterra