‘O trabalho continua’, diz o Presidente Ballard e outros membros do Quórum dos Doze Apóstolos em meio à COVID-19

Sob as singulares e difíceis circunstâncias trazidas pela pandemia mundial de COVID-19, os líderes de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias “estão seguindo em frente”, disse o Presidente M. Russell Ballard.

“O trabalho continua”, disse o presidente interino do Quórum dos Doze Apóstolos. “O Senhor nos forneceu a tecnologia para este momento.”

Os membros do Quórum dos Doze Apóstolos — sob a direção da Primeira Presidência — estão se adaptando aos desafios atuais. Eles continuam realizando reuniões com os missionários, jovens e membros, tudo via tecnologia. Eles permanecem em contato diário com a liderança da área para supervisionarem o trabalho da Igreja no mundo todo, e estão até mesmo reorganizando estacas remotamente, quando necessário. Todos participaram de um seminário virtual para liderança de missão no final de junho. E eles continuaram a se reunir em quórum, bem como com a Primeira Presidência, usando videoconferência e mantendo o distanciamento social.

“Não ficamos preocupados”, disse ele em uma recente entrevista ao Church News. “Descobrimos como encontrar uma nova maneira.”

Durante este momento complexo e desafiador “a realidade é simples”, disse o Presidente Ballard, que serve como Autoridade Geral há 44 anos. “A Igreja precisa continuar funcionando.”

O mundo vencerá a guerra contra a COVID-19, diz o Presidente Ballard

Acima de tudo, disse o Presidente Ballard, “temos que manter contato com o Senhor, onde quer que nossos desafios estejam no mundo. E não precisamos de tecnologia para isso.

Todos podem orar e buscar orientação e direção”, disse ele.

O Presidente Ballard disse que sente falta das reuniões presenciais com as Autoridades Gerais. “Não há nada como interagir pessoalmente, de espírito para espírito, de coração para coração”, disse ele.

Cada um dos membros do Quórum dos Doze Apóstolos está se saindo bem, acrescentou. “Eles estão todos edificando o reino. Estão comprometidos. Amam o Senhor. …

“O trabalho continua.”

Da esquerda para a direita, Presidente M. Russell Ballard, Élder Jeffrey R. Holland, Élder Dieter F. Uchtdorf, Élder David A. Bednar, Élder Quentin L. Cook, Élder D. Todd Christofferson, Élder Neil L. Andersen, Élder Ronald A. Rasband, Élder Gary E. Stevenson, Élder Dale G. Renlund, Élder Gerrit W. Gong e Élder Ulisses Soares, na fotografia de Busath Photography.
Da esquerda para a direita, Presidente M. Russell Ballard, Élder Jeffrey R. Holland, Élder Dieter F. Uchtdorf, Élder David A. Bednar, Élder Quentin L. Cook, Élder D. Todd Christofferson, Élder Neil L. Andersen, Élder Ronald A. Rasband, Élder Gary E. Stevenson, Élder Dale G. Renlund, Élder Gerrit W. Gong e Élder Ulisses Soares, na fotografia de Busath Photography. Credit: Busath Photography Inc

Participando de entrevistas para uma recente série sobre a pandemia de COVID-19, outros membros do Quórum dos Doze manifestaram a mesma determinação do Presidente Ballard.

Élder Dale G. Renlund afirmou que, embora a pandemia tenha parado a produtividade econômica e a conectividade social, o trabalho do reino continua avançando. A Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos “não estão ociosos nem descansando” por causa da pandemia, enfatizou. “Perguntamos: ‘Como podemos fazer as coisas melhor? Como podemos melhorar? Como podemos abençoar nosso povo?’”

O Élder Renlund disse que os líderes estão “cheios de total confiança de que o Salvador nos ajudará a passar por isto. E a única preocupação é: ‘Aprenderemos o que precisamos aprender?’”

Élder Dieter F. Uchtdorf disse que a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos — que recebem informações diretamente e estão em estreita coordenação com as presidências de Área e dos líderes locais — continuam a se reunir em conselhos e a orar pedindo soluções enquanto dirigem a Igreja.

A COVID-19 “abriu nossos olhos para novas maneiras”, incluindo o uso da tecnologia, disse Élder Uchtdorf. “O Espírito pode trabalhar maravilhosamente, à medida que usamos novas e desconhecidas formas de nos comunicarmos uns com os outros.”

Élder Jeffrey R. Holland disse que a pandemia apresenta uma “preciosa oportunidade” para demonstrar fé.

“O Espírito não é bloqueado por um vírus, por fronteiras nacionais ou por previsões médicas.” Há “dons vindos do céu que não são limitados por problemas na Terra ou doenças no ar.”

O que membros do Quórum dos Doze Apóstolos dizem sobre as implicações da COVID-19

Élder Neil L. Andersen disse que a realidade da situação é clara. “O mundo todo está nas mãos do Senhor. Todas as coisas estão sob Seu controle.”

O trabalho do Senhor não parou e nem vai parar, prometeu Élder Andersen.

A organização da Igreja do Senhor providenciou a Sociedade de Socorro e os quóruns do sacerdócio para cuidarem uns dos outros — nos momentos bons e nos ruins, explicou Élder D. Todd Christofferson.

Momentos desafiadores, como estes, criam oportunidades específicas, quando a Sociedade de Socorro e os quóruns do sacerdócio “podem se voltar aos seus e fornecer aquilo que estão exclusivamente organizados para fornecer.”

Élder David A. Bednar disse que, sem a perspectiva do evangelho, muitos desafios e muitos dos problemas da vida “seriam insuportáveis”.

Em meio a todos os desafios trazidos pelo vírus, o trabalho segue em frente, disse ele. “Nenhuma mão ímpia pode impedir o progresso da obra e nenhuma pandemia impedirá que este trabalho progrida também.”

Élder Quentin L. Cook disse que a revelação guiou a criação e implementação de novas iniciativas e diretrizes nos últimos anos. Esses inspirados esforços formam “um padrão interligado de força” que agora sustém e apoia os membros durante a pandemia de COVID-19.

“Este momento”, disse o Élder Cook, “é fundamental e permitirá que a Igreja cresça no futuro, toque mais vidas e realize o trabalho de salvação mais do que nunca. Quando olharmos para trás, veremos um momento fundamental de preparação e não apenas algo que tivemos que suportar.”

Élder Gerrit W. Gong disse que, após a conferência geral, muitos lhe perguntaram como era falar a um auditório vazio. Seguindo as diretrizes do governo durante a pandemia, estavam presentes nas sessões da conferência apenas os líderes que iriam falar naquela sessão específica, todos sentados a quase dois metros de distância.

“Eu não estava falando a um auditório vazio”, disse. “Consegui ver na mente amigos e vizinhos, membros e líderes, e outras pessoas no mundo todo. …

Uma das coisas que senti profundamente durante este tempo é que o Senhor está perto de nós e podemos estar próximos, um do outro”, disse Élder Gong.

Élder Ulisses Soares disse que algo que os líderes da Igreja têm feito, em meio aos desafios deste ano, é encontrar “maneiras criativas de se aproximar das pessoas.

Estou aprendendo novas formas para estar melhor preparado para outros desafios que possam surgir em minha vida no futuro”, disse ele. “Estou vendo coisas que não via antes. Estou me sentindo mais inclinado a pensar em outras pessoas e a me aproximar delas, em vez de focar apenas em minhas próprias necessidades.”

Élder Gary E. Stevenson disse que os santos dos últimos dias foram altamente favorecidos pelo Senhor durante este momento de pandemia, pois receberam palavras e conselhos de um profeta vivo.

“Estamos vivendo em uma era notável, onde constantemente vemos a mão do Senhor na vida de Seus filhos”, disse o Presidente Russell M. Nelson. “Nosso Pai Celestial e Seu Filho Jesus Cristo nos conhecem, nos amam e estão cuidando de nós. Podemos estar certos disto.”

Presidente Russell M. Nelson de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, caminha com sua esposa, a irmã Wendy Nelson, no Centro de Visitantes do Templo de Roma Itália em Roma, Itália, na segunda-feira, 11 de março de 2019.
Presidente Russell M. Nelson de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, caminha com sua esposa, a irmã Wendy Nelson, no Centro de Visitantes do Templo de Roma Itália em Roma, Itália, na segunda-feira, 11 de março de 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Na mesma ocasião, o Presidente Nelson falou sobre o “desafio singular” enfrentado pela Igreja global. “Estes desafios singulares passarão no devido tempo”, disse o presidente da Igreja. “Vejo o futuro com otimismo. Conheço as grandes e maravilhosas bênçãos que Deus tem guardado para aqueles que O amam e O servem. Vejo evidências de Sua mão nesta obra sagrada de muitas maneiras.”

Milhões viram esta mensagem e outras palavras inspiradas do Presidente Nelson, disse Élder Stevenson, que acrescentou: “Conhecendo as calamidades que viriam ao mundo, o Senhor convocou o Presidente Russell M. Nelson para nos guiar e nos ajudar a gerenciar estes momentos singulares e perigosos.”

Élder Stevenson disse também que, enquanto os santos dos últimos dias edificarem sobre o alicerce seguro do evangelho de Jesus Cristo e seguirem o profeta, serão capazes de enxergar todas as maneiras pelas quais foram “altamente favorecidos pelo Senhor”.

Reconhecendo que a pandemia de COVID-19 trouxe muitos dias conturbados, Élder Ronald A. Rasband pediu aos membros “que acreditassem nas promessas de Jesus Cristo, que Ele vive e que está nos observando, cuidando de nós e ao nosso lado.”

Com as viagens suspensas, o Presidente Ballard disse que os líderes estão fisicamente distantes. “Mas espiritualmente, ainda estamos em contato”, disse ele. “Estamos tristes por não podermos estar diretamente entre as pessoas. Mas podemos estar com eles via tecnologia.”

Se o “evangelho está queimando intensamente no coração das pessoas, elas terão tudo que precisam para resistir à tempestade”, disse ele. “Sabemos que se guardarmos os mandamentos, ficaremos bem.”