Por que o Reino Unido sempre será o ‘lar espiritual’ do Élder Holland

Élder Jeffrey R. Holland, emocionado, se levantou para falar na dedicação da capela da Ala Solihull, na Inglaterra, no dia 11 de novembro de 1995. “Estou em casa”, disse ele aos santos britânicos. 

Recém-chamado como membro do Quórum dos Doze Apóstolos na época, Élder Holland e sua família haviam passado os três anos anteriores morando em Solihull – uma cidade aproximadamente 16 km a sudeste de Birmingham – enquanto ele serviu como presidente da Área Europa Norte de 1990 a 1994. 

“Parece que não se passou um dia, desde que saímos, em que não pensamos em vocês”, disse o Élder Holland, enquanto olhava para a capela completamente lotada. “Amamos este país, este local e especialmente este povo. Aqui é meu lar espiritual.” (Ensign, fevereiro de 1996)

Élder Holland expressou sentimentos e emoções semelhantes durante um devocional em homenagem ao 25º aniversário da dedicação da capela da Ala Solihull, no dia 16 de agosto. Ele estava acompanhado pelo Élder Patrick Kearon, Presidente Sênior dos Setenta. Suas mensagens foram transmitidas de Salt Lake City para 10 estacas na Missão Birmingham Inglaterra.

Élder Jeffrey R. Holland é fotografado com os residentes de Solihull, Pat e Paul Wilkinson e dois de seus filhos, Peter e Catherine, após a dedicação da capela da Ala Solihull no dia 11 de novembro de 1995.
Élder Jeffrey R. Holland é fotografado com os residentes de Solihull, Pat e Paul Wilkinson e dois de seus filhos, Peter e Catherine, após a dedicação da capela da Ala Solihull no dia 11 de novembro de 1995. Credit: Michelle Young

“Nasci fisicamente nos Estados Unidos da América, mas nasci para a vida espiritual e eterna no Reino Unido”, disse o Élder Holland, fazendo menção ao firme testemunho que desenvolveu enquanto era um jovem missionário de tempo integral na Missão Britânica.

Conforme continuou a refletir sobre as experiências que o definiram na Inglaterra, Élder Holland citou uma inscrição que descobriu em uma pequena igreja em Leicestershire, enquanto servia como presidente de Área. 

“No ano de 1653, quando todas as coisas sagradas foram demolidas ou profanadas, Sir Robert Shirley construiu esta igreja, cuja glória singular consiste em ter feito o melhor das coisas nos piores dos tempos, e ter esperança nelas nos momentos mais calamitosos”, dizia a inscrição.

Em meio à turbulência da pandemia de COVID-19, Élder Holland disse aos santos na Inglaterra reunidos em suas casas: “Este é o momento para os nossos melhores esforços, não os piores. Este é um momento para as nossas maiores esperanças, e não de retirada diante da calamidade. Ficaremos bem. Tudo vai ficar bem. Isto vai passar.”

Élder Jeffrey R. Holland, do Quórum dos Doze Apóstolos.
Élder Jeffrey R. Holland, do Quórum dos Doze Apóstolos. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

Pat Wilkinson, uma moradora de longa data de Solihull, cujo marido atualmente preside a Estaca Birmingham Inglaterra, disse que os membros da área foram edificados pelas mensagens do Élder Holland e do Élder Kearon.

“O Reino Unido foi bastante atingido pelo coronavírus, assim como alguns países europeus”, disse ela. “Alguns membros estão sem se reunir na Igreja desde março. Para as pessoas que moram sozinhas, ou que não podem sair, tem sido muito difícil, além de todas as outras provações e desafios com que estão lidando na vida.”

O devocional fortaleceu a fé e renovou a esperança, disse ela. “Um membro me disse que sentiu como se o Élder Holland e Élder Kearon estivessem sentados em sua sala de estar conversando com eles.”

Élder Kearon, natural da Inglaterra que também serviu na presidência de Área Europa, mostrou o vídeo “O coração dos homens lhes falhará”, no qual o Presidente Russell M. Nelson narra sua experiência de estar em um avião quando o motor da asa pegou fogo. 

O Presidente Nelson estava calmo e não temeu porque sabia que estava vivendo em retidão. “Se tiver fé suficiente, você poderá lidar com as dificuldades, sabendo que, com uma perspectiva eterna, tudo ficará bem”, disse ele no vídeo. 

A mensagem do Presidente Nelson é para todos – incluindo àqueles que podem ter se desviado da Igreja, disse Élder Kearon.

“Para aqueles que se afastaram, voltem”, continuou o Élder Kearon. “Para aqueles que têm medo, ouçam o profeta. Para aqueles que estão sofrendo, nosso Salvador nos traz paz quando temos que lidar com o luto, com a perda, com o pecado e com a dor, e Ele quer que tenhamos alegria.” 

Com base nas palavras do Salvador em Doutrina e Convênios 38:7, ele disse: “Sabemos de onde viemos e sabemos para onde iremos. Sabemos que Ele está entre nós. Sabemos que podemos encontrar paz em momentos conturbados.”

Élder Holland reafirmou as palavras do Élder Kearon: “Coisas quebradas são feitas inteiras. Esta é a história do evangelho de Jesus Cristo.

“É preciso quebrar as nuvens para se nutrir a terra. É preciso se quebrar a terra para se nutrir os grãos. É preciso quebrar os grãos para se fazer pão, e parti-lo para que sejamos nutridos. … As coisas são quebradas para serem inteiras, a fim de dar vida. E a coisa quebrada mais preciosa de todas foi o coração quebrantado do Filho de Deus.”

“O Salvador nos pede um coração quebrantado e um espírito contrito”, disse ele. “Isto é o que precisamos para estarmos preparados para dar. Isto é como nossa dádiva sacrificial supostamente deve ser.”

A capela da Ala Solihull, localizada a cerca de 16 km a sudeste de Birmingham, na Inglaterra.
A capela da Ala Solihull, localizada a cerca de 16 km a sudeste de Birmingham, na Inglaterra. Credit: Chris Willis

Citando o poeta inglês John Donne, Élder Holland disse: “Pedimos nosso pão de cada dia, e Deus nunca diz: ‘Você deveria ter vindo ontem’. … [Não, Ele diz,] ‘Hoje, se ouvires [minha] voz, hoje ouvirei a tua. … Se tiveres te sacrificado até agora, invernado, congelado, nublado e eclipsado, úmido e desprovido, sufocado e estupefato até agora, Deus ainda vem a ti, não como no amanhecer do dia, … mas como o sol ao meio-dia, para banir todas as sombras.”

Ele continuou: “Se seu casamento está com problemas, ele pode ser curado agora. Se você for ajudar este filho ou cônjuge, pai ou mãe, a se aproximar do evangelho, isto pode acontecer agora. Se deseja ajudar os missionários, pode fazê-lo agora. E em breve, poderemos adorar nos templos novamente… todas as coisas acontecerão no tempo Dele.”

Élder Holland encerrou sua mensagem recitando o hino inglês “Jerusalém” escrito por William Blake — as mesmas palavras que citou de memória durante a dedicação da capela da Ala Solihull há 25 anos — e a estrofe de encerramento diz: 

“Não cessarei a Luta Mental,
Nem minha espada dormirá em minha mão:
Até que tenhamos edificado Jerusalém,
Na terra verde e agradável da Inglaterra.” [tradução livre]

A Igreja de St. Alphege, na Rua Solihull High, remonta ao século XIII.
A Igreja de St. Alphege, na Rua Solihull High, remonta ao século XIII. Credit: Bill Boaden via Geograph.org