Mensagens eternas da Conferência Geral de Outubro sobreviverão à pandemia e a outras provações

Duros lembretes de um mundo ainda batalhando uma pandemia mundial foram evidentes durante a Conferência Geral de Outubro de 2020.

Pela segunda vez consecutiva, o principal auditório do Centro de Conferências estava vazio e silencioso durante a conferência geral. Faltavam dezenas de milhares de pessoas de várias partes do mundo adorando juntos. O vasto público da Conferência Geral foi mais uma vez completamente virtual.

E, novamente, apresentações do Coro do Tabernáculo da Praça do Templo e outros coros foram gravadas anteriormente.

Enquanto isso, a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos se sentaram vestindo máscaras e se distanciaram em um auditório do Centro de Conferências. Um deles, Élder Gerrit W. Gong, estava fisicamente ausente — em vez disso, deu seu discurso na sessão da tarde de sábado em um vídeo pré-gravado, após ter sido exposto ao vírus. 

Dois dias depois, o Apóstolo e sua esposa, a irmã Susan Gong, testaram positivo para a COVID-19.

Líderes da Igreja sentados no Teatro do Centro de Conferências durante a sessão da tarde de domingo da 190ª Conferência Geral Semianual de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em 4 de outubro de 2020.
Líderes da Igreja sentados no Teatro do Centro de Conferências durante a sessão da tarde de domingo da 190ª Conferência Geral Semianual de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em 4 de outubro de 2020. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

As interrupções físicas da pandemia na conferência geral passarão. Em algum momento, legiões encherão novamente os 21 mil assentos do Centro de Conferências e ouvirão mensagens inspiradas e o Coro do Tabernáculo presencialmente. Os irmãos e os líderes gerais retornarão às suas cadeiras habituais, apertarão as mãos uns dos outros, talvez se abracem e troquem sorrisos sem máscaras.

Porém, os ensinamentos centrais da Conferência Geral de Outubro de 2020, incluindo muitos oferecidos em resposta à pandemia, durarão muito tempo depois que o vírus passar.

A pandemia inspirou um slogan: novo normal.

Entretanto, para se abraçar verdadeiramente um “novo normal”, Presidente Russell M. Nelson convidou o vasto público da conferência geral a “cada vez mais voltar o coração, a mente e a alma para nosso Pai Celestial e Seu Filho, Jesus Cristo.”

E acrescentou, arrepender-se diariamente, cuidar uns dos outros, permanecer digno de adorar no templo e manter uma perspectiva eterna para se preparar um dia para encontrar o Salvador.

Presidente Nelson disse que sofre com todos aqueles que perderam entes queridos. Ele mencionou as muitas mudanças inspiradas pela pandemia por toda a Igreja que trouxeram “recompensas atípicas”, incluindo um maior estudo do evangelho e testemunhos mais sólidos em muitos lares. Enquanto isso, centenas de projetos, organizados pela Igreja, de ajuda humanitária relacionados à pandemia estão ocorrendo através do mundo.

Sobrepujamos as provações da mortalidade, ensinou o Presidente Henry B. Eyring, da Primeira Presidência, ao nos banquetearmos com as palavras de Cristo, nos arrependermos, “e depois cumprimos os convênios feitos com Deus.”

Embora templos pelo mundo todo tenham sido fechados ou estejam com uso limitado durante a pandemia, a dignidade para se frequentar o templo não precisa ser interrompida, ensinou o Élder Ronald A. Rasband, do Quórum dos Doze Apóstolos.

“Tenham vocês acesso a um templo ou não, precisam de uma recomendação para o templo válida para permanecer[em] firmes no caminho do convênio”, disse.

O Templo de Salt Lake visto do Centro de Conferências de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.
O Templo de Salt Lake visto do Centro de Conferências de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

O colega de Élder Rasband no apostolado, Élder David A. Bednar, disse que a pandemia global “nos provou e testou” de muitas maneiras. Dois princípios eternos podem guiar e fortificar uma pessoa durante tais circunstâncias desafiadoras: preparar-se e prosseguir “com firmeza em Cristo.”

Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos, prometeu que santos dos últimos dias farão mais do que simplesmente suportar a pandemia até que as coisas retornem “ao novo normal”.

“[M]esmo às vezes nos sentindo soterrados pelas provações da vida, ou cercados por escuridão emocional, o amor de Deus e as bênçãos do evangelho restaurado de Jesus Cristo vão fazer com que algo inimaginável aconteça.”

Bispo W. Christopher Waddell, do Bispado Presidente, disse que dias melhores estão a caminho após a COVID-19. Mas os “os altos e baixos temporais da mortalidade continuarão.”

“Ao aceitarmos os princípios espirituais e buscarmos a inspiração do Senhor, seremos guiados de modo a saber a vontade Dele para nós, individualmente e como família, e como melhor aplicar os importantes princípios da preparação material”, Bispo Waddell disse.

Em seu discurso na sessão geral das mulheres, Presidente Dallin H. Oaks, primeiro conselheiro na Primeira Presidência, falou sobre o poder das afirmações do Salvador durante nossos desafios diários. “O Senhor tem um amor e uma preocupação especiais por Suas preciosas filhas. Ele conhece seus anseios, suas necessidades e seus medos. O Senhor é todo poderoso. Confiem Nele.”

A contínua pandemia — assim como os recentes incêndios, enchentes e outros desastres climáticos — podem deixar as pessoas se sentindo desamparadas. Muitos estão quebrados ou rachados ou danificados, disse a irmã Cristina B. Franco, da presidência geral da Primária.

Ainda assim, há esperança.

“[A]o nos aproximarmos de Jesus Cristo ao exercermos fé Nele, ao nos arrependermos e ao fazermos e cumprirmos convênios, nossas partes quebradas — seja qual for o motivo — podem ser curadas. Este processo, que convida o poder de cura do Salvador para nossa vida, não apenas nos reconstrói [ao que éramos antes], mas nos torna melhores do que jamais fomos. ” 

Presidente M. Russell Ballard, Presidente Interino do Quórum dos Doze Apóstolos, prometeu consolo a todos aqueles cuja vida está sendo interrompida pela pandemia e por outros tumultos atuais.

Élder Jeffrey R. Holland, membro do Quórum dos Doze Apóstolos, e M. Russell Ballard, presidente interino do Quórum dos Doze Apóstolos, conversam antes da sessão da tarde de domingo da 190ª Conferência Geral Semianual de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em 4 de outubro de 2020.
Élder Jeffrey R. Holland, membro do Quórum dos Doze Apóstolos, e M. Russell Ballard, presidente interino do Quórum dos Doze Apóstolos, conversam antes da sessão da tarde de domingo da 190ª Conferência Geral Semianual de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em 4 de outubro de 2020. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

“Com frequência penso nas pessoas que estão sofrendo, que estão preocupadas, com medo e se sentindo sozinhas. Garanto a cada um de vocês que o Senhor os conhece, que Ele está ciente de suas preocupações e angústias, e que Ele os ama — íntima e pessoalmente, de modo profundo e eterno.”

Fé no Senhor pode ajudar as pessoas a lidarem com provações imprevistas, ensinou a irmã Lisa Harkness, primeira conselheira na presidência geral da Primária.

“Nossa fé aumenta à medida que escolhemos acreditar em vez de duvidar; perdoar em vez de julgar; arrepender-nos em vez de nos rebelar. Nossa fé é refinada porque confiamos pacientemente nos méritos, na misericórdia e na graça do Santo Messias.”

Élder Gary E. Stevenson disse que em meio à dor da pandemia, também tem havido um aumento na fé e testemunho entre os santos dos últimos dias. Lares estão se tornando mais centralizados no evangelho e a ministração está sendo refinada por meio de atos individuais de serviço e projetos humanitários de grande escala.

“Tempos de aflição e decepção não mudam o olhar observador do Senhor enquanto Ele cuida de nós com atenção, abençoando-nos”, disse.

Uma família na Itália ouve a 190ª Conferência Geral Semianual de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias realizada no sábado e domingo, dias 3 e 4 de outubro de 2020.
Uma família na Itália ouve a 190ª Conferência Geral Semianual de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias realizada no sábado e domingo, dias 3 e 4 de outubro de 2020. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

COVID e câncer, dúvida e desalento, problemas financeiros e familiares. Quando esses fardos serão aliviados? perguntou Élder Jeffrey R. Holland próximo no final da sessão da tarde de domingo.

A resposta, o Apóstolo acrescentou, é “pouco a pouco”.

“E, se esse período é curto ou longo, não cabe a nós determinar, mas, pela graça de Deus, as bênçãos virão para aqueles que se apegam ao evangelho de Jesus Cristo. Essa questão foi resolvida em um jardim muito privado e em uma colina muito pública, em Jerusalém, há muito tempo.”

A COVID-19 e outros desafios civis e econômicos oferecem oportunidades para as pessoas exercerem paciência enquanto aprendem a encontrar alegria, independente das circunstâncias temporais, ensinou Élder Jeremy R. Jaggi, Setenta Autoridade Geral.

“O mandamento do Senhor é ‘tende bom ânimo’, não ‘tende bom pânico’”, disse.