Evento Cara a Cara para Moças destaca 4 pontos-chaves para coligar Israel

Ao reunir uma audiência virtual de moças do mundo todo, o evento Cara a Cara de domingo à noite, com a presidência geral das Moças de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, optou por fazer uma pequena mudança, comparando-se comparado aos típicos eventos Cara a Cara.

Em vez de jovens conduzirem o evento e fazerem perguntas aos líderes da Igreja convidados, a presidência geral das Moças – a presidente Bonnie H. Cordon e suas conselheiras, a irmã Michelle D. Craig e a irmã Becky Craven – foram as anfitriãs do evento e convidaram jovens do mundo todo para serem suas convidadas.

“Somos muito gratas por sua influência para o bem no mundo todo, principalmente durante esta pandemia”, disse a presidente Cordon sobre a audiência virtual de moças que se juntou a elas.

O evento, que marcou o ponto culminante da celebração dos 150 anos da organização das Moças deste ano, foi uma oportunidade para moças do mundo inteiro se conectarem umas com as outras, e com seus líderes, por meio de conversas e música.

A música para o evento foi apresentada por algumas moças participantes e duas novas canções intituladas “Eu irei” e “Grande Obra” foram apresentadas durante o evento. Ambas as canções, que destacam conceitos importantes do evento, estão disponíveis como parte do álbum tema dos jovens de 2021, recentemente lançado pela Igreja, observou a presidência.

As obras de arte do evento foram fornecidas por Eva Timothy, uma artista búlgara cuja série de fotografias intitulada “O Senhor é Minha Luz” retrata o Salvador em várias cenas das escrituras.

O evento também deu às moças a oportunidade de compartilharem o que elas fizeram e aprenderam como parte dos três desafios lançados pela presidência geral da organização neste ano.

A irmã Michelle Craig, primeira conselheira na presidência geral da organização das Moças (à esquerda), e a irmã Bonnie Cordon, presidente geral das Moças (ao centro), respondem à pergunta de uma moça, como parte da transmissão mundial que aconteceu no domingo, dia 15 de novembro de 2020.
A irmã Michelle Craig, primeira conselheira na presidência geral da organização das Moças (à esquerda), e a irmã Bonnie Cordon, presidente geral das Moças (ao centro), respondem à pergunta de uma moça, como parte da transmissão mundial que aconteceu no domingo, dia 15 de novembro de 2020. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

O primeiro foi o desafio Meus150, que incentivou as moças a fazerem 150 coisas positivas. O segundo desafio convidava as jovens a demonstrarem gratidão a uma líder das Moças que havia abençoado sua vida. O terceiro convite pedia às moças que se juntassem aos líderes da Igreja e compartilhassem como ouvem a voz do Senhor em sua vida.

As líderes gerais e as moças participantes compartilharam dezenas de exemplos do que as moças do mundo todo fizeram durante este ano para viverem o evangelho de Jesus Cristo, servirem e abençoarem a vida de outras pessoas.

Quando a organização das Moças foi criada há 150 anos, o profeta Brigham Young disse que seu propósito era o de “ajudar as moças a ganharem um ‘testemunho vivo’ do evangelho de Jesus Cristo e se manterem unidas contra os desafios e tentações do mundo”, a presidente Cordon comentou.

Desde então, essa mesma esperança tem sido compartilhada por todos os profetas, disse a presidente Cordon antes de apresentar uma mensagem especial do Presidente Russell M. Nelson.

Uma audiência virtual participa do evento Cara a Cara para moças no domingo, dia 15 de novembro de 2020.
Uma audiência virtual participa do evento Cara a Cara para moças no domingo, dia 15 de novembro de 2020. Credit: Captura de tela do site ChurchofJesusChrist.org

Em uma mensagem de vídeo pré-gravada compartilhada durante o evento, Presidente Nelson fez um convite especial às moças, pedindo-lhes que se concentrem em quatro áreas-chaves para ajudarem na coligação de Israel.

Compartilhando como ele tem sido abençoado pelas interações com as moças do mundo todo, inclusive suas próprias nove filhas e muitas netas e bisnetas, Presidente Nelson agradeceu às moças as muitas contribuições que fazem às suas famílias e comunidades.

“Aprendi muito com moças como vocês”, disse o Presidente Nelson.

Ele lhes prometeu que, ao fazerem da visão dada pelo novo tema das moças um padrão em sua vida, serão abençoadas por se tornarem quem o Senhor quer que elas sejam. “Vocês jamais precisam se sentir sozinhas enquanto trilham o caminho do convênio”, disse ele.

Presidente Russell M. Nelson compartilha uma mensagem especial para as moças em um vídeo pré-gravado durante o evento Cara a Cara no domingo, dia 15 de novembro de 2020.
Presidente Russell M. Nelson compartilha uma mensagem especial para as moças em um vídeo pré-gravado durante o evento Cara a Cara no domingo, dia 15 de novembro de 2020. Credit: Captura de tela do site ChurchofJesusChrist.org

Presidente Nelson renovou então seu convite para que todas as moças se unam ao batalhão de jovens do Senhor e ajudem na coligação de Israel.

“Se vocês orarem com fervor pedindo ajuda para coligarem Israel, o Senhor as inspirará”, prometeu ele. “Ele as fortalecerá para enfrentarem seus próprios desafios e preencherá sua vida com alegria.”

Ele então convidou as moças a se concentrarem em quatro áreas-chaves para ajudarem a coligar Israel.

Viver o evangelho

A primeira área de enfoque, conforme apresentada pela presidente Cordon, é viver o evangelho de Jesus Cristo.

“Vivemos o evangelho por meio de um milhão de pequenas, mas fiéis decisões, e depois com a coragem de seguirmos o Espírito para vivermos segundo essas decisões”, disse a presidente Cordon. 

Quando nos esforçamos para vivermos o evangelho, como por exemplo, sermos coerentes nas coisas simples e cotidianas como a oração, estudarmos as escrituras, ouvirmos e agirmos de acordo com as palavras dos profetas e mantermos uma recomendação do templo atualizada, estas são algumas das coisas mais poderosas que uma pessoa pode fazer para se aproximar do Salvador, explicou a presidente Cordon.

A presidência geral das Moças conversa em espanhol com uma jovem durante a gravação do evento Cara a Cara para celebrar o 150º aniversário da organização.
A presidência geral das Moças conversa em espanhol com uma jovem durante a gravação do evento Cara a Cara para celebrar o 150º aniversário da organização. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

“Sei que, mesmo com esses esforços diários, às vezes podemos ainda ter dificuldades para sentirmos a paz em um mundo incerto, mas as promessas do Senhor são certas”, continuou ela. “Nosso Salvador estará conosco. Que possamos procurá-Lo em nossa própria história pessoal. Continuem procurando as coisas boas que estão acontecendo, por menores que sejam. O Pai Celestial e Jesus Cristo estão ali – e Sua promessa de paz é eterna e infalível.”

Respondendo a perguntas de jovens de várias partes do mundo, as irmãs Craig e Craven conversaram em espanhol com uma moça uruguaia sobre sua experiência tentando se aproximar do Salvador, ao viver o evangelho diariamente.

“Viver o evangelho de Jesus Cristo e sermos Suas discípulas exige fé – e ação com base nessa fé”, disse a irmã Craven, após a conversa que tiveram. “Alguns dias me saio melhor que outros, mas a questão é nunca deixarmos de tentar.”

Cuidar dos necessitados

A segunda área de enfoque para ajudar a coligar Israel é servir o próximo e cuidar dos necessitados, disse a presidente Cordon.

Os membros da presidência destacaram vários exemplos de moças do mundo inteiro que têm servido as pessoas em suas famílias e comunidades, e agradeceram a todas pelo trabalho que estão fazendo para aliviar o fardo de outros.

Um dos exemplos é o de uma moça chamada Faith Murray, do estado de Washington, que sofre de uma doença debilitante e encontrou alegria ao servir outros em meio a suas provações.

“Foi assim que me mantive motivada e sei que todos os outros também conseguem”, disse ela. O serviço tem o poder de elevar e mudar vidas.

Faith Murray, uma jovem santo dos últimos dias do estado de Washington, participa virtualmente do evento Cara a Cara para moças do mundo todo no domingo, dia 15 de novembro de 2020. A transmissão interativa inclui a presidência geral das Moças da Igreja, bem como líderes de organizações locais, membros e amigos da Igreja.
Faith Murray, uma jovem santo dos últimos dias do estado de Washington, participa virtualmente do evento Cara a Cara para moças do mundo todo no domingo, dia 15 de novembro de 2020. A transmissão interativa inclui a presidência geral das Moças da Igreja, bem como líderes de organizações locais, membros e amigos da Igreja. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

 “Vocês moças são muito inspiradoras”, disse a irmã Craig, depois de ouvir os muitos exemplos de serviços prestados pelas jovens. “Escolher olhar para cima e para fora a fim de ver as necessidades dos outros nem sempre é fácil, mas sempre traz alegria.”

A presidente Cordon acrescentou: “Quero que vocês saibam que o Pai Celestial honra tanto o menor passo quanto o maior salto. Cada ato de serviço faz diferença. Espero que cada uma de nós escolha fazer a diferença.”

Convidar as pessoas a virem a Cristo

Destacando a terceira área de enfoque apresentada pelo Presidente Nelson – convidar todos a receberem o evangelho de Jesus Cristo – a presidente Cordon disse: “O Senhor deseja abençoar todos os Seus filhos e Ele está permitindo sermos Sua voz e Suas mãos para realizarmos Sua grande obra.”

Convidar outras pessoas a virem a Cristo pode ser feito de mais maneiras do que o típico trabalho missionário praticado por aqueles que têm plaqueta e um chamado de tempo integral, explicou a presidente Cordon. 

“Vocês compartilham o evangelho todos os dias pela maneira como vivem – e às vezes até podem usar palavras”, disse ela. “Lembrem-se daquilo que o Presidente Nelson disse: ‘Sempre que fazemos algo para ajudar alguém — nos dois lados do véu — a fazer e a cumprir seus convênios com Deus, estamos ajudando a coligar Israel.’”

As redes sociais são um meio poderoso para se compartilhar o evangelho, a irmã Craven explicou, utilizando exemplos de jovens que usaram o desafio Meus150 para compartilharem o evangelho nas mídias sociais.

Lexi Walker interpreta a nova canção “Eu irei” durante o evento virtual Cara a Cara para moças no domingo, dia 15 de novembro de 2020.
Lexi Walker interpreta a nova canção “Eu irei” durante o evento virtual Cara a Cara para moças no domingo, dia 15 de novembro de 2020. Credit: Captura de tela do site ChurchofJesusChrist.org

A presidente Cordon conversou em português com uma moça do Brasil e perguntou sobre sua experiência e o que ela havia aprendido ao compartilhar o evangelho pelas mídias sociais, depois de compilar 150 citações inspiradoras como seu desafio Meus150.

Conforme encontram maneiras singulares e pessoais para compartilharem o evangelho, as moças estão “seguindo o convite do profeta para fazerem parte da obra de salvação, convidando outros a virem a Cristo”, disse a irmã Craven. “Vocês estão fazendo o que diz no tema das moças: ‘servir de testemunhas de Deus em todos os momentos e em todas as coisas e em todos os lugares.’”

Unir as famílias para a eternidade

Destacando a quarta área de enfoque do Presidente Nelson, a irmã Craig disse: “A razão pela qual compartilhamos o evangelho é para que as famílias possam ser unidas pela eternidade.”

A união das famílias pela eternidade pode ser feita de muitas maneiras diferentes, explicaram as líderes. 

O trabalho no templo é o mais óbvio, mas também tem sido o mais difícil de ser feito durante um ano marcado pelo fechamento mundial de templos, em resposta à pandemia de COVID-19. “Mas isso não nos impediu de participarmos do trabalho de história da família”, disse a irmã Craig.

Além de fazerem pesquisa e indexação da história da família, as moças também podem ajudar a unirem suas famílias, fortalecendo suas relações com os membros da família, disse a irmã Craig, compartilhando um exemplo de uma moça que se esforçou para servir e fortalecer suas relações com seus parentes vivos. 

A presidente Cordon acrescentou: “Minhas queridas jovens irmãs, não importa a configuração de sua família, vocês podem fortalecê-la e abençoá-la com sua bondade.”

Um propósito para este momento

Concluindo o evento com seu testemunho, a presidência geral das Moças reiterou as palavras do Presidente Nelson de que “não trilhamos o caminho do convênio sozinhas.”

Juntas, as moças de hoje são “a sinfonia do Senhor” e “Seu batalhão”, disse a presidente Cordon. 

Mia Bateman e Karina Miner tocam instrumentos musicais no domingo, dia 15 de novembro de 2020, como parte da transmissão do evento Cara a Cara para moças, que comemorou 150 anos desde que a organização da Igreja para essa faixa etária se reuniu pela primeira vez. Antes do evento, a presidência geral das Moças convidou membros da organização das Moças, atuais e passados, para compartilharem nas mídias sociais como suas líderes abençoaram sua vida.
Mia Bateman e Karina Miner tocam instrumentos musicais no domingo, dia 15 de novembro de 2020, como parte da transmissão do evento Cara a Cara para moças, que comemorou 150 anos desde que a organização da Igreja para essa faixa etária se reuniu pela primeira vez. Antes do evento, a presidência geral das Moças convidou membros da organização das Moças, atuais e passados, para compartilharem nas mídias sociais como suas líderes abençoaram sua vida. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

Edificando sobre um alicerce de 150 anos da organização das Moças, na qual todas são poderosas filhas de Deus, “Fomos chamadas pelo profeta do Senhor para realizarmos o trabalho de salvação e exaltação”, disse a irmã Craven. “E na verdade é muito simples: Viver, cuidar, convidar e unir. Esta noite, vocês nos mostraram como isto acontece.”

Cada filho de Deus tem dons e talentos que vêm de seu amoroso Pai Celestial, continuou ela. “Nenhum de nós é exatamente igual, mas todos somos necessários e temos algo para contribuir.”

A coligação de Israel é a obra e o propósito do Senhor neste momento, “é por isso que o Pai Celestial as enviou para cá”, disse a presidente Cordon às moças. 

“Haverá solavancos e bloqueios de estradas – é claro que haverá – eles fazem parte de nossa jornada mortal. Não deixe que isso as impeça de realizarem sua gloriosa e eterna obra”, disse ela. “Ela lhes trará alegria.”