Como as visitas virtuais às áreas têm ajudado membros e líderes da Igreja a se manterem conectados durante a pandemia de 2020

Para as Autoridades Gerais e líderes gerais de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, que normalmente passam grande parte de seu tempo viajando de um lugar para outro, a fim de se encontrarem com membros do mundo todo, o ano de 2020 paralisou inesperadamente suas atividades. No entanto, em meio a quarentenas e lockdowns, viagens e voos cancelados, e reuniões e encontros restritos, seu trabalho de se reunir e apoiar os membros da Igreja tem continuado sem interrupções. 

Graças à tecnologia e à capacidade de se reunir com grandes grupos de pessoas de vários lugares virtualmente, os líderes da Igreja podem conduzir regularmente devocionais, grupos de discussão, treinamentos e até visitas ocasionais a casas de famílias e membros específicos, da mesma forma que fariam se estivessem viajando de país a país e de cidade a cidade.

Durante os meses de novembro e dezembro, os líderes gerais — inclusive a presidente Joy D. Jones, presidente geral da Primária; a presidente Bonnie H. Cordon, presidente geral das Moças; a irmã Sharon Eubank e a irmã Reyna I. Aburto, da presidência geral da Sociedade de Socorro; e a irmã Michelle D. Craig e a irmã Becky L. Craven, da presidência geral das Moças — juntaram-se às líderes de área nas Áreas Caribe, Europa Leste e Filipinas da Igreja, para se reunirem virtualmente com membros e missionárias. 

Essas visitas virtuais são, “com o tempo, cada vez mais importantes”, uma vez que oferecem a oportunidade de se conectar com os membros durante esses momentos difíceis e sem precedentes, disse a irmã Eubank.

Durante reuniões virtuais com líderes gerais da Igreja realizadas de 20 a 30 de novembro de 2020, as irmãs na Rússia compartilharam fotos de seu serviço e de sua irmandade.
Durante reuniões virtuais com líderes gerais da Igreja realizadas de 20 a 30 de novembro de 2020, as irmãs na Rússia compartilharam fotos de seu serviço e de sua irmandade. Credit: Captura de tela da Área Europa Leste

Em 20 de novembro, a irmã Eubank compartilhou com a Estaca Moscou Rússia uma história sobre a cidade mais fria da Terra, Oymyakon, na Sibéria oriental, que pode chegar a temperaturas de -71º C.

Relacionando esse lugar geográfico singular ao evangelho e às lutas da vida cotidiana, a irmã Eubank explicou que há momentos na vida quando “as decisões que tomamos, ou as escolhas de outras pessoas que nos afetam, deixam nossa preciosa alma desprotegida no inverno ártico.” 

Ela disse: “Quando congelamos espiritualmente, nos sentimos limitados, partes de nosso testemunho congelam e caem, nada pode crescer. Podemos nos sentir deprimidos. Podemos estar zangados por termos que viver sob tais condições. Podemos sentir que Deus se esqueceu de nós. Podemos ficar dormentes e não sentir mais nada. Muitas vezes, as circunstâncias de nossa vida ficam cada vez mais frias, até nos congelarem simbolicamente a -71º C.”

Mas por mais congelada e escura que possa parecer a vida de alguém, há uma verdade que traz calor e luz, continuou ela. “Há uma nascente termal. Há uma fonte de água que dá vida e que foi aquecida por forças muito além do alcance daquele clima frio e gelado. Ela nunca congela. Existe para dar vida. Está ali para nos aquecer. É Jesus Cristo.”

Visita à Área Europa Leste

Durante sua visita de dez dias à Área Europa Leste em novembro, presidente Jones, presidente Cordon, irmã Eubank, irmã Craig e irmã Craven, juntaram-se aos membros da Presidência da Área Europa Leste em várias reuniões virtuais com membros de toda a área.

As reuniões virtuais foram realizadas de maneira muito semelhante às visitas pessoais normais, com devocionais e outras reuniões na programação, oferecendo aos membros a oportunidade de interagir com os líderes visitantes. 

Depois de um devocional para Adultos Solteiros no dia 20 de novembro, transmitido para toda a Rússia e dirigido pelo Élder Christoffel Golden, Setenta Autoridade Geral, a irmã Eubank disse: “Olhei para todos os jovens, jovens adultos solteiros e famílias que tinham se juntado ao devocional. Eles se espalhavam por 11 fusos horários, e pude sentir seus fortes testemunhos, o amor por seu país e pelo Senhor.”

Jovens participantes se reúnem com os líderes gerais da Igreja pelo Zoom, durante uma visita virtual de 10 dias à Área Europa Leste, em novembro de 2020.
Jovens participantes se reúnem com os líderes gerais da Igreja pelo Zoom, durante uma visita virtual de 10 dias à Área Europa Leste, em novembro de 2020. Credit: Captura de tela da Área Europa Leste

Durante o devocional, uma moça, Mariya Ventsova, levantou a mão na tela e compartilhou a experiência de como sua família se filiou à Igreja na Rússia. Quando sua mãe tinha 16 anos, conheceu os missionários na rua, pouco depois que lhes foi permitida a entrada no país, e se filiou à Igreja por causa da luz e da paz que sentia sobre aquilo que eles ensinavam. A decisão de sua mãe lhe abençoou a vida e permitiu servir também a uma missão, disse ela. 

Ao refletir sobre sua própria experiência como jovem missionária na Finlândia no final dos anos 80, quando um recém chamado Apóstolo, na época Élder Russell M. Nelson, profetizou que o evangelho logo se espalharia pela Rússia, e depois testemunhar essa profecia ao longo dos anos, a irmã Eubank disse que se sentia humilde e grata pela visão dos profetas do Senhor.

Após as visitas virtuais dos líderes gerais, o presidente da estaca Moscou Rússia, Slava Baltovskiy, recentemente desobrigado, escreveu à irmã Eubank contando sua história pessoal de conversão, após a abertura da Rússia à Igreja, em 1990. Ele compartilhou seu testemunho do poder da profecia e sua gratidão pelo anúncio, em abril de 2018, de um templo planejado para a Rússia.

“Sei que Nosso Senhor é real e verdadeiro, que o Evangelho foi restaurado e que todos podem obter seu calor e luz perto de Jesus Cristo”, escreveu Baltovskiy.

Outra jovem membro, Mavlianova Liubov Aleksandrovna, que é uma artista no famoso Teatro Bolshoi e professora da Primária na Estaca Moscou Rússia, compartilhou seu testemunho enquanto cantava uma nova música da Primária, “Quero andar com Cristo”, em russo.

Refletindo no quão duro os membros de toda a Área Europa Leste têm trabalhado para dar aulas na Primária para as crianças durante este difícil ano, a presidente Jones expressou sua gratidão pela dedicação dos pais e professores da Primária. Depois de assistir ao vídeo de uma aula virtual da Primária em Moscou, a irmã Jones disse: “A presidente me disse que uma das meninas que fez a oração de abertura na Primária pelo Zoom, orou pedindo por uma boa conexão da internet. Elas têm trabalhado muito para terem as aulas da Primária pelo Zoom para manterem a unidade entre as crianças.”

Depois de se reunir com um grupo de mulheres de meia idade solteiras de Kiev, na Ucrânia, a irmã Eubank disse que ficou impressionada com a fé bem fundamentada das irmãs, e sua capacidade de articular sobre as formas como o evangelho as ajudou.

“Falamos juntas sobre nossas experiências como membros solteiras da Igreja e como ainda poderíamos incluir amigos que não estão ativos agora por várias razões”, disse ela. “Ao partilharem suas experiências, pude ver a diferença que o evangelho fez ao enfrentarem seus desafios e como seus convênios têm poder.” 

Visita à Área Filipinas

Depois de fazer uma visita virtual aos membros da Área Filipinas no dia 18 de novembro, a irmã Aburto descreveu sua alegria de poder passar tempo com os santos filipinos. 

“Ver seus rostos na tela, sentir sua forte fé em Jesus Cristo, e ouvir como estão enxergando a revelação e agindo de acordo com ela foi certamente um deleite”, disse. “Apesar de suas dificuldades, como recentes tufões e terremotos, além da pandemia, eles estão seguindo alegremente o exemplo do Salvador, ministrando uns aos outros em união e amor, compartilhando o evangelho com a família e os amigos, e encontrando formas de unirem suas famílias para a eternidade.”

Líderes gerais da Igreja participam de uma reunião virtual com membros na Área Filipinas, em novembro de 2020.
Líderes gerais da Igreja participam de uma reunião virtual com membros na Área Filipinas, em novembro de 2020. Credit: Captura de tela da Área Filipinas

Irmã Aburto disse que sua fé e seu testemunho do evangelho de Jesus Cristo, assim como “os milagres que o Senhor realiza quando temos fé duradoura Nele e agimos com base na revelação divina”, foram muito fortalecidos através dos exemplos dos membros que estão encontrando força e alegria, por meio de sua fé em Cristo durante esses momentos difíceis. 

Visita à Área Caribe

Depois de uma visita à Área Caribe, nos dias 3 e 4 de dezembro, da presidente Jones, presidente Cordon e irmã Aburto, os membros da área compartilharam sua gratidão pela oportunidade de se encontrarem com as líderes gerais. 

Renée Ramdhanie-Francis, membro de Trinidad e Tobago, disse: “Sou muito grata pelo fato de os líderes da Igreja estarem nos ministrando. Penso neste momento, quando não estamos fisicamente em condições de nos encontrarmos com todos, e é difícil para todos. Estas reuniões, estes treinamentos e estas sessões, nos ajudam a saber que os líderes ainda estão pensando em nós e que não fomos esquecidos.”

Ramdhanie-Francis disse que se reunir frente a frente com os líderes pelo computador, foi uma experiência singular. “Estávamos envolvidas, juntas em presidência, como uma irmandade…”, disse ela. “Senti-me muito especial porque pudemos participar individualmente.” 

Líderes gerais da Igreja participam de uma reunião virtual com membros na Área Caribe, em dezembro de 2020.
Líderes gerais da Igreja participam de uma reunião virtual com membros na Área Caribe, em dezembro de 2020. Credit: Captura de tela da Área Caribe

Stacy-Ann Patel, outra membro de Trinidad, expressou sua gratidão pela forma como os treinamentos com as líderes gerais enfatizaram os importantes papéis das líderes da Sociedade de Socorro, e como elas podem se reunir em conselho para atenderem às necessidades dos membros, especialmente quando lidam com os desafios da atual pandemia.

“Sou muito grata por termos tido a oportunidade de nos reunirmos com alguns membros da Presidência Geral e com outros líderes da Igreja”, disse ela. “Sinto-me realmente grata por eles poderem compartilhar conosco aquilo que sabem. Sei que sempre que temos estes tipos de reuniões e me sinto inspirada. Sempre me sinto amada e sou grata pelas coisas que nos ensinam.”