Presidente Eyring ‘totalmente capaz, dedicado e inspirado’ no serviço na Primeira Presidência

Na manhã de terça-feira, 16 de janeiro de 2018, Presidente Russell M. Nelson chegou ao anexo do templo de Salt Lake como o mais recente Presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ordenado, e anunciou seus conselheiros na Primeira Presidência – Presidente Dallin H. Oaks e Presidente Henry B. Eyring.

Antes deste chamado, Presidente Eyring havia servido como segundo conselheiro do Presidente Gordon B. Hinckley, e depois como primeiro conselheiro do Presidente Thomas S. Monson. Presidente Nelson considerou esse serviço “magnífico” e descreveu Presidente Eyring – e outro conselheiro do Presidente Monson, Presidente Dieter F. Utchdorf – como “totalmente capazes, dedicados e inspirados.”

Tendo servido por 22 anos no Quórum dos Doze Apóstolos com Presidente Nelson e Presidente Oaks, Presidente Eyring considera uma alegria especial “estar ao lado destes grandes homens que tanto amo e admiro.”

Presidente Eyring também se regozijou com esta contínua oportunidade “de empregar todos os meus esforços para prestar testemunho de Jesus Cristo e proclamar a veracidade de Seu evangelho restaurado.”

Nos últimos três anos servindo na Primeira Presidência, Presidente Eyring tem continuado a servir fielmente “ao lado” do Presidente Nelson e do Presidente Oaks, ensinando e testificando sobre o Salvador Jesus Cristo, e a restauração de Seu evangelho, compartilhando conselhos especiais e atuais com membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

União na Igreja

Logo após ser apoiado à Primeira Presidência, Presidente Eyring rededicou o Templo de Jordan River Utah, no dia 20 de maio de 2018. Ao proferir a oração rededicatória, citou extensivamente a oração do Presidente Spencer W. Kimball de 16 de novembro de 1981, salientando a importância da união e a necessidade de liderança justa no mundo.

A união na Igreja vem em um tempo de mudanças organizacionais e ênfase ministerial, disse Presidente Eyring na rededicação. “Não é fácil manter o sentimento de união em todos quando passamos por períodos de dificuldades e muitas mudanças, e acredito que estamos passando por isto agora. Estamos progredindo em grande ritmo.”

Presidente Henry B. Eyring abraça uma garotinha após a conferência da estaca Charlotte Carolina do Norte Centro.
Presidente Henry B. Eyring abraça uma garotinha após a conferência da estaca Charlotte Carolina do Norte Centro. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

Ele acrescentou: “Estamos vivendo em uma época com um profeta de Deus incrível, e todos nós precisamos orar para que possamos estar unidos, para que possamos prosseguir para onde quer que o Senhor nos leve.”

Suas palavras provaram ser proféticas quando, quase dois anos depois, a Igreja e seus membros experienciaram mudanças sem precedentes durante uma pandemia global e agitação civil. Em meio à inquietação, Presidente Eyring falou sobre uma necessidade de união semelhante, ao discursar para as mulheres da Igreja na 190ª Conferência Geral Semianual, em outubro deste ano.

As “filhas amadas” do Pai Celestial têm um papel crucial no estabelecimento de Sião, um povo que é “uno de coração e vontade”, disse Presidente Eyring.

“Aprendi por experiência própria que as filhas do Pai Celestial têm um dom de apaziguar contendas e de promover retidão com o amor que elas têm por Deus e com o amor de Deus que elas despertam nas pessoas a quem servem”, disse ele.

A fé em Jesus Cristo e os efeitos de Sua infinita Expiação qualificarão as mulheres da Igreja — e aqueles a quem amam e servem — “para a sublime dádiva de viver na tão esperada e prometida sociabilidade que é Sião.”

Felicidade no lar

Em 15 e 16 de setembro de 2018, Presidente Eyring acompanhou Presidente Nelson e discursou em devocionais em Seatlle, Washington, e em Vancouver, Colúmbia Britânica. Ao discursar para os Santos da área da Grande Vancouver, Presidente Eyring falou sobre como estabelecer a felicidade no lar.

“A bênção prometida do convênio batismal mantém o casamento e a família unidos por um vínculo de amor”, disse ele.  “Lembrar-se sempre do Salvador e de guardar Seus mandamentos é o caminho para o amor conjugal e felicidade da família.”

Presidente Eyring testificou que “o caminho do convênio em A Igreja de Jesus Cristo é o caminho para a felicidade nesta vida e alegria na vida eterna para sempre.”

Durante a 189ª Conferência Geral Anual nos dias 5 e 6 de abril de 2019, Presidente Eyring falou sobre como as famílias podem criar um lar onde o Espírito possa habitar. “Portanto, desenvolver fé em Jesus Cristo é o começo para reverter o declínio espiritual em sua família e em seu lar. É mais provável que o arrependimento aconteça por causa dessa fé do que por sua pregação sobre cada sintoma do declínio espiritual”, disse ele.

Presidente Eyring participa de um almoço com Charles C. Taylor, presidente do Treasure Valley NAACP [Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor] na terça-feira, dia 3 de março de 2020.
Presidente Eyring participa de um almoço com Charles C. Taylor, presidente do Treasure Valley NAACP [Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor] na terça-feira, dia 3 de março de 2020. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

Em seus comentários durante a conferência geral de outubro do mesmo ano, Presidente Eyring prometeu que todos os que procuram ter a felicidade duradoura, podem encontrá-la por meio do evangelho de Jesus Cristo e pelo eterno plano de salvação.

“Somente por meio da fé em Jesus Cristo, do arrependimento contínuo e de guardarmos os convênios é que somos capazes de reivindicar a felicidade duradoura que todos nós desejamos vivenciar e preservar”, disse Presidente Eyring.

Alguns podem se perguntar, “Por que não sinto a paz e a felicidade prometidas para aqueles que têm sido fiéis? Tenho sido fiel em meio a terríveis adversidades, mas não me sinto feliz.”

Nestas circunstâncias, é importante lembrarmos de que a mudança não acontece meramente por pedirmos, disse ele. “A maior santidade … acontece ao fazermos o que for necessário para que Deus nos mude”, e isso geralmente significa durante tempos de adversidades.

Enfrentar provações com fé

Na Conferência Geral de Outubro de 2018, ele falou sobre uma experiência que teve com sua esposa, a irmã Kathy Eyring. Durante toda a vida, a irmã Eyring falou em nome do Senhor e serviu a muitas pessoas por Ele. Agora ela consegue falar apenas algumas palavras. Todas as noites e manhãs ele canta hinos e ora com ela. Um dia, depois de cantar as palavras “Ame a seu próximo como Jesus ama você e seus passos conduz”, sua mulher disse de modo delicado “Ama, ama, ama.”

“Acredito que ela vai descobrir quando vê-Lo que nosso Salvador colocou Seu nome no coração dela e que ela se tornou semelhante a Ele. Ele está cuidando dela durante suas dificuldades agora, assim como Ele vai cuidar de vocês durante as suas”, prometeu Presidente Eyring.

Seis meses após a pandemia de COVID-19 limitar a observância religiosa no mundo, Presidente Eyring e outros membros na Primeira Presidência reafirmaram, em uma entrevista para o Church News, que a resposta para o conflito é fé no Senhor Jesus Cristo. O “mais importante”, acrescentou Presidente Eyring, é “se conectar com Deus” — ter o sentimento de que “Deus está andando com você. É um sentimento de confiança no Senhor, de que Ele está cuidando de você. … A única maneira de lidarmos com o medo é a fé.”

Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, no centro, e seus conselheiros, Presidente Dallin H. Oaks, à esquerda, e Presidente Henry B. Eyring, à direita, olham para um monitor enquanto os itens da cápsula do tempo do Templo de Salt Lake são removidos em Salt Lake City, na quarta-feira, dia 20 de maio de 2020.
Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, no centro, e seus conselheiros, Presidente Dallin H. Oaks, à esquerda, e Presidente Henry B. Eyring, à direita, olham para um monitor enquanto os itens da cápsula do tempo do Templo de Salt Lake são removidos em Salt Lake City, na quarta-feira, dia 20 de maio de 2020. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Durante a celebração do bicentenário da Restauração, Presidente Eyring disse aos membros da Igreja para seguirem o exemplo de Joseph Smith de oferecer orações de fé em tempos de provações.

“Durante seu ministério profético, Joseph Smith orou com fé para obter revelação contínua. Ao enfrentarmos os desafios atuais e os que ainda estão por vir, também precisaremos seguir o mesmo padrão”, disse ele.

Presidente Eyring, então, explicou durante a última conferência geral em outubro, que o propósito de Deus na Criação deste mundo era “conceder a Seus filhos a oportunidade de se provarem capazes e desejosos de escolher o que é certo quando as coisas ficassem difíceis.”

Considerando as provações e dificuldades desta vida, alguns podem se perguntar por que um Deus amoroso permite que nosso teste mortal seja tão difícil.

Fé inabalável no Salvador é necessária para mudarmos nossa natureza e tornarmo-nos mais semelhantes a Deus, explicou Presidente Eyring.

Esperança para o futuro

Durante a transmissão em que discursou para o mundo todo pela primeira vez, na recém-formada Primeira Presidência, Presidente Eyring disse que aquele era um grande momento na história da Igreja.

“Os profetas do passado disseram que o melhor ainda estaria por vir, e isso se provou verdadeiro”, disse ele. “Isso acontece porque é o Senhor que conduz Sua Igreja. Ele cuida de todos os filhos de Seu Pai no mundo, e qualifica e chama Seus servos a liderar, convidando os filhos de Deus a voltarem ao lar celestial com Ele.”

Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, ao centro, e seus conselheiros, Presidente Dallin H. Oaks, primeiro conselheiro na Primeira Presidência à esquerda, e Presidente Henry B. Eyring, segundo conselheiro na Primeira Presidência à direita, andam pelo Centro de Visitantes Sul antes de uma coletiva de imprensa em Salt Lake City na sexta-feira, 19 de abril de 2019.
Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, ao centro, e seus conselheiros, Presidente Dallin H. Oaks, primeiro conselheiro na Primeira Presidência à esquerda, e Presidente Henry B. Eyring, segundo conselheiro na Primeira Presidência à direita, andam pelo Centro de Visitantes Sul antes de uma coletiva de imprensa em Salt Lake City na sexta-feira, 19 de abril de 2019. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Esse foi um sentimento ecoado mais tarde quando ele e Élder Gary E. Stevenson, do Quórum dos Doze Apóstolos, se reuniram com o governador de Maryland, no dia 15 de novembro de 2019, e quando discursou na Conferência de Liderança de Charlotte, em Charlotte, Carolina do Norte, em 16 de novembro de 2019.

E o trabalho de salvação continua, prometeu ele. “Vai melhorar. Isso é o que significa revelação contínua. Sabemos que as coisas vão melhorar.”

Presidente Eyring disse que seu chamado apostólico de levar o evangelho ao mundo é um trabalho deleitoso.

“Esta é uma oportunidade que nunca poderia ter imaginado que teria”, disse ele. “Não sinto que é uma obrigação. É um privilégio. Penso que todos meus Irmãos sentem o mesmo. É uma bênção— não uma obrigação.”