Ministério do Presidente Oaks na Primeira Presidência definido por compromisso e compaixão

Em sua primeira declaração pública como recém-chamado membro da Primeira Presidência, Presidente Dallin H. Oaks não deixou nenhuma dúvida de que entusiasticamente apoiou o 17º Presidente da Igreja — seu amigo e companheiro no apostolado, Presidente Russell M. Nelson.

“Com todo o meu coração, prometo minha lealdade e apoio à terna e inspiradora liderança do Presidente Nelson. … Sinto-me privilegiado por ter sido chamado como conselheiro do Presidente Nelson na Primeira Presidência”, disse Presidente Oaks durante uma transmissão ao vivo no dia 16 de janeiro de 2018.

Para santos dos últimos dias no mundo todo, ver Presidente Oaks sentado ao lado do Presidente Nelson naquela manhã de inverno, há quase três anos, foi, ao mesmo tempo, familiar e reconfortante. A associação eclesiástica dos dois homens começou há muitas décadas, quando ambos foram chamados para o Quórum dos Doze Apóstolos em 1984. 

O presidente Russell M. Nelson, no centro, acena para uma multidão após a sessão das mulheres na 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Centro de Conferências em Salt Lake City em 5 de outubro de 2019. Atrás dele estão o presidente Dallin H. Oaks, à esquerda, e o presidente Henry B. Eyring, primeiro e segundo conselheiros na Primeira Presidência respectivamente, e à direita, a esposa do presidente Nelson.
O presidente Russell M. Nelson, no centro, acena para uma multidão após a sessão das mulheres na 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Centro de Conferências em Salt Lake City em 5 de outubro de 2019. Atrás dele estão o presidente Dallin H. Oaks, à esquerda, e o presidente Henry B. Eyring, primeiro e segundo conselheiros na Primeira Presidência respectivamente, e à direita, a esposa do presidente Nelson. Credit: Colter Peterson, Deseret News

É difícil visualizar um, sentado em seu assento de costume no Centro de Conferências, sem ver o outro ao seu lado.

E embora os últimos três anos de chamado, compartilhado pelo Presidente Oaks e pelo Presidente Nelson na Primeira Presidência, tenham testemunhado momentos históricos de mudanças, uma coisa se provou imutável: a voz unificada de ambos no avanço da Igreja restaurada do Senhor. 

Um devoto e bem treinado servo do evangelho

Presidente Oaks tinha 85 anos quando começou a servir na Primeira Presidência. Ele foi bem preparado para este importante chamado.

Uma ilustre carreira, como advogado, educador e jurista, o preparou com um vasto entendimento sobre a arte e ciências por trás da liderança e administração pública.

Enquanto isso, seu ministério apostólico apenas aprofundou seu compromisso de seguir o exemplo do Salvador de elevar e amar indivíduos.

As mensagens do Presidente Oaks nos três últimos anos frequentemente examinaram muitos dos temas fundamentais da atualidade — incluindo racismo, questões sobre LGBTQ, doenças mentais e os “desafios da mortalidade”.  

Presidente Dallin H. Oaks e sua esposa, a irmã Kristen Oaks, entram o Marriott Center, no campus da BYU, antes do Presidente Oaks discursar no dia 27 de outubro de 2020.
Presidente Dallin H. Oaks e sua esposa, a irmã Kristen Oaks, entram o Marriott Center, no campus da BYU, antes do Presidente Oaks discursar no dia 27 de outubro de 2020. Credit: Foto da BYU

E independente de seu público ou tópico, ele tem desafiado todos seus ouvintes a seguirem o conselho do Presidente Nelson e aumentarem sua fé e confiança no Salvador.

Apenas meses após a formação da atual Primeira Presidência, Presidente Oaks — juntamente com Presidente Nelson e seu outro conselheiro, Presidente Henry B. Eyring — se uniram a líderes da Associação Nacional para o Progresso das Pessoas de Cor (NAACP), se comprometendo a encontrar maneiras para servirem juntos para erguerem aqueles passando por necessidades.

Dias depois, Presidente Oaks deu um discurso inesquecível no evento “Ser Um” da Igreja, celebrando o 40º aniversário da revelação do sacerdócio.

Ele contou que chorou de alegria quando soube — no dia 8 de junho de 1978 — que todos os filhos de Deus poderiam desfrutar das bênçãos do sacerdócio e do templo. Ele também definiu o racismo como um pecado que exige arrependimento.

“Como servos de Deus que têm o conhecimento e as responsabilidades de Seu grande plano de salvação, devemos nos apressar para prepararmos nossas atitudes e ações — institucional e pessoalmente — para abandonarmos todos os preconceitos pessoais”, disse. “Como Presidente Russell M. Nelson disse após nossa recente reunião com os líderes nacionais da NAACP: ‘Juntos convidamos todas as pessoas, organizações e governos para trabalharem com maior civilidade, eliminando todo tipo de preconceito’.”

Presidente Oaks novamente repetiria o apelo do Presidente Nelson para “eliminar o racismo”, durante um devocional com ampla cobertura, no dia 27 de outubro de 2020, na Universidade Brigham Young.

“Somente o Evangelho de Jesus Cristo pode unir e trazer paz às pessoas de todas as raças e nacionalidades”, disse no final do devocional. “Nós, que acreditamos neste evangelho — quaisquer que sejam as nossas origens — devemos nos unir e amar uns aos outros e ao nosso Salvador Jesus Cristo.”

Presidente Nelson frequentemente desafia santos dos últimos dias a “permanecerem no caminho do convênio”. O primeiro conselheiro do Presidente da Igreja frequentemente repetiu esta responsabilidade profética.

O presidente Russell M. Nelson, cumprimenta Carol Costley com um aperto de mão ao término da sessão das mulheres na 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Centro, com o presidente Dallin H. Oaks, primeiro conselheiro na Primeira Presidência, à direita, no Centro de Conferências em Salt Lake City em 5 de outubro de 2019.
O presidente Russell M. Nelson, cumprimenta Carol Costley com um aperto de mão ao término da sessão das mulheres na 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Centro, com o presidente Dallin H. Oaks, primeiro conselheiro na Primeira Presidência, à direita, no Centro de Conferências em Salt Lake City em 5 de outubro de 2019. Credit: Colter Peterson, Deseret News

Todos devem escolher “entre o caminho de Jesus ou o caminho do mundo”, Presidente Oaks ensinou em um devocional para jovens casais no dia 24 de agosto de 2018 em Los Angeles, Califórnia.

“Claro que sabemos que precisamos atender aos requisitos do mundo de muitas formas, incluindo a necessidade de ganharmos nosso pão de cada dia e buscar educação, assim como outras atividades que nos possibilitarão fazê-las”, disse. “Mas nunca devemos perder nossa prioridade nas coisas da eternidade — o pão da vida — que o Salvador e Sua Igreja nos proverão.”

A teologia da Igreja do Senhor, acrescentou, é centralizada na família.

“O nosso relacionamento com Deus e o propósito da vida na Terra são explicados em termos de família. Somos os filhos espirituais de Pais Celestiais. O plano do evangelho é implementado por meio de famílias terrenas e nossas maiores aspirações são de perpetuar esses relacionamentos familiares através da eternidade. A principal missão de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é de nos ajudar a alcançar a exaltação no reino celestial, e isto só pode ser alcançado no relacionamento familiar.”

Um servo bem viajado

A atual pandemia de COVID-19 afetou quase todos os aspectos tradicionais da Igreja — incluindo as viagens frequentes e pelo mundo todo da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze.

Mas antes da chegada do coronavírus, Presidente Oaks manteve um cronograma de viagens em harmonia com o antigo chamado de Seus discípulos de “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16:15).

Quando Presidente Oaks presidiu o devocional de jovens em Barranquilla, Colômbia, no dia 8 de dezembro de 2018, um repórter do Church News cobrindo o evento se maravilhou com a energia juvenil do octogenário. Presidente Oaks e sua esposa, a irmã Kristen Oaks, chegaram cedo para apertar as mãos ou dar um aceno para cada jovem participando.

O relacionamento natural dos Oaks com jovens santos dos últimos dias foi mais uma vez evidente durante o Cara a Cara mundial do dia 23 de fevereiro de 2020, focado na implementação do novo Programa para Crianças e Jovens.

Presidente Oaks ensinou seu público jovem sobre lições essenciais de prestação de contas pessoais.

“Deus os ajudará”, disse. “Ele quer que sejam bem sucedidos. Seus líderes e seus pais querem que vocês sejam bem sucedidos. Mas existem algumas coisas que vocês simplesmente precisam fazer sozinhos. Estabelecer metas e acumular o desejo de fazer aquilo que o Senhor quer que façam é algo que só vocês podem fazer.”

Presidente Oaks também presidiu a rededicação do Templo de Oakland Califórnia, no dia 16 de junho de 2019. Na noite anterior àquele importante evento, ele falou a centenas de jovens da área da Baía de San Francisco, lembrando-os das perspectivas, propósitos e promessas concedidos pelo evangelho de Jesus Cristo.

“Nestes dias — assim como em muitos momentos estressantes do passado — os jovens devem seguir em frente com otimismo e se preparar para uma vida longa e produtiva”, disse. “Guardem os mandamentos. Sirvam missões. Alcancem uma formação acadêmica. Tenham filhos. Tenham fé.”

Presidente Dallin H. Oaks, primeiro conselheiro na Primeira Presidência, cumprimenta Santos dos Últimos Dias que falam espanhol de oito estacas em Chicago antes de um devocional na capela da Estaca Wilmette Illinois, no dia 23 de novembro.
Presidente Dallin H. Oaks, primeiro conselheiro na Primeira Presidência, cumprimenta Santos dos Últimos Dias que falam espanhol de oito estacas em Chicago antes de um devocional na capela da Estaca Wilmette Illinois, no dia 23 de novembro. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

Durante seu ministério na Primeira Presidência, Presidente Oaks ocasionalmente tem viajado com Presidente Nelson, reforçando o apelo do Presidente a santos dos últimos dias, para se tornarem participantes de pleno direito na coligação de Israel.

Quando Presidente Oaks se juntou ao Presidente Nelson no devocional para centenas de milhares de santos dos últimos dias do Arizona, reunidos no State Farm Stadium em Phoenix no dia 10 de fevereiro de 2019, ele encorajou os jovens a evitarem se definir por qualidades temporárias.

“Nossa melhor qualidade para nos caracterizarmos é que somos filhos e filhas de Deus”, disse. “Este fato ultrapassa todos os outros rótulos, incluindo raça, características de ocupação física, honrarias ou até mesmo filiações religiosas.”

Talvez a designação de viagem do Presidente Oaks mais histórica, como membro da Primeira Presidência, ocorreu quando se uniu ao Presidente Nelson, ao Presidente Eyring e ao Quórum dos Doze Apóstolos em março de 2019 para a dedicação do Templo de Roma Itália.

“Isto significa tanto para a Igreja restaurada e seus membros, terem um templo em Roma, que é a capital de todo o cristianismo e um lugar onde os nossos predecessores, como Apóstolos do Senhor Jesus Cristo, deram sua vida. É uma bênção do Senhor estarmos aqui, termos nossos espíritos edificados e recebermos a inspiração do Senhor para realizarmos as tarefas que nos foram designadas, como parte de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.”

Ministrando na época da pandemia

Embora a contínua pandemia tenha impedido Presidente Oaks de alguns deveres tradicionais da Primeira Presidência, seu serviço aos santos dos últimos dias no mundo todo continuou sem interrupções em 2020.

Ele, e outros líderes da Igreja, podem não ter dado suas mensagens das Conferências Gerais de abril e de outubro na frente de um grande público no Centro de Conferências, mas suas oportunas palavras ainda ressoam durante um momento essencial na história da Igreja.

Presidente Oaks utilizou a Conferência Geral para ensinar, dentre outras lições, sobre a importância das bênçãos do sacerdócio, seguir o mandamento de Deus de “amar o próximo” e encontrar alegria em meio a circunstâncias difíceis.

Enquanto isto, ele acrescentou seu nome às declarações da Primeira Presidência sobre o aprendizado do evangelho centralizado no lar e apoiado pela Igreja, fechamentos de templos e reaberturas subsequentes provocadas pela pandemia, e elementos-chave de governança da Igreja encontrados no Manual Geral.

Agora, enquanto Presidente Dallin H. Oaks se prepara para seu quarto ano de serviço na Primeira Presidência, milhões de santos dos últimos dias podem encontrar contínua segurança nas palavras que ele proferiu no início de seu chamado:

“Alegro-me com a oportunidade de empregar todos os meus esforços para prestar testemunho de Jesus Cristo e proclamar a verdade de Seu evangelho restaurado.”