Profeta, médico, marido e pai: Um olhar sobre a vida do Presidente Nelson

Quando o Presidente Russell M. Nelson foi chamado para o Quórum dos Doze Apóstolos, no dia 7 de abril de 1984, ele estava no auge de sua carreira como cirurgião cardíaco de renome mundial e premiado. Sem hesitação, o Dr. Nelson aceitou o chamado e se tornou o Élder Nelson, mudando o foco de sua vida da medicina para o serviço na Igreja em tempo integral.

“Nem perguntei ao Presidente [Gordon B.] Hinckley, ‘Tem certeza?’” disse o Presidente Nelson ao Church News. “Minha fé é profunda e simples a esse ponto. Quando o Senhor fala por intermédio de Seu profeta, minha mente coloca um ponto de exclamação no final, não um ponto de interrogação.”

Seu serviço como Apóstolo e como Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos se estendeu por mais de 30 anos, antes de se tornar o 17º Presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Em seu primeiro discurso como Presidente da Igreja, no dia 16 de janeiro de 2018, Presidente Nelson declarou: “O Senhor sempre instruiu e sempre vai instruir e inspirar Seus profetas. O Senhor está ao leme! Nós que fomos ordenados a prestar testemunho de Seu santo nome em todo o mundo continuaremos a procurar conhecer Sua vontade e segui-la.”

Presidente Russell M. Nelson segura um novo bebê de sua família, antes da pandemia de COVID-19. Em uma postagem nas redes sociais no dia 20 de setembro, escreveu que está ansioso pelo dia em que poderá fazer isso novamente.
Presidente Russell M. Nelson segura um novo bebê de sua família, antes da pandemia de COVID-19. Em uma postagem nas redes sociais no dia 20 de setembro, escreveu que está ansioso pelo dia em que poderá fazer isso novamente. Credit: Facebook do Russell M. Nelson

O que é preciso para se tornar o tipo de pessoa que tem fé a ponto de seguir imediatamente a vontade do Senhor? Um breve olhar sobre sua vida pode ajudar a responder à pergunta.

Russell Marion Nelson nasceu em Salt Lake City, filho de Marion C. e Edna Anderson Nelson, no dia 9 de setembro de 1924. O segundo de quatro filhos, o jovem Russell Nelson, foi criado em um lar amoroso e alegre. Em sua juventude, seus pais não eram ativos na Igreja, embora o tenham mandado para a Escola Dominical e sua mãe o tenha ensinado a orar. 

Com o esforço de ministração dos mestres familiares e dos professores da Escola Dominical, ele foi batizado junto com seus três irmãos quando tinha 16 anos de idade.

O jovem Russell era curioso e sempre quis saber como funcionava o mundo, disse Sheri Dew, ex-membro da presidência geral da Sociedade de Socorro que escreveu o livro “Insights From a Prophet’s Life: Russell M. Nelson” [Perspectivas da vida de um Profeta: Russell M. Nelson]. Ela contou que, quando ele era um garoto de 9 ou 10 anos, pegou um bonde para o centro de Salt Lake City e foi até a Deseret Book, onde pediu a um funcionário que lhe recomendasse um livro sobre a Igreja e, “de alguma maneira saiu com um”, disse a irmã Dew.

Esse mesmo desejo de saber o que é a verdade também o levou às ciências como a matemática, química e física. “Nada é tão gratificante para mim como encarar um problema e descobrir qual é a verdade”, disse ele ao Church News, logo após seu chamado como Apóstolo.

Russell M. Nelson e sua primeira esposa, Dantzel Nelson, na Universidade de Utah em 1942.
Russell M. Nelson e sua primeira esposa, Dantzel Nelson, na Universidade de Utah em 1942.

Aos 15 anos de idade, depois de assumir vários outros trabalhos menores desde os 10, decidiu que estudaria Medicina. Essa decisão foi tomada por duas constatações, disse ele ao Church News. “Uma delas era quais eram meus talentos. Eu tinha um grande desejo de fazer pesquisas, de ir ao desconhecido.

A outra era que eu gostava de pessoas. Eu queria servi-las. Raciocinei que a melhor carreira à disposição de um ser humano seria a de mãe. Como isso estava fora de cogitação para mim, raciocinei que a segunda melhor ocupação seria a medicina. Lá eu poderia ajudar as pessoas todos os dias e ensiná-las.”

Ele estudou na Universidade de Utah, obtendo o bacharelado em 1945. Durante seu primeiro ano, conheceu Dantzel White enquanto participava de uma produção musical, na qual os dois estavam envolvidos. Casaram-se no Templo de Salt Lake, no dia 31 de agosto de 1945, poucos meses depois da formatura do Presidente Nelson.

Por causa da Segunda Guerra Mundial, completou quatro anos de estudo
pré-médico em três. Ele entrou na Faculdade de Medicina da Universidade de Utah em 1944, graduando-se como o melhor aluno de sua classe em 1947. Também serviu na Reserva da Marinha dos Estados Unidos, de 1945 a 1947.

Durante os oito anos seguintes, continuou sua formação médica, fazendo residências em cirurgia nos Hospitais da Universidade de Minnesota em Mineápolis, Minnesota, e no Hospital Geral de Massachusetts em Boston, Massachusetts, na equipe cirúrgica do Exército dos Estados Unidos no Hospital Walter Reed, e obtendo um Ph.D. na Universidade de Minnesota.

Em um discurso remoto transmitido ao vivo para a Conferência Anual da UCAP [Coalizão de Utah Contra a Pornografia] no dia 12 de setembro de 2020, Élder Jeffrey R. Holland compartilhou uma lição da carreira do Presidente Russell M. Nelson como cirurgião cardíaco.
Em um discurso remoto transmitido ao vivo para a Conferência Anual da UCAP [Coalizão de Utah Contra a Pornografia] no dia 12 de setembro de 2020, Élder Jeffrey R. Holland compartilhou uma lição da carreira do Presidente Russell M. Nelson como cirurgião cardíaco. Credit: Captura de tela

Na faculdade de Medicina, Presidente Nelson aprendeu que tocar em um coração palpitante faria com que ele parasse de bater. “E então li em Doutrina e Convênios que ‘a todo reino é dada uma lei, e toda lei também tem certos limites e condições’ (Doutrina e Convênios 88:38).

“Essa passagem me disse que as bênçãos de um batimento cardíaco se baseiam na obediência à lei. Então eu sabia que existiam leis relativas ao batimento do coração. Portanto, se entendêssemos essas leis, poderíamos ser capazes de abordar o coração com um pouco mais de precisão.” 

Ao aprender bem tais leis nos 29 anos que se passaram, entre o término de sua residência e seu chamado como Apóstolo, Presidente Nelson estava na vanguarda da pesquisa e da cirurgia cardíaca. 

Em sua carreira profissional, Presidente Nelson fez parte de uma equipe que foi pioneira no desenvolvimento da máquina de coração-pulmão, e realizou a primeira cirurgia cardíaca de peito aberto em Utah, em 1955. Ele recebeu muitos prêmios por suas realizações na medicina e compartilhou seus conhecimentos com cirurgiões do mundo inteiro, inclusive da Índia, América do Sul, China e União Soviética.

Sobre seu sucesso, disse enfaticamente: “Eu não teria conseguido sem Dantzel.”

Até terminar a faculdade de Medicina, a irmã Dantzel Nelson trabalhou em dois empregos para sustentar sua família em crescimento. “Tivemos cinco filhos antes de eu receber o primeiro pagamento por serviços profissionais”, disse ele. “Durante todo esse tempo, e durante os anos em que estive no hospital por longas horas, deixando-a com as responsabilidades familiares, ela nunca resmungou. Jamais a ouvi reclamar.”

O casal Nelson se tornaria pais de dez filhos — nove filhas e um filho. 

O Presidente da Igreja, Russell M. Nelson, e sua esposa, Wendy Nelson, posam para fotografias com membros da família após uma coletiva de imprensa no Edifício dos Escritórios da Igreja, em Salt Lake City, na terça-feira, dia 16 de janeiro de 2018.
O Presidente da Igreja, Russell M. Nelson, e sua esposa, Wendy Nelson, posam para fotografias com membros da família após uma coletiva de imprensa no Edifício dos Escritórios da Igreja, em Salt Lake City, na terça-feira, dia 16 de janeiro de 2018. Credit: Spenser Heaps, Deseret News

A família sempre veio em primeiro lugar para o Presidente Nelson, disse a irmã Dantzel Nelson ao Church News em 1984. “Embora estivesse muito ausente, as crianças sempre souberam que ele poderia ser contatado a qualquer momento, caso precisassem dele”, disse ela. “E se alguma vez sentisse que uma das crianças precisava de um pouco de atenção individualmente, ele a levaria consigo em uma curta viagem de negócios. Inevitavelmente, ela era uma pessoa diferente quando voltava, porque tinha tido um pouco de tempo sozinha com o pai.”

“Os títulos mais elevados que tenho são marido e pai”, disse ele.

“Quando ele está no trabalho, está 100% no trabalho”, disse Sylvia Webster, uma das nove filhas do Presidente Nelson. “Quando ele está em casa, está 100% em casa. Quando está cumprindo seu dever eclesiástico, ele está 100% no dever eclesiástico. Creio que talvez seja assim que ele equilibra as coisas.”

Seu filho, Russell Nelson Jr., disse que não importa o título que seu pai tenha,  Presidente Nelson “sempre foi consistente. Como pai, ele sempre foi amoroso e sempre procurou arranjar tempo.”

A irmã Dantzel Nelson morreu inesperadamente em fevereiro de 2005. “Sou grato a Deus pelos quase 60 anos em que Dantzel e eu permanecemos juntos, por uma vida inteira de amor, de alegria e de lembranças preciosas”, disse  Presidente Nelson em uma mensagem de vídeo intitulada “O Poder de Cura da Gratidão”, no dia 20 de novembro de 2020. Ele também perdeu tragicamente duas filhas devido ao câncer.

Após a morte da irmã Dantzel Nelson, Presidente Nelson se encontrou com Wendy L. Watson. Em um vídeo publicado no Church News no dia 3 de junho de 2019, a irmã Wendy W. Nelson falou sobre sua decisão de iniciar um relacionamento com o Apóstolo. No início, ela estava bastante certa de que não era possível que o Élder Nelson quisesse conhecê-la.

Ela procurou revelação pessoal sobre o assunto em um retiro em uma montanha para jejuar e orar, desesperada para saber a vontade do Senhor. Depois de ter comungado tanto com a natureza como com o Senhor, a irmã Nelson disse que recebeu sua resposta.

“Eu soube de três maneiras diferentes que era da vontade do Senhor esse potencial relacionamento com o Élder Russell M. Nelson”, disse ela.

Eles se casaram em junho de 2006 e recentemente celebraram 14 anos de casamento.

“Wendy agora preenche minha vida de alegria”, disse ele em “O Poder de Cura da Gratidão.”

Em uma entrevista em 1974, Presidente Nelson disse que o principal objetivo dele e de sua esposa é o fortalecimento da família. “O serviço na Igreja, na comunidade, a educação contínua e nossos esforços profissionais são todos empreendidos para proporcionar desenvolvimento à nossa família”, disse ele em maio de 1974, em um devocional da BYU. 

Ele procurou seguir a diretriz em Mateus 6:33 — “Buscai primeiro o reino de Deus” — amando e honrando em primeiro lugar a família que o Senhor lhe deu.

Com todas as demandas de seu tempo, devido à sua carreira médica e prioridade à família, Presidente Nelson cumpria sem hesitação qualquer apelo que lhe fosse feito.

Em dezembro de 1964, Presidente Nelson foi chamado para presidir a estaca Salt Lake Bonneville. Ele aceitou imediatamente o chamado, apesar de algumas preocupações dos líderes de estaca de que não teria tempo para desempenhá-lo.

Presidente James E. Faust até mesmo mencionou o fato na biografia do Presidente Nelson: “Russell M. Nelson: Father, Surgeon, Apostle” [Russell M. Nelson: Pai, cirurgião, apóstolo], que havia uma presunção de que médicos eram muito ocupados para servirem em chamados da Igreja. “Russell Nelson mudou tal premissa com seu serviço …”, disse ele. “Ele abençoou toda a Igreja, e agora temos muitos bons médicos servindo no reino. Dou a Russell M. Nelson o crédito por ter mudado o estereótipo de que médicos são muito ocupados para servirem na Igreja.”

Como tenente, Russell M. Nelson, segundo da esquerda para a direita, visitou todos os hospitais cirúrgicos móveis do exército na Coreia.
Como tenente, Russell M. Nelson, segundo da esquerda para a direita, visitou todos os hospitais cirúrgicos móveis do exército na Coreia. Credit: Cortesia do Élder Russell M. Nelson

Presidente Nelson disse ao Church News em 1986: “Quando Presidente Kimball — na época Élder Spencer W. Kimball do [Quórum dos Doze Apóstolos] — e Élder LeGrand Richards colocaram as mãos sobre minha cabeça e me abençoaram para conseguir realizar o trabalho de um presidente de estaca, e também de ter tempo para meu trabalho médico, eles me deram poder para fazer, compreender e ver aquilo que não fazia, compreendia nem via antes. Minha capacidade aumentou.”

Uma de suas preocupações mais sérias, na época de seu chamado como presidente de estaca, foi a taxa de mortalidade de 20% dos pacientes submetidos à substituição da válvula aórtica, o que significou mais horas de observação desses pacientes. No decorrer de seu serviço, sua taxa de mortalidade cirúrgica caiu para menos de 5%.

Presidente Nelson foi presidente da estaca Salt Lake Bonneville de 1964 a 1971, presidente geral da Escola Dominical de 1971 a 1979, e representante regional de 1979 a 1984. 

Ele reconheceu que as demandas do serviço da Igreja eram semelhantes às de um médico.

Em um artigo do Church News de 1986, o então Élder Nelson explicou que o principal dever de um médico é ensinar. “Um médico está realmente exercendo sua prática, em seu mais alto nível, quando está ensinando a seu paciente o que está errado, se algo estiver errado, e o que pode ser feito em relação a isso. O dever de um médico é discernir e ensinar.”

Além disso, os médicos atendem os pacientes, e não de acordo com a preferência do médico. “A medicina é uma disciplina que o ensina a servir abnegadamente e sem consideração pelo seu próprio conforto, quer esteja cansado, faminto ou qualquer outra coisa. É necessário subverter os próprios apetites pessoais.”

Isso está de acordo com o que é ensinado na Igreja, explicou ele, citando 2 Néfi 9:39: “… que ter mente carnal é morte e ter mente espiritual é vida eterna.”

Presidente Russell M. Nelson, agora tataravô, posa via tecnologia para uma fotografia de cinco gerações, em dezembro de 2020. Presidente Nelson, acima, à esquerda, acompanhado de sua filha, Marsha Nelson Workman, e do filho dela, Nathan McKellar, abaixo à direita; e o filho e neto dele, Jacob e Duncan McKellar, abaixo, à esquerda.
Presidente Russell M. Nelson, agora tataravô, posa via tecnologia para uma fotografia de cinco gerações, em dezembro de 2020. Presidente Nelson, acima, à esquerda, acompanhado de sua filha, Marsha Nelson Workman, e do filho dela, Nathan McKellar, abaixo à direita; e o filho e neto dele, Jacob e Duncan McKellar, abaixo, à esquerda. Credit: Foto cortesia da família Nelson

“Isto significa que há uma constante batalha da mente sobre o corpo, para desenvolver poder espiritual e força para jejuar 24 horas, se for preciso, para ficar sem dormir, viajar em missão, pegar um voo durante toda a noite e estar pronto para trabalhar pela manhã.”

Mais de três décadas depois e aos 96 anos de idade, suas responsabilidades como 17º Presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias não são menos exigentes. 

Mas o sempre médico, Presidente Nelson é quem está dizendo aos membros da Igreja que olhem para o futuro da Igreja: “Tomem suas vitaminas. Descansem. Será emocionante”.

Ele não tem planos para desacelerar agora.