Líderes seniores da Igreja recebem vacina contra COVID-19 e encorajam membros a se protegerem ‘por meio da imunização’

Depois de oito líderes seniores de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias receberem a primeira dose da vacina contra a COVID-19, em Salt Lake City na manhã de terça-feira, a Primeira Presidência emitiu uma declaração sobre vacinações.

“Em palavras e ação, A Igreja de Jesus Cristo Dos Santos dos Últimos Dias tem apoiado a vacinação por gerações”, escreveram os líderes em uma declaração. “Como um componente proeminente de nossos esforços humanitários, a Igreja tem financiado, distribuído e administrado vacinas vitais por todo o mundo. A vacinação tem ajudado a conter ou eliminar doenças transmissíveis devastadoras tais como: poliomielite, difteria, tétano, varíola e sarampo. As vacinas aplicadas por profissionais de saúde competentes protegem a saúde e preservam vidas.”

A Primeira Presidência também exortou os membros da Igreja, conforme oportunidades apropriadas se tornam disponíveis, para que “sejam bons cidadãos globais e ajudem a conter a pandemia, ao protegerem a si mesmos e aos outros através da imunização.”

Presidente Dallin H. Oaks, da Primeira Presidência, recebe a primeira dose da vacina contra a COVID-19 na terça-feira, dia 19 de janeiro de 2021, em Salt Lake City.
Presidente Dallin H. Oaks, da Primeira Presidência, recebe a primeira dose da vacina contra a COVID-19 na terça-feira, dia 19 de janeiro de 2021, em Salt Lake City. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

Eles adicionaram: “Cada indivíduo é responsável por tomar suas próprias decisões quanto à imunização. Ao fazermos esta determinação, recomendamos que, onde possível, aconselhem-se com um profissional de saúde competente sobre suas circunstâncias pessoais e necessidades.”

Todos os membros da Primeira Presidência e cinco membros seniores do Quórum dos Doze Apóstolos receberam a primeira dose da vacina contra a COVID-19 na manhã de terça-feira. Os oitos líderes e a maioria das esposas – que se qualificam em Utah para receberem a vacina por terem idade acima de 70 anos –, foram vacinados depois de profissionais do setor de saúde, socorristas e outros profissionais de alta-prioridade, receberam suas vacinas nas últimas semanas.

Os seguintes líderes seniores receberam a vacina: Presidente Russell M. Nelson e sua esposa, a irmã Wendy Nelson; Presidente Dallin H. Oaks e sua esposa, a irmã Kristen Oaks; Presidente Henry B. EyringPresidente M. Russell BallardÉlder Jeffrey R. Holland e sua esposa, a irmã Patricia Holland; Élder Dieter F. Uchtdorf e sua esposa, a irmã Harriet Uchtdorf; Élder Quentin L. Cook e sua esposa, a irmã Mary Cook; e Élder D. Todd Christofferson e sua esposa, a irmã Kathy Christofferson.

Élder Jeffrey R. Holland, do Quórum dos Doze Apóstolos, recebe a primeira dose da vacina contra a COVID-19 na terça-feira, dia 19 de janeiro de 2021, em Salt Lake City.
Élder Jeffrey R. Holland, do Quórum dos Doze Apóstolos, recebe a primeira dose da vacina contra a COVID-19 na terça-feira, dia 19 de janeiro de 2021, em Salt Lake City. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

“Conforme esta pandemia se espalhava através do mundo, a Igreja imediatamente cancelou reuniões, fechou templos e restringiu outras atividades devido ao nosso desejo de sermos cidadãos globais e fazermos nossa parte no combate à pandemia”, escreveu a Primeira Presidência na declaração. “Agora, vacinas contra a COVID-19, para as quais muitos trabalharam, oraram e jejuaram, estão sendo desenvolvidas e algumas estão sendo disponibilizadas. Conforme as diretrizes emitidas pelos oficiais de saúde locais, as vacinas foram primeiramente fornecidas a trabalhadores da área de saúde, socorristas e outros profissionais de alta prioridade. Devido à idade, líderes seniores da Igreja com mais de 70 anos deram as boas-vindas à oportunidade de serem vacinados.”

Post do Presidente Nelson nas redes sociais

Depois de ter sido vacinado, Presidente Nelson publicou uma declaração pessoal sobre vacinações em suas contas nas redes sociais.

“Com a aprovação de nosso médico, minha esposa, Wendy, e eu fomos vacinados hoje contra a COVID-19”, escreveu o líder de 96 anos. “Somos muito gratos. Esta foi a primeira semana em que ambos somos elegíveis para receber a vacina. Somos gratos pelos inúmeros médicos, cientistas, pesquisadores, fabricantes, líderes governamentais e outros que têm desempenhado o exaustivo trabalho necessário para tornar esta vacina disponível. Temos orado com frequência por esta dádiva divina.

“Como um ex-cirurgião e pesquisador médico, sei um pouco sobre o esforço necessário para se alcançar uma proeza tão notável. Produzir uma vacina segura e eficaz, em menos de um ano, não é nada mais do que um milagre. Eu era um jovem cirurgião quando, em 1953, Dr. Jonas Salk anunciou que havia desenvolvido uma vacina contra a cruel e devastadora poliomielite. Assisti então, ao enorme impacto que aquela vacina teve em erradicar a doença, conforme a maior parte das pessoas pelo mundo eram vacinadas.

“Por gerações, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias tem doado recursos consideráveis para tornar as vacinas disponíveis às pessoas em países em desenvolvimento. Vacinações têm ajudado a erradicar doenças, tais como a difteria e a varíola. Minha experiência profissional e eclesiástica me convenceram que vacinas, administradas por profissionais de saúde competentes, protegem a saúde e preservam a vida.

“Receber a vacina hoje foi parte de nossos esforços pessoais para sermos bons cidadãos globais, ajudando a eliminar a COVID-19 do mundo.”

História de apoio

De acordo com um artigo da Sala de Imprensa, A Igreja de Jesus Cristo tem reconhecido a importância de vacinações e imunizações por décadas.

“Nós incentivamos os membros de A Igreja de Jesus Cristo Dos Santos dos Últimos Dias a protegerem seus filhos por meio da imunização”, declarou a Primeira Presidência em 1978. 

Élder Dieter F. Uchtdorf e sua esposa, Harriet, se preparam para receber a primeira dose da vacina contra a COVID-19 na terça-feira, dia 19 de janeiro de 2021, em Salt Lake City.
Élder Dieter F. Uchtdorf e sua esposa, Harriet, se preparam para receber a primeira dose da vacina contra a COVID-19 na terça-feira, dia 19 de janeiro de 2021, em Salt Lake City. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

Desde 2002, através de sua organização humanitária de Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias, a Igreja ajudou a financiar 168 projetos em 46 países para abençoar mais de 116 milhões de pessoas. A organização de Serviços de Caridade oferece ajuda financeira a proeminentes parceiros globais de imunização para obterem e fornecerem vacinas, monitorarem doenças, responderem a surtos, treinarem profissionais de saúde, e desenvolverem programas de eliminação e erradicação. Os resultados incluem mais crianças imunizadas e menos vidas perdidas para o sarampo, rubéola, tétano materno e neonatal, poliomielite, diarreia, pneumonia e febre amarela.

Histórias notáveis de sucesso recentes incluem a eliminação de doenças por toda a África. Em 2019, a organização de Serviços de Caridade e parceiros, como a UNICEF USA e Kiwanis International, ajudaram a eliminar o tétano materno e neonatal no Chade e na República Democrática do Congo. No final do ano passado, graças à UNICEF e parceiros como a organização de Serviços de Caridade, o vírus selvagem da poliomelite foi erradicado na África. E em resposta a uma epidemia de sarampo no Chade em 2019, a UNICEF e seus parceiros ajudaram a vacinar 653.535 crianças, com idades entre seis meses e nove anos, no período de uma semana.  

“Estou feliz que chegou a nossa vez de tomar a vacina,” declarou Presidente Oaks na terça-feira de manhã. “Estamos muito esperançosos de que a vacinação geral da população nos ajudará a enfrentar esta terrível pandemia. É uma esperança, como uma luz no fim do túnel. Existem alívio e apreciação por aqueles que inventaram a vacina e por aqueles que fizeram com que ela fosse disponibilizada a todos em um sistema de prioridade.”