Élder Gary E. Stevenson: ‘Corações entrelaçados’

Quórum dos Doze Apóstolos

Resumo do discurso:

A bondade é um princípio de cura fundamental do evangelho que pode curar corações emocional, espiritual e até mesmo fisicamente.

Os membros da Igreja receberam o mandamento de ter “os corações entrelaçados em unidade e amor uns para com os outros” (Mosias 18:21) e que “poder ou influência deve ser mantido… com brandura e mansidão… com bondade… e sem dolo” (Doutrina e Convênios 121:41-42).

“Acredito que este preceito se aplica universalmente a todos os santos dos últimos dias: adultos, jovens e crianças.”

As crianças da Primária devem se lembrar das palavras da música “Eu quero ser como Cristo” — “Ame a seu próximo como Jesus ama você… Gentil e bondoso você deve ser.”

Para os jovens que participam ou observam passivamente qualquer forma de bullying, “Não conheço um conselho melhor do que o dado anteriormente pelo Élder Dieter F. Uchtdorf: (…) ‘Parem já!’ Vocês ouviram isso? Parem já! Ao se esforçarem para demonstrar bondade, atenção e compaixão, mesmo digitalmente, prometo que erguerão as mãos que pendem e curarão os corações.”

Os adultos têm a responsabilidade de serem modelos de bondade, inclusão e civilidade e de ensinarem o comportamento cristão.

Embora possamos nos esforçar para amar, respeitar e ser bondosos, podemos ser afetados negativamente pela má escolha dos outros. “O que fazemos então? Seguimos a admoestação do Senhor de, ‘amar vossos inimigos… e orar pelos que vos caluniam’ (Lucas 6:27-28).