Élder Neil A. Andersen: ‘A jornada pessoal de um filho de Deus’

Quórum dos Doze Apóstolos

Resumo dos discurso:

“Cada pessoa que vem à Terra é um filho ou ilha incomparável de Deus. Nossa jornada não começou ao nascermos”, e o propósito de cada indivíduo inclui “vir a Terra para receber um corpo e experienciar a mortalidade.” 

Os filhos do convênio de Deus “amam, honram, sustentam, protegem e recebem esses espíritos que estão vindo do mundo pré-mortal.

As mulheres da Igreja são maravilhosas, amadas e honradas. “Com inteligência e sabedoria, vocês suportam os fardos de sua família. Vocês amam. Vocês servem. Vocês se sacrificam. Vocês fortalecem a fé, ministram aos necessitados e contribuem grandemente para a sociedade.”

Os indivíduos encarregados de tomar decisões que afetam a sociedade podem não ter as mesmas crenças que os membros da Igreja. Os membros devem compartilhar seus sentimentos a respeito da santidade da vida e orar para que as pessoas encarregadas de tomar decisões entendam de melhor forma que este assunto é mais do que “apenas o que alguém quer para sua própria vida.”

As mães que ajudam uma criança inesperada a começar sua jornada mortal devem ser tratadas “com amor, incentivo e, quando necessário, ajuda financeira.” 

Cada jornada pessoal como um filho de Deus não começa ou termina com um fôlego. 

“Que possamos receber, proteger e sempre amar [cada filho espiritual de Deus].”