Presidente Dallin H. Oaks: ‘O que o Senhor tem feito por nós?’

Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência

Resumo do discurso:

O Salvador fez tudo o que é necessário para uma jornada bem-sucedida pela mortalidade em direção ao destino feliz, delineado no plano de salvação de Deus.

“A ressurreição [de Jesus Cristo] dentre os mortos é o pilar pessoal de nossa fé. Acrescenta significado à nossa doutrina, motivação ao nosso comportamento e esperança para o nosso futuro”.

A ressurreição também fornece um poderoso incentivo para guardar os mandamentos de Deus durante a vida mortal e qualificar-se para as maiores bênçãos prometidas aos seres ressuscitados.

“A promessa de que a ressurreição pode incluir uma oportunidade de estar com nossos familiares – marido, esposa, filhos, pais e posteridade – é um poderoso incentivo para cumprirmos nossas responsabilidades familiares na mortalidade. Também nos ajuda a vivermos juntos em amor nesta vida e nos conforta na morte de nossos entes queridos.”

O Cristo amoroso desafia Seus seguidores a se concentrarem Nele, em vez de nas coisas do mundo.

O Salvador sente e conhece as tentações, lutas, mágoas e sofrimento de cada pessoa. Ele os experimentou de bom grado como parte de Sua Expiação.

“Nosso Salvador experimentou de bom grado todas as dores e enfermidades mortais para que Ele soubesse como socorrer ou nos fortalecer em nossas aflições. Jesus Cristo fez tudo isso porque Ele ama todos os filhos de Deus.”