Concentrem-se na preparação de 3 ‘coisas necessárias’, ensina Élder Gong a missionários

PROVO, Utah — Citando o convite feito pelo Senhor — usado duas vezes, nas seções 88 e 109 de Doutrina e Convênios — para “prepararmos todas as coisas necessárias”, Élder Gerrit W. Gong convidou os missionários de tempo integral a se concentrarem na preparação de três coisas necessárias para se tornarem fiéis e valorosos em seu sagrado serviço missionário.

O membro do Quórum dos Doze Apóstolos — que discursou com sua esposa, a irmã Susan Gong, em um devocional no Centro de Treinamento Missionário de Provo na noite de terça-feira, dia 21 de setembro — detalhou três coisas necessárias:

  1. Buscar a perfeição em Cristo, em vez do perfeccionismo do mundo;
  2. Seguir a doutrina de Cristo convidando outros a fazerem o mesmo;
  3. Pregar sobre Cristo Jesus, o Senhor, e sobre a plenitude de Seu evangelho e Igreja restaurados, como encontrado em “Pregar Meu Evangelho”, capítulo 3.

“Estas coisas necessárias abençoarão vocês e seus companheiros, assim como os amigos e pesquisadores que vocês encontrarão, ensinarão e batizarão. Elas abençoarão vocês, os membros e líderes que vocês passarão a amar e com quem trabalharão em união.”

Élder e a irmã Gong discursaram para novos missionários em treinamento no CTM de Provo (Utah); Élder Marcus B. Nash, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento Missionário, dirigiu o devocional, que foi transmitido na quarta-feira para os centros de treinamento missionário na Inglaterra e em Gana, e para todos os missionários que estão participando do treinamento on-line em seus lares.

Missionários ouvem Élder Gerrit W. Gong, do Quórum dos Doze Apóstolos, durante a transmissão de um devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo na terça-feira, dia 21 de setembro de 2021.
Missionários ouvem Élder Gerrit W. Gong, do Quórum dos Doze Apóstolos, durante a transmissão de um devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo na terça-feira, dia 21 de setembro de 2021. Credit: Kristin Murphy, Deseret News

Perfeição em Jesus Cristo

“Buscar a perfeição em Cristo significa sermos pacientes, repletos de bondade e longanimidade, com nós mesmos e com as pessoas ao nosso redor”, disse Élder Gong. “Buscar a perfeição em Cristo é deixarmos de lado o perfeccionismo egocêntrico do mundo.”

Ele chamou o perfeccionismo do mundo de uma esteira ergométrica. “Quanto mais nos concentramos em nossas inadequações ou imperfeições, mais inadequados ou imperfeitos nos sentimos”, disse ele. “Muitas vezes, o perfeccionismo do mundo reduz nossa autoestima e até mesmo nossa fé. Em vez de nos aproximar do Salvador, o perfeccionismo do mundo torna nosso foco egocêntrico, nos voltando para nós mesmos, em vez de nos voltarmos para Jesus Cristo.”

Ele também encorajou os missionários a aproveitarem as oportunidades que terão de ajudar outras pessoas a ignorarem esta tendência. “Muitas pessoas estão presas na armadilha da mídia social do ‘insta-perfeito.’ O insta-perfeito cuidadosamente seleciona imagens corporais, círculos sociais, viagens e aventuras, além da pessoa mais inteligente na sala com os melhores sapatos. Estas imagens são cuidadosamente selecionadas para um propósito específico e não são reais. Elas não são realísticas. Em alguns casos, elas contribuem para a depressão ou ansiedade. Embora saibamos que elas não são reais, se permitirmos, elas podem fazer com que nos sintamos inadequados, de certa forma insuficientes e imperfeitos.”

Como representantes do Senhor Jesus Cristo, os missionários oferecem uma maneira melhor — convidando outras pessoas a virem ao Salvador Jesus Cristo e a verdadeira perfeição que Ele oferece, linha sobre linha, por meio de Sua graça e poder, disse o Apóstolo.

“Portanto, a primeira coisa necessária para acreditarmos e conhecermos a perfeição está em Jesus Cristo, o Santo de Israel, autor e consumador de nossa fé, o Filho Unigênito e Amado de Deus, nosso Pai Eterno.”

Élder Gerrit W. Gong, do Quórum dos Doze Apóstolos, segura as escrituras enquanto discursa para missionários durante a transmissão de um devocional no Centro de Treinamento Missionário de Provo na terça-feira, dia 21 de setembro de 2021.
Élder Gerrit W. Gong, do Quórum dos Doze Apóstolos, segura as escrituras enquanto discursa para missionários durante a transmissão de um devocional no Centro de Treinamento Missionário de Provo na terça-feira, dia 21 de setembro de 2021. Credit: Kristin Murphy, Deseret News

Sigam a doutrina de Cristo

O propósito missionário é encontrado na doutrina de Cristo — convidarmos outras pessoas a virem a Cristo, ajudando-as a receberem o evangelho restaurado por meio da fé em Jesus Cristo e Sua Expiação, arrependimento, batismo, recebimento do dom do Espírito Santo e perseverança até o fim.

“Nosso propósito principal não é convidarmos outras pessoas a virem à Igreja, ou a se filiarem à Igreja”, disse Élder Gong. Pelo contrário, o principal propósito missionário “é convidarmos outras pessoas a virem a Jesus Cristo, para aprenderem sobre Ele e amá-lo, e seguirem Seu exemplo perfeito, que inclui o batismo por imersão. O fato de que nos sentimos mais próximos de nosso Salvador, conforme ajudamos outras pessoas a se achegarem a Ele, é um princípio verdadeiro e maravilhoso do evangelho.”

Ele mostrou aos missionários como destacar padrões que iluminam a doutrina de Cristo, como ensinado em 2 Néfi 31, procurando e estudando referências sobre o Pai, o Filho e o Espírito Santo, bem como sobre o batismo e o simbolismo da água e do fogo, e o fato de que estes símbolos são dirigidos aos amados irmãos e irmãs.

Missionários ouvem Élder Gerrit W. Gong, do Quórum dos Doze Apóstolos, durante a transmissão de um devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo na terça-feira, dia 21 de setembro de 2021.
Missionários ouvem Élder Gerrit W. Gong, do Quórum dos Doze Apóstolos, durante a transmissão de um devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo na terça-feira, dia 21 de setembro de 2021. Credit: Kristin Murphy, Deseret News

“Este elemento pessoal, esta urgência de conversarmos com pessoas reais a respeito de mensagens significativas, também faz parte de nosso padrão do evangelho, disse Élder Gong. “Agora, juntemos tudo isso. Quando falamos sobre a doutrina de Cristo, vemos padrões — o Pai, o Filho, o Espírito Santo, segui-lo e guardar Seus mandamentos, o simbolismo do batismo pela água e pelo fogo, e convidar com urgência nossos amados irmãos e irmãs.”

Preguem sobre Cristo Jesus, o Senhor

Como diz o apóstolo Paulo, ‘não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus, o Senhor’ (2 Coríntios 4:5)”, ensinou Élder Gong. Há flexibilidade, resiliência e força em sabermos que pregamos sobre Cristo Jesus, o Senhor.”

Ele advertiu os missionários contra “altercações sobre a Bíblia ou sobre as escrituras”, quando as pessoas provocam ou debatem com os missionários.

“Caso sejam confrontados com perguntas ou assuntos com os quais não estejam familiarizados ou não tenham certeza, concentrem-se nos elementos fundamentais que vocês conhecem. Você podem não saber tudo — ninguém sabe. Mas vocês sabem e aprenderão o que precisam para convidarem as pessoas, que buscam honestamente a verdade do evangelho, a se achegarem a Jesus Cristo. Seu testemunho pode convidar todas as pessoas a seguirem o exemplo de Jesus Cristo para serem gentis, compassivas e encontrarem alegria em Seu caminho do convênio. Porque esta é Sua obra, Ele os ajudará. Confiem Nele, sempre O reconheçam e O glorifiquem com fé e gratidão.”

Somos restaurados por meio da Expiação de Jesus Cristo

Em sua mensagem, a irmã Gong perguntou: “O que fazemos quando nos sentimos inadequados, inúteis ou quebrantados?”

O Pai Celestial sabia desde o início que a vida não seria fácil, e é por isso que Seu maravilhoso plano sempre se concentrou no Salvador e em Seu sacrifício expiatório, disse ela.

A irmã Susan Gong e Élder Gerrit W. Gong, do Quórum dos Doze Apóstolos, de mãos dadas antes de discursarem para missionários durante a transmissão de um devocional no Centro de Treinamento Missionário de Provo na terça-feira, dia 21 de setembro de 2021.
A irmã Susan Gong e Élder Gerrit W. Gong, do Quórum dos Doze Apóstolos, de mãos dadas antes de discursarem para missionários durante a transmissão de um devocional no Centro de Treinamento Missionário de Provo na terça-feira, dia 21 de setembro de 2021. Credit: Kristin Murphy, Deseret News

“Voltamo-nos para o Salvador com fé e humildade, prontos para nos arrependermos e aceitá-lo como nosso Salvador. Quando fazemos isso, Ele nos cura. Por meio da Sua Expiação de amor infinito e eterno, Ele pode nos restaurar.

“Este processo pode levar tempo, mas Ele nos dará paz e força durante o processo. Nunca estamos tão quebrantados a ponto de não podermos ser restaurados por meio de Jesus Cristo.”

No Japão, a arte do kintsugi apresenta peças de porcelana quebradas, que são restauradas com o uso de  uma cola de verniz especial. Antes da cola secar, os artesãos a cobrem com ouro em pó, fazendo com que as emendas na cerâmica cintilem e a peça reparada se torne ainda mais bonita, forte e valiosa do que era antes de ter sido quebrada.

A irmã Gong acrescentou: “Um dia, olharemos para nossa vida em retrospectiva e veremos traços de linhas douradas, que são os vestígios do poder de cura do Salvador. Seremos então gratos pelos desafios e provações da vida, que nos tornaram mais fortes e belos conforme nos curamos e crescemos por meio do amor de nosso Salvador.”

A cura da Expiação acontece quando convidamos Cristo para fazer parte de nossa vida, nos arrependendo humildemente e nos esforçando para guardarmos Seus mandamentos com fé, disse a irmã Gong.

“Nós, e as pessoas que amamos, nunca estamos além da capacidade do Salvador de nos curar — se nos voltarmos para Ele. Não existe um ponto de onde não haja retorno”, disse ela

“Oro para que tentemos guardar Seus mandamentos e nos arrependermos diariamente, para que possamos conhecer o Salvador e sentir Seu amor em nossa vida. Esta é a ‘boa notícia’ que vocês foram chamados para compartilharem com os preciosos filhos de Deus.”